The Real L Word – s01e03

Nikki cortou as asinhas do Derek? Whitney pegou a Tor ou já buscou outra ex no aeroporto? Quantas piadinhas sobre seu pênis Mikey vai fazer? Tracy fez algo interessante? Natalie criou vergonha na cara e deixou Rose? Rose ficou sem voz de tanto gritar?

A pergunta dessa semana é sobre Dia dos Namorados. You know, pergunta chata, respostas chatas.

Rose aproveitou para dizer mais uma vez que era pegadora, caso você não tenha escutado nas outras 312 vezes.

Mikey disse que é um feriado ridículo criado por companhias de Cartão para ganhar dinheiro. Engraçado que ela nem está solteira para dizer isso…

A resposta do resto nem importa.

(Vou usar eternamente essa imagem mesmo não sendo do episódio)

***Nikki e Jill***

Se você achava que o Dia Nacional de Se Sentir Sozinha e Triste, também conhecido como Dia dos Namorados,  já havia passado e você estava livre de se sentir sozinha e triste até o próximo ano, não se preocupe! O episódio inteiro dessa semana foi feito para lembrar-lhe do quão miserável anda sua vida =) Então nada melhor do que começar pelo casal perfeito logo de uma vez para esquercemos o quanto antes.

Jill saiu com Derek para comprar o presente do Dia das Namoradas (sou subversiva e vou usar agora Dia das Namoradas): uma filmadora (se usa essa palavra ainda?) para gravarem a vida a duas delas. Como se participar de um relality show não fosse suficiente.

Nikki vai a academia de dança da mãe e decide dar de presente aulas de dança para Jill! Por depoimento descobrimos que a mãe da Nikki adora a Jill, ou seja, apoia a filha ser lésbica. Mas também, se for pensar, a mãe dela já vive num ambiente mais mente aberta, olha só o instrutor que dará as aulas de dança:

Preciso dizer que meu gaydar apitou?

E bem, anotem aí que nós descobrimos um defeito no casal perfeito: elas não sabem dançar! You know, Nikki passou tanto tempo na vida se tornando uma lésbica poderosa e taking care of her bitch que se esqueceu de aprender um pouco de gayness do ambiente onde ela cresceu.

Então chega o Dia das Namoradas e Nikki acorda Jill com um beijo numa cama gigantesca com edredon de flores campestres e um yorkshire em cima. Vai dizer que esse não é o sonho de toda mulher hetero tirando pela parte de serem duas mulheres?

Detalhe: Nikki diz “eu sei que a gente promente não fazer nada esse ano, mas eu menti.” Então eu fiquei pensando… Se elas fossem uma casal hetero e a mulher falasse “não precisa me dar nada esse ano”, o homem com certeza ia acha que ele realmente não precisava dar nada! Taí uma vantagem de ser lésbica.

Então elas trocam presentes e ficam felizes e… acabou. Sem drama, sem brigas, sem estresse. Elas só estão no episódio para me nos deixar com inveja.

***Tracy***

É sempre muito complicado e ao mesmo tempo fácil contar o que a Tracy faz nos episódios. Apesar de ela ser a mais gostosa bonita das participantes, ela também é a que tem a vida mais bland.

Primeiramente foi na casa da Stamie onde tentou “dar um download” com ela (i.e. contar como foi o dia), mas as crinaças só ficam gritando e esperneando e fazendo coisas de crianças.

E então ela dá uma reclamadinha básica e comenta que não gosta que a Stamie coloca os cachorros dela “abaixo no totem”. Acabou de perder pontos comigo. Stamie tem três filhos com menos de 5 anos, um deles com necessidade especiais. Nada contra pessoas super apegadas a seus bichinhos de estimação, mas no meu totem de prioridades crianças vêm antes de animais.

Depois ajuda a preparar as crianças para dormir já que as duas tinham uma reserva num restaurante para comemorar o Dia das Namoradas.

Mas, como era de se esperar, as crianças começam a gritar, chorar e espernear porque não queriam dormir cedo. Juro que eu chegay a pensar que a Tracy iria explodir e nós teríamos uma DR, mas no final tudo deu certo.

Já comentei que adoro as piadinhas da Stamie?

Ah, vale comentar do momento em que o Jagger (filho mais velho da Stamie) pede para ver os peitos da Tracy. Tal mãe, tal filho.

***Rose***

Se lembram que no episódio anterior Natalie e Rose tiveram uma briga feia por questões de falta de respeito? Bem, está tudo ok agora.

Sério, está tudo bem agora! Elas preferiram deixar pra lá. Mesmo! Não teve nem DR, nem sexo de reconcilhação, nem falaram uma com a outra sobre o ocorrido. Acordaram como se nada tivesse acontecido. Simples assim.

Eu estava gostando da Natalie até esse episódio. Ela mais me parecia como uma mulher apaixonada vítima do relacionamento e agora eu a vejo mais como mulher de malandra mesmo.

Enfim, né? Natalie planeja dar de presente do Dia das Namoradas fotos sensuais – dela, claro.

É só eu, ou fotos sensuais da pessoa como presente é bem constrangedor (ou vergonha alheia, como preferirem)? Se alguma possível-futura-namorada minha estiver lendo esse blog, por favor, não me dê fotos sensuais suas de presente. Mas não sou contra uma performance live…

Inesperadamente, o presente de Rose consegue ser melhor. Primeiramente Rose dá… adivinha? adivinha? rosas vermelhas (jura?) e depois leva Natalie de olhos vendados, porque assim é mais vergonhoso, para um hotel que a Showtime fez questão de mostrar o nome umas 30 vezes.

Muito inferior ao quarto da Nikki e Jill.

E então segue-se chocolate, massagem e, claro, jantar romântico. Se ao todo a gente tivesse uns 26 episódios com a Rose, daria pra fazer no final um Top Janteres Românticos by Rose. Impressionante como ela consegue tornar jantares tão… ahn… interessantes.

“Se alguém vai sair comigo, tipo, ela vai ter o melhor momento de todos. Vai ser o melhor encontro que ela teve.”

Sim, Rose! Meu sonho de jantar romântico, por exemplo, (preste atenção, possível-futura-namorada) é um a luz de velas, com som de água caindo ao fundo e discutindo sobre o tamanho dos meus seios na frente das câmeras para que qualquer blogueirazinha de país subdesenvolvido possa comentar também sobre eles.

E, a propósito, eu acho o tamanho atual dos seios da Natalie bom.

E então Natalie entrega o presente dela e… Eu reparo que as fotos não estão num álbum com capa dura. Se for para entregar o presente, entregue bem-feito pelo menos! Ah, claro, depois eu percebi que primeiro eu reparei na falta de capricho e depois nos peitos da Natalie. Eu sou hetero? [/subvertendo]

Dúvidas quanto a minha sexualidade a parte (not), a noite das duas obviamente acaba como acaba sempre…

***Mikey***

Mikey começa o episódio indo jogar tênis com uma amiga, porque no Raquel (acho que consegui decorar o nome) está ocupada trabalhando e não pode passar um tempo com ela.

Martina Navratilova nas horas vagas.

E ela repete o discurso de que Dia das Namoradas foi criado por companhias de cartões comemorativos para ganhar dinheiro e que é uma besteira e blablabla, mas dessa vez nós sabemos que na real ela está magoada porque vai passar o Dia sozinha (mesmo tendo namorada).

E como prova de que ela se importa sim com o dia-criado-por-companhias-de-cartões-comemorativos-para-ganhar-dinheiro, ela decide passar o dia fazendo um makeover na tia dela para não se sentir sozinha.

(Nota: tem todo um drama básico de a tia ter criado ela, ter sobrevivido ao câncer, e ter feito mastectomia e histerectomia.)

Tudo muito boring normal, tudo muito caridoso. Mas quando a Mikey e a tia chegaram no salão eu tive a maior supresa, acho, até agora do programa…

[Voz de narrador de algum tipo de luta]

Diretamente das entrenhas da terra, pesando 55kg, 3kg de maquiagem e 1kg de brinco, ela… a personificação dos piores dramas lésbicos… a EEEXXX… Rooooooomi!!!

[/Voz de narrador de algum tipo de luta]

Não, eu não errei. Romi é tão clichê de ex que surge do nada que ela é amiga até da colega-desconhecida-de-reality-show da ex-namorada. Tudo bem que o círculo lésbico de cada cidade é ‘pequeno’ mas isso já é demais para mim.

E a propósito, metade das lésbicas de LA são maquiadoras?Até agora já foram Whitney (é de efeitos especiais, mas acho que entra na categoria) Raquel e Romi.

Quando o programa começou eu jurava que a Romi mal e mal ia aparecer no primeiro episódio e só. Agora ela até está acumulanto “cargos” na descrição dela no show.

Romi, maquiadora e "amiga" da Whitney.

Como se a aparição da Romi nessas condições não fosse o suficiente, ela e Mikey começam a conversar sobre a “garota da Romi”. Conversa bem casual começada com Mikey falando “me conte mais da sua garota”.

Romi se derrete toda e eu fico com uma mistura de vergonha alheia e pena. Imagina ela vendo agora como esses episódios foram editados e a Whitney dando tiro para tudo quanto é lado e ela toda apaixonada? Não é como se eu nunca estivesse na posição da Romi, mas pelo menos não era num reality show visto por lésbicas do mundo todo.

[momento fofoca gratuita]Segundo comentário que eu vi de uma pessoa que fuçou o facebook da Romi, ela agora está amissíssima com a Sara![/momento fofoca gratuita]

Enfim, o makeover acaba e a tia da Mikey sai chapada contente da vida…

***Whitney***

O Dia das Namoradas está chegando e Whitney não sabe com quem vai passar o dia (ela acha que provavelmente sozinha), então ela começa a se dedicar ao trabalho dela.

De repente o produtor do filme pro qual ela está trabalhando (e que tem uma quedinha pela Whitney) liga e oferece o papel principal pra ela porque ele está precisando de uma garota bad-ass. Simples assim ser a protagonista de um filme em LA.

(Ok, na verdade ele provavelmente está se aproveitando da fama que a Whitney vai ter por TRLW para promover o maravilhoso filme dele de zumbis cowboys)

E já que Whitney será uma matadora de zumbis lésbica no filme, ela precisava entrar em forma, não? Então nada melhor do que procurar uma… uma… treinadora (?) no YouTube e contratá-la. Tão lógico quanto a escolha de atrizes para o filme.

Nota: obviamente fui caçar o vídeo. Pelo menos tem contatos e foi posto dois anos atrás.

O prazer é todo meu, gata.

Miranda começa a passar as mil restrições e falar sobre o trabalho enquanto Whitney devorava ela com os olhos. Obviamente Tor (alguém lembra dela?) percebeu e acho que já está aceitando o fato de que Whitney é Shane Whitney e ela não vai conseguir um relacionamento dali. Bem, Whitney sondando a sexualidade da Miranda ainda vai dar pano pra manga, diferentemente da briga da Natalie com a Rose.

Chega a noite e Whitney decide… sair com a ex! E como se não bastasse ainda está lá Mikey e uma figurante.

E se esse episódio não está suficientemente estranho para você, Mikey e Whitney começam a… se dar bem. E Romi, como se já não passasse por situações constrangedoras o suficiente, começa a ser largada de lado.

– Primeiro pedem para Romi trocar de lugar com a Whitney para que as duas (Whitney e Mikey) ficassem mais próximas.

– Depois mandam pedem para ela pegar os drinks.

– Depois Whitney e Mikey começam a discutir quem seria a passiva. (Mas Whitney explica depois que as coisas no mundo lésbico normalmente não são tão definidas quanto ativa e passiva – para informar a audiência hetero)

– Depois viram amissíssimas.

-Depois Whitney começa a tirar a blusa da Mikey (que pelo visto será a passiva).

-E a transfomá-la na sua pumps (salto – ou seja, passiva).

E a coisa foi descendo o nível. Culpa do álcool, claro.

Mas depois desse maravilhoso encontro, Mikey voltou para os braços de Raquel [/frase de romance barato] e Romi finalmente conseguiu o que tanto queria…

Ehm.. Hora de fechar a porta.

Compartilhe com a irmandade!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
Share on Tumblr
Tumblr
Share on Google+
Google+
Email this to someone
email
Esta entrada foi publicada em Mídia e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para The Real L Word – s01e03

  1. Diany disse:

    MeO adOrei o blog….
    Eu creio que jah nasci gaay…
    Mais fui me desenvOlver mesmO aos 14 anOs, estava na 8ª série , foi onde comecei a sentir atração por minha melhOr amigaa, eu não compreendia nada, era estranho pra mim, dae um certO dia entrei na internet, naum conhecia nda de msn, orkut, blog’s, bate papo’s etc..E resolvi entrar num chat de lésbik’s e afins de sp, fOi ae q surgiu a curiosidade, passando pouco tempo, naum me recordo ao extatO, cheguei com um pedaço de papel escrito o seguinte” Tem uma pessOa querendo ficar com vc..Mais ela é uma GAROTA” e entreguei para minha melhOr amiga’ e ela fez uma cara que depois da reação, finji q aquela garOta num era eO..E a Rita (melhOr amiga) ficou insistindo até saber quem era a tal garOta que queria ficar com ela…Foi entãO que ela passou a me chantagear, dizendo que se eu naum faleasse ela ficaria com raiva e tal’s,(coisa de adOlescente), e eO por fim resolvi me entregar, e disse que a garOta era EO..Foi aí que ela deu um passo para trás e só o que saiu de sua boca foi a frase “Credo Dii’H vc é Lésbica?!?! Eu nem sOube responder apenas disse que nãO era bem lésbica, Bi talvez , pois o nome no momentO suou tãO agressivO, que eu acabei recuandO..Cheguei até a mudar de escola após as férias de julhO, fuie a senssação de fofocas na escola..E após 2 anOs eu reencontrei a Rita’ ela me abraçou de uma tal maneira, disse que estava morrendo de saudades , e por fim chegou a me perguntar se eu ainda era lésbica, e desta vez eu disse sim com tOdas as letras e sem me envergOnhar..Passando uma semana ela me liga dizendo que quer me encontrar e tal’s.. Depois de tudo oq houve, ela quem pediu pra ficar comigO, só que eu estava namorando e minha resposta foi NÃO’..Só que querendo ou naum aquilo mexeu mto com minha cabeça, daí resolvi ficar com ela, trai minha namorada, depois te ter ficado com ela, acabei me apaixonando, e chegamos a noamorar durante 8 meses apenas, mais foi super legal a experiência, e hj somOs amigas a mais de 9 anOs, e a considero com uma irmã dividimOs até as garOtas rsrs..Oq me tOrnou lésbica foi minha melhOr amiga..Apesar de me achar gay desde que me entendo por gente…Um super beijO…

  2. Dora disse:

    Mini lesbian detected

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *