Conceitos!

Olá, fanchas do meu Brasil varonil (odeio essa expressão, mas preciso começar o post de alguma forma)!!! Finalmente eu voltei da minha viagem para o Rio onde fui fazer turismo sexual visitei o Cristo e fiquei apreciando a bela vista da cidade.

Mas não é minha viagem a Londres ao Rio que nos interessa aqui. É hora de sentar na cadeira, recuperar o tempo perdido e aprender alguns conceitos básicos dessa nossa vidinha LGBTT!

“O que? Você nem sabe o que são os TT na sigla LGBTT?”

Você provavelmente já ouviu alguns dizeres parecidos com os seguintes:

1- “Como assim você é lésbica? Você é tão bonita!”
2- “E essa travesti é operada ou não?”
3- “Aquele alí passa 3h por dia ajeitando o cabelo! Mó bicha!”
4- “Lésbicas são mulheres que gostariam de ser homens.”

Você sentiu que algo estava errado aí, mas não soube argumentar bem? Você ficou calada a contragosto? Então já passou da hora de você aprender alguns conceitos básicos sobre orientação sexual, sexo, papel de gênero e identidade de gênero.

“Muito bem, crianças, quem sabe me dizer o que é sexo?”

Esses são os 4 pilares da sexualidade humana (não tenho bem certeza se essa é uma expressão correta, mas enfim) e entendendo-os você compreenderá melhor a tão comentada diversidade LGBTT.

Aliás, comece sabendo que a sigla significa Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis.

“Sim, bee, eu tô na mesma sigla que você!!!”

Mas como veremos a definição de transexuais e travestis não é a mesma de homossexuais.

SEXO

Ah, esse é conceito mais simples! Com que órgão você nasceu? Você é XX ou XY?

Homem – Indivíduos com pênis (oh Lord, escrevi essa palavra no meu blog…) e cromossomos XY.

Mulher – Indivíduos com vag… útero (acordei muito puritana hoje) e cromossomos XX.

Intersexual – Indivíduo nascido com genitália e/ou características sexuais secundárias que fogem dos padrões socialmente determinados para os sexos masculino ou feminino. (Fonte)

“Ah, me poupe, isso eu já sabia com 7 anos de idade! Que tal um tutorial de como lidar com ex- namorada?””

PAPEL DE GÊNERO

Uhm, esse também não é um conceito muito difícil, apesar de ser extremamente importante para entender preconceitos como machismo e homofobia. Papel de gênero é o que a sociedade espera de comportamento e aparência de homens e mulheres.

É algo que a gente aprende através da sociedade antes mesmo de sabermos falar, quando nossa mãe pintou nosso quarto de bebê de rosa e decorou com o tema Princesas da Disney. Duvida? Então responda uma pequena enquete:

1- Espadas e armas são brinquedos de:
()Meninas
()Meninos

2- A cor rosa é cor de:
()Meninos
()Meninas

2- Balé, poesia e novelas são coisas de:
()Homens
()Mulheres

3- Futebol, luta e corrida são coisas de:
()Mulheres
()Homens

4- A responsabilidade pela limpeza da casa e cuidado com filhos é de:
()Homens
()Mulheres

5- Fragilidade e delicadeza são conceitos desejáveis a:
()Homens
()Mulheres

6- Quem deve reservar R$40,00 do salário para pagar uma pessoa para passar cera quente na sua pele e arrancar de os pelos de boa parte do seu corpo?
()Homens
()Mulheres

Se você marcou a 2ª opção em todas as questões, parabéns! Você entende o conceito de papel social de gênero. Biscoito Scooby para você!

Por, normalmente, homossexuais/bissexuais fugirem em algum termo desses papéis, as pessoas menos esclarecidas acabam confundindo esse desvio (não estou falando desvio num sentido pejorativo, não faz a uó!) com a identidade de gênero.

Por exemplo, uma mulher com cabelo curto. O que a sociedade espera de uma mulher (jovem)  é que ela tenha cabelo comprido, bem feminino. Como a maioria das pessoas confunde gênero e sexo, confunde-se o desvio do feminino como uma tentativa de ser homem.

“Dai-me paciência, Senhor!”

Gênero é uma construção social, não biológica. Por que determinaram meu comportamento só pela minha genitália?

Por que eu preciso ser delicada e por que um homem não pode demonstrar fragilidade? Por que, por ser mulher, eu não posso gostar de sexo, futebol, cerveja, luta, carro, não posso falar palavrão, não posso gritar, mostrar o dedo do meio, não querer casar? Por que um homem não pode gostar de balé, poesia, cozinhar, cuidar dos filhos e da casa, de não sair pegando geral na balada?

“Err… Porque aí ele é uma bichona e só quer ser mulherzinha de outro homem, professora.”

ORIENTAÇÃO SEXUAL

Minha cara, se você está nesse blog e não sabe o que é Orientação Sexual, você está mais perdida que cachorro em dia de mudança. Mas se você não está a par das últimas tendências sexuais, não se preocupe porque cada dia é uma nova definição para você aprender.

Sua orientação sexual é determinada pelo sexo que te atrai, em nível sexual e/ou emocional. Por exemplo,

Heterossexuais – São atraídos pelo sexo oposto.

Homossexuais – São atraídos pelo mesmo sexo.

“Óia nóis aqui!”

Bissexuais – Pessoas que são atraídas tanto pelo sexo oposto quanto pelo mesmo sexo.

Assexuado – Não é atraído sexualmente por nenhum gênero. Mas isso não quer dizer que todo assexuado não sinta necessidade de ter um par romântico. Eu particularmente já andei pesquisando sobre esse grupo (que by the way tem menos visibilidade do que nós LGBTT) e o acho interessante e cheio de peculiaridades. Se interessou em saber mais? Pesquise, oras!

[Momento Reflexão]

Eu acho curioso que a divisão da orientação sexual se deu por “mesmo sexo ou sexo oposto” ao invés de “gosta de mulher ou de homem”. Acho que isso é uma grande prova da falta de sentido que a homofobia tem. Gostar de homem tudo bem, desde que você não seja um. E se formos pensar em questões raciais, o preconceito age no exato oposto. As raças tem que ser iguais, mas os sexos tem que ser diferentes.

Vai entender a cabeça dessa gente preconceituosa!?

[/Momento Reflexão]

E não tem como falar de orientação sexual sem falar sobre os novos lançamentos mercadológicos. Você pode inventar mil orientações sexuais diferentes a seu gosto, mas há umas alternativas mais conhecidas como:

Pansexual – Para mim esse é um conceito totalmente americano e hipster. Ser bissexual ficou muito mainstream ultimamente e precisaram inventar outro termo.

Em tese, bissexuais se atraem por uma pessoa que seja homem ou mulher. Já pansexuais se atraem independente do sexo da pessoa. Pansexuais consideram a existência de mais de dois sexos como atrativos. Ou seja, eles podem ser atraídos por homem, mulher, intersex, travesti, whatever.

Ok, ok, não tão whatever assim… Mas enfim, eu, particularmente, acho um conceito desnecessário.

Heteroflex – Existem trocentas denominações para esse grupo, mas até que esse eu acho um conceito válido – mesmo não sendo algo “oficial”. Heteroflex é aquela pessoa que é hetero, mas de vez em quando pega alguém do mesmo sexo.

“Pô, mas isso não é bissexual?”

Na verdade isso seria um nível de bissexualidade, tipo o nível 1 na Escala de Kinsey.

Nota: Escala de Kinsey é uma escala que divide o comportamento sexual em níveis. Apesar de eu achar que essa teoria é bem abrangente, não simpatizo com ela (não sei porque… acho que meu santo não bateu com o do Kinsey).

Mas eu acho melhor separar bissexuais de heteroflex. Por que?

1- Por que é bom para os heteroflex que querem permanecer iludidos de que são moradores da heterolândia, evitando assim o Gay Panic.

2- Por que é bom para o bissexual que não ficaria com alguém do mesmo sexo só depois de três latinhas de cerveja barata numa balada do submundo. A imagem dos bissexuais ficaria mais limpa a olhos homos e heteros.

3- Por que é bom para quem vai pegar uma heteroflex. Você sabe que é melhor não esperar um relacionamento vindo da tua peguets de sexta a noite!

“Eu já estava dando (snif) entrada na papelada de adoção (snif) do nosso baby quando ela me disse (snif) que era heeeterooo aaaaahhhh!”

 IDENTIDADE DE GÊNERO

(Cara como eu amo diagramas…)

Yay! Chegamos na parte mais curiosa interessante. Identidade de gênero é como você percebe seu sexo.

Cissexual – Pessoa que está conformada/feliz com seu sexo. Por exemplo, eu sou mulher e me vejo como mulher. Gosto do meu corpo, estou satisfeita em ser mulher e não gostaria de virar homem.

“É… eu estou satisfeita com meu corpo… mas bem que podia ter mais bunda nele… e mais peito… e menos barriga… e mais pernas…”

Transexual – Pessoa cuja identidade de gênero não está de acordo com o sexo biológico. Por exemplo, você nasceu homem, mas nunca gostou do seu corpo, sempre se viu como sendo mulher e quer adequar seu corpo de acordo com a sua imagem de si. Então você toma hormônios, coloca peito, tira o pênis, faz outras cirurgias e tem o corpo com o qual sempre sonhou.

Acho a transexualidade um assunto tão interessante que guardarei palavras para um futuro post.

“Me aguarde, darling!”

Travesti – Pessoa que orbita numa zona entre o homem e a mulher. Elas não possuem uma identidade só e não desejam um corpo somente masculino ou somente feminino. Então elas abrigam os dois sexos, normalmente preservando o pênis e colocando seios.

E, claro, são responsáveis pelos melhores escândalos do mundo das celebridades e pelos melhores vídeos no youtube.

Apesar de eu tentar englobar vários conceitos do mundo LGBTT, alguns não se encaixaram perfeitamente no meus diagramas. Como por exemplo…

Andrógeno – Pessoa que tem aparência que pode ser tanto masculina quanto feminina. É aquela famosa história da butch que pegou várias meninas se passando por homem. Nesse caso a pessoa estaria perdida lá na categoria de “Papel de Gênero” já que fica num meio termo de aparências determinadas pela sociedade.

Drag Queen – Homem que simplesmente gosta de personificar uma mulher (obviamente em níveis exacerbados). Ele não necessariamente é transexual e nem necessariamente homossexual. (Nota que existe também o conceito de Drag King)

Transgênero – Esse é um conceito que engloba MUITA coisa. Pode ser considerado transgênero todo aquele que cruza as barreiras entre homens e mulheres. Isso é, pode ser um andrógeno, uma travesti, uma drag queen, um transexual, transex, etc, etc, etc.

Mas por que aprender todos esse conceitos?

Oras, agora você pode entender muita coisa sobre o mundo do qual você faz parte! Todos esses conceitos podem se misturar nas mais variadas formas. Por exemplo, você pode ser lésbica (orientação sexual), de aparência feminina (papel de gênero) e gosta de ser mulher (identidade de gênero). Parece familiar para você?

Ou ainda, você pode encontrar uma mulher heterossexual de aparência masculina. Ou pode encontrar um transexual homo – que é o caso do Max do The L Word. Ele nasceu mulher, mas se percebia como homem (identidade de gênero: transexual), mas gostava de se relacionar com homens (orientação sexual: homossexual). E histórias assim existem!

(Ok, não é o caso do homem em questão acima, mas confiem em mim que existe!)

Agora voltando as perguntas do início do post….
1- “Como assim você é lésbica? Você é tão bonita!”
R- Orientação sexual não tem nada a ver com aparência nem papel de gênero, bobinho.
2- “E essa travesti é operada ou não?”
R- Travestis não retiram o pênis, Sr. Desinformado.
3- “Aquele alí passa 3h por dia ajeitando o cabelo! Mó bicha!”
R- Orientação sexual não tem a ver com papel social de gênero, sua anta.
4- “Lésbicas são mulheres que gostariam de ser homens.”
R- Orientação sexual não é a mesma coisa que identidade de gênero, imbecil.

Compartilhe com a irmandade!Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on TumblrShare on Google+Email this to someone
Esta entrada foi publicada em Classificações, Identidade e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

30 respostas para Conceitos!

  1. Gabriela disse:

    Eu ia lá saber que existia um termo “cissexual”? O_o

    beijos amor ^_^

  2. Cami disse:

    Muuuiitooo bom!
    Tirou o atraso no bom sentido.. não no ótimo. hahaha

    E oq acontece com aquelas perdidas que não sabem qual a sua orientaação sexual? ahahhahah

    Beijinhos!
    Se cuida chuchu 😉

  3. eeervilha disse:

    agora já posso dizer que sou mulher, feminina, homossexual e cissexual.YES!

  4. Elis disse:

    Finnaly! o/
    É, Jac, amar diagramas é coisa de garotas de programa…
    hahahahah.

    Mais um post politizado ;]
    É interessante conceituar as diferenças entre as ramificações e tal, principalmente pela Identidade Sexual, que é a campeã de erros dos desinformados da vida. u.ú

    Eu sempre me ferro com esse negócio de Papel de Gênero, acho até que nem deveríamos mais conceituar isso, porque é uma mistureba monstra. Acho que a tendência é que não exista mais daqui uns anos, principalmente em grandes cidades que os papeis de H/M vão se integrando.
    Tem tanta mulher HT que possui um Papel de Gênero mais masculino e que enganam seres com gaydar quebrado tipo eu. –‘

    Essa mulher da foto “facepalm” parece um pouco você, ou estou enganada?

    • Jac disse:

      “Essa mulher da foto “facepalm” parece um pouco você, ou estou enganada?”

      Parecia mais, hoje em dia nem tanto xD

  5. Lane disse:

    Nossa!! Como o ser humano é complicado hein?! Mesmo estando familiarizada com os termos e conceitos citados fiquei surpresa com o trans homo, achei meio confuso (me imaginei tendo que explicar isso p/ alguém :s). O pansexual e heteroflex são novidades também.
    Muito bom o post!

  6. Ju disse:

    Creio (não tenho certeza) que falta um T aí na sigla, ou seja, deveria ou é LGBTTT (Lébicas, Gays, Bissexuais, Transexuais, Travestis e Transgêneros).

    Me confirme isso!

    Abraços.

    • Jac disse:

      Então, eu dei uma pesquisada sobre isso e de fato se usa mais os 3 Ts, mas como transexuais e travestis estão dentro do grupo de transgeneros meio que pra mim não faz muito sentido repetir…

      Teria que ser LGBT com o T de transgêneros pra embarcar tudo, mas eu preferi deixar só 2 Ts mesmo xD

      • Ju disse:

        Então Jack, não estudei muito ainda sobre o conceito – transgênero – mas vou fazer uma busca. Mas creio que não esteja “tão” dentro dos Travestis e Transexuais.
        Vejamos: O que entendo sobre o termo é sendo uma categoria empregada em referências as pessoas cujas identidades de gênero sejam construídas em conflito com as normas de gênero, fundadas no preceito que dita que só existem corpos naturalmente fêmeas e machos, sendo assim essas pessoas não sentem que estejam dentro de “corpos certos” não estes que querem que estejam enquadrados, essas pessoas, no caso um menino, pode se sentir menina e se comportar como uma (e isso não significa que se interessem por meninos, mas isso é outra história). Claro que dentro desta categoria pode-se encaixar transexuais e Travestis, mas nem sempre o Travesti se identificará como transgênero e nem sempre o transgênero se verá como Travesti. Outra coisa, o transexual por mudar de sexo, mas não se encaixará em transgênero caso ele se adeque ao “novo” sexo genital, ele deverá ser visto como mulher no caso MtF ou homem no caso FtM.
        No conceito Transgênero, a grande complicação, e o que você não deve ter compreendido, até em relação do por quê o terceiro T na sigla, é ponto de vista político, pois muitas vezes o Travesti é pensado em referencia só a sua vestimenta e não a sua identidade, ou que sente, etc.

        (Eu acho que ficou incompreensível tudo que eu disse) :p

      • Jac disse:

        Fato que não eu não consegui entender 100% da tua idéia, mas vamos por partes xD

        “O que entendo sobre o termo é sendo uma categoria empregada em referências as pessoas cujas identidades de gênero sejam construídas em conflito com as normas de gênero, fundadas no preceito que dita que só existem corpos naturalmente fêmeas e machos, sendo assim essas pessoas não sentem que estejam dentro de “corpos certos” não estes que querem que estejam enquadrados, essas pessoas, no caso um menino, pode se sentir menina e se comportar como uma (e isso não significa que se interessem por meninos, mas isso é outra história)”
        Esse é o conceito de transexual,não transgenero (parece que vc tava se referindo a este termo).

        “Claro que dentro desta categoria pode-se encaixar transexuais e Travestis, mas nem sempre o Travesti se identificará como transgênero e nem sempre o transgênero se verá como Travesti.”
        Nem todo transgenero é travesti, mas todo travesti é transgenero. Transgenero é uma categoria acima de travesti que engloba mais coisa (é só pesquisar o termo transgender umbrella). É como dizer que toda lésbica é mulher, mas nem toda mulher é uma lésbica xD

        “Outra coisa, o transexual por mudar de sexo, mas não se encaixará em transgênero caso ele se adeque ao “novo” sexo genital, ele deverá ser visto como mulher no caso MtF ou homem no caso FtM.”
        Isso é bem polêmico mesmo, porque é meio que assim:
        transgenero -> gênero
        transexual -> sexo
        A forma mais respeitosa mesmo seria não tratar transexual como transgenero (assim… num mundo mto idealizado).

        “No conceito Transgênero, a grande complicação, e o que você não deve ter compreendido, até em relação do por quê o terceiro T na sigla, é ponto de vista político, pois muitas vezes o Travesti é pensado em referencia só a sua vestimenta e não a sua identidade, ou que sente, etc.”
        É uma coisa a se pensar mesmo, pq o conceito de travesti é muito negativo no Brasil, mas se colocássemos o T como sendo de transgenero, ele ja estaria abrigando os travestis. É como se inventassem uma sigla HGL – Homossexuais, Gays e Lésbicas ahahahah xD

  7. Fernanda disse:

    Extraordinário este post! parabéns de verdade ^^

  8. bi-living disse:

    Criei um twitter pro blog^^ sigam @bi_living

  9. Ana disse:

    Ótimo seu post! Sou fa em silencio do seu blog, mas hoje decidi me manifestar e parabenizar hehehe

    Qual é seu twitter Jac?

  10. kléoh disse:

    UHSASUHAUSUHAUSU’
    Demorou pra ( caralho) caramba um novo post seu Ç____Ç’°
    Estava ancioso hehehehe
    Mas valeu por esperar hehe

    Você é muito foda guria’
    Beijos e sucesso de seu fã do interior de SP
    O/

  11. fauxperabo disse:

    ADOROOOOOO seus post…
    todos tem me feito bem… e esse é bem esclarecedor…
    tu manja, hein! rs…

    Bj Jac

  12. FrankiE disse:

    jac acompanho seu blog a um tempinho … so queria dizer q seus post sao demais…

    bem vinda de volta *-*

  13. Oi Jac, é a Bruna. Tudo bem? ^-^
    Primeiro queria dizer que estou te dando meus parabéns por este post, achei mto bem elaborado, mto bem estruturado, e bastante esclarecedor pra vários aspectos xD
    Parabéns!

    Mas assim, metendo meu bedelho, queria dar uns toques sobre os termos do post(no que tange às identidades ^^).

    1º Não que esteja errado “identidade sexual”, mas esse termo não é bem o mais adequado politicamente, e o adotado é “identidade de gênero”. Isso pq apesar do papel de gênero ser bastante sexista, a bandeira de luta de pessoas trans é justamente adotar e se identificar com o gênero e o comportamento de gênero oposto do sexo cromossomico que nasceu.

    2º Sobre Travestis: Eu vi ali que vc se referiu exclusivamente a travestis FEMININAS (ou seja, pessoas que apesar de preservarem o pênis, apresentam-se socialmente com a aparência feminina), então seria legal que vc dissesse “elAs” ao invés de eles. Não é legal falar “O travesti” quando se refere a alguém com uma aparência feminina.

    3º O mesmo para quando se refere ao transexual Max quando diz “uma” transexual. Bom, se é uma pessoa trans que foi/está em busca de um corpo e características masculinas é UM transexual masxulino. Outro exemplo disso é a Ariadna do BBB, muitas pessoas dizem “o transexual Ariadna”, meio incoerente né?

    Te falo isso pq vejo seu blog com um grande potencial de aceitação do público com relação ao que vc escreve. Quer dizer, é quase que, o que vc falar vai ser amplamente absorvido e tomado como verdade pela maioria de teus leitores. Então, aproveitando isso, vejo a utilização dos termos corretamente aqui como forma de acabar com o “vício de linguagem” da maioria das pessoas (que não fazem por mal, apelas por falta de informação)

    To na espera pelo seu próximo post sobre transexuais ;D
    E aliás, te vejo sábado, no Workshop Geração Trans!
    Até. o/

    • Jac disse:

      Opa, já consertei as expressões =)

      Aliás, me veio uma idéia a mente sobre o post de trans e depois te mando um scrap/mensagem/sinal-de-fumaça explicando ^^

  14. Ju disse:

    Andei pesquisando (com minha professora haha) sobre o terceiro T. Agora já me sinto mais convencida que o melhor é não utilizá-lo, já que o/a transgênero não está diretamente ligado a sexualidade, mas a identidade de gênero que nem sempre ditará sua orientação sexual (pois a sigla ao contrário disso, está ligada a orientação sexual).

    Por isso! xD

    • Jac disse:

      Mas se formos pensar nos T de Travestis e Transexuais, eles não estão embarcados no “orientação sexual” (uma das minhas intenções era falar sobre isso num proximo post) =)

  15. Ane disse:

    http://youtu.be/-CU040Hqbas

    Vi esse vídeo no youtube e lembrei desse post. Tem mais gente discutindo a idéia de papel de gênero. Agora explica!

  16. Alycia BarBoza disse:

    Adorei esse post, muito esclarecedor!!!

  17. Marcelo disse:

    Olá, meu nome é marcelo.

    A algums meses eu convivo, com uma colega de trabalho com aparência bem masculina, sinto que temos muita afinidade, pois pasamos longas horas conversando sobre qualquer coisa (de Ficção científica à poesia) eu sempre a considerei uma amiga e ela também me trata assim, mas recentemente percebi que, sinto por ela é maior e mais intenso do que amizade.

    Passei as ultimas duas semanas, me sentido ridículo por amar uma mulher que é ” visivelmente ” lésbica, mas graças ao seu post comprendi que e possível, ela ser hétero.

    Sou grato a você, por tirar esta dúvida de minha mente.

    Decidi que vou me declarar-me à ela, na semana que vem, talvez ele seja mesmo lésbica, e eu leve um pé na bunda, mas, vale apena arriscar.

  18. E aí que o diagrama sobre identidade de gênero está indisponível.
    #comolidar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *