The Real L Word – s02e02

Será que conseguiremos ficar mais chocadas com cena de sexo do que no episódio anterior? Será que teremos uma visão melhor do colo do útero da Romi? Será que Claire vai sofrer um pequeno acidente e morrer? Será que Cori e Kacy encontraram o esperma dos sonhos?

Oh yeah! Lésbicas photoshopadas na lama!

Não chegay a comentar no post passado, mas eu gostei da nova abertura, apesar de ela não resumir adequadamente a vida de uma lésbica. A vida delas se resume basicamente a sexo na abertura.

Sendo que na verdade, se você assistir o episódio inteiro, verá que é 1 momento de sexo para cada 10 momentos de DR. Se eu não tivesse mais o que fazer da vida, poderia fazer uma abertura alternativa com lésbicas gritando e chorando e sofrendo e gritando mais. This is real L word! Mas de qualquer forma, há uma cena com gato ruivo, então estou feliz.

(Nota: Eu quase fiz minha namorada adotar um gatinho ruivo)

***Kacy e Cori***

Vamos começar por elas enquanto eu tenho alguma paciência. Kacy e Cori começam num restaurante discutindo sobre… adivinha? adivinha?… esperma! Sei muito bem que a edição do programa só mostra a parte que interessa para ela, mas as duas estão sendo retratadas como loucas atrás de esperma que não falam em outra coisa na vida. Digo, alguém aqui sabe a profissão delas?


Kacy: “Eu reconheço que estou desinformada ou tenho subestimado a conexão biológica das pessoas com seu… Não entendo”.
Cori: “Todo dia eles ejaculam numa toalha e tá tudo bem. Em vez de ejacularem numa toalha, dêem para mim”.

Como elas preferem que o esperma seja de um conhecido, decidem marcar um jantar com uns amigos homens. Aliás, se eu fosse homem eu sempre estranharia se um casal de lésbicas me convidasse para jantar (não, não ia achar que elas gostariam de fazer sexo a três… acho que por isso não sou homem).

Quando elas fazem a pergunta fatídica, a cara de um dos homens foi:

NOT

Como eles negaram o pedido, seguiu-se uma breve discussão. Os dois homens não quiseram doar porque são conhecidos delas e ficaria uma situação meio constrangedora e já elas não vêem isso como motivo. In fact, Kacy até falou que se eles precisassem de um ovário ela poderia dar para eles (cof).

Nessa situação eu teria que concordar com os homens, ia ser uma situação complicada eu perguntar para uma pessoa amiga como vai o filho dela sem parecer que eu tô querendo assumir o filho como meu ou que eu tenho sentimentos maternos.

Mas enfim, depois de mais uma decepção elas partem para o que para mim seria o mais lógico: achar um doador num banco de esperma. Todos os perfis são de homens bem sucedidos, engenheiros, lindos e maravilhosos. Elas estavam procurando alguém parecido como Kacy. Fim da participação delas no episódio.

***Sajdah***

Se Kacy e Cori não fizeram quase nada nesse episódio, Sajdah fez menos ainda. Para começar o dia, ela decide fazer o que toda lésbica faz em L.A.: buscar alguém no aeroporto. Ela foi buscar Marissa, mas se você acha que ela é uma ex e que o triângulo amoroso Marissa-Rajdah-Chanel vai bombar, esqueça. Ela é uma amiga hetero da faculdade.

Nota: Minha namorada percebeu uma certa semelhança dela com Chico Xavier.

Sajdah fica conversando com Marissa sobre o quanto ela está apaixonada por Chanel apesar de conhecê-la desde ontem a noite e como lésbicas são e blablabla. Depois da conversa, elas se encontram com Chanel para uma parada em homenagem a Martin Luther King num grupo de gays e lésbicas.

Aí rola muito nhenhenhe entre Sajdah e Chanel e Sajdah fica feliz por mostrar a Chanel que é muito mais do que um rostinho bonito e as duas se beijam no fim. Não é possível ter uma história lésbica muito grande sem drama… Ficaremos no aguardo para Marissa se descobrir lésbica e formarmos um triângulo amoroso.

***Romi***

Romi e Kelsey saem uma noite para jantar com a mãe de Romi, Ann. Romi conta um pouco da sua história: seus pais se divorciaram quando ela tinha 6 anos e sua mãe, alguns anos depois, se casou com outra mulher. Awesome!


Ann decide fazer aquelas perguntas clássicas como “como vai no trabalho?” e Kelsey, ao invés de responder que está tudo bem, decide contar que deram uma advertência para ela por estar faltando menos de 1 dólar no caixa (pô, no Brasil povo mata e morre por um dólar).

Mas ao invés de passar a mão na cabeça de Kelsey, Romi fala que Kelsey deveria arrumar outro emprego. Obviamente iniciou-se aí uma DR.

Kelsey: Tudo o que eu peço é pelo dinheiro do ônibus…
Romi: Baby, eu pago os drinks, a comida, o teto…
Kelsey: Mas eu não quero os drinks.
Romi: Ela pediu o maior de todos!!!

Kelsey tenta se livrar da discussão dizendo que é ela quem limpa a casa. Mãe e filha só dão uma risada tipo tá-achand0-que-isso-aqui-é-a-heterolândia?.

Romi: Kelsey precisa de mais sexo, de mais afeição. Ela precisa de mim sendo mais carinhosa.
Mãe: Isso é normal, querida.
Kelsey: Tenho 23 anos. Preciso de sexo.

Fiquei imaginando eu falando para minha sogra querida “eu tenho 21 anos, preciso de sexo” – algo me diz que a reação não seria a mesma da mãe da Romi.

Enfim, depois de discutir muito a relação com pitacos da mamãe, tudo fica bem. No dia seguinte, Romi, o marido hetero, chega exausta do trabalho perguntando se Kelsey, a esposa hetero, fez sua comida (o que a bitch não fez) e perguntando se Kelsey ia comprar álcool para ela, se ela desse o dinheiro [/indireta].

Bitch, a próxima vez é melhor essa comida já estar pronta quando eu chegar ou eu vou te ensinar a respeitar seu marido!

Vamos dar os devidos créditos a essa DR que inovou no tema dinheiro ao invés de ser o clássico problema-com-ex!

Naquela noite elas decidem ir a boate lésbica do momento, The Planet Haute, onde obviamente elas vão se encontrar com o resto do elenco ativo do programa: turminha da Claire e turminha da Whitney.

“Se lembra do outro dia que eu te dei uma lap dance? Hihihi”

Uma noite normal com as amigas. E então nós descobrimos nesse episódio que a japa bitch não é a Francine (ex/atual da Claire), e sim Rachel (ex/atual da Whitney) . Em algum momento Rachel e Romi se beijam e Kelsey começa a rodar a baiana indie e blasé.

O diferencial dessa DR é que ambas estavam bêbadas e Romi estava mais pra lá do que para cá. Sinceramente, acho que você, cara leitora que só lê as reviews e não vê os episódios, está perdendo ótimas risadas de não ver as duas bêbadas discutindo a relação.

No dia seguinte, Romi não lembra de nada (é pra isso que você está num reality show, darling, o que você não lembra as câmeras tem gravado) e começa a se sentir muito mal pelo que ela fez e a mãe aparece de volta para mais uma mini-DR e é revelado que Romi é bipolar (na verdade isso não explica muita coisa, não) e Romi promete parar de beber e é isso, vamos para a próxima a me estressar.

***Whitney***

O episódio começa com Whitney e Sara se agarrando em plena luz do dia com câmeras filmando. E sabe quando você vai tentar explicar para uma homem a diferença de sexo real lésbico e sexo de filme pornô lésbico e cita que “lésbicas não fazem sexo de salto alto na cama”? Então… na verdade quem não entende nada de sexo é você, bitch!

As duas ficam muito de nhenhenhe se comparando a Romeu e Julieta e Whitney fica se declarando e blablabla. Aí elas decidem ir no parque de cachorros ficar babando em cima dos cachorros e filhos alheios.

Tudo muito lindo, tudo muito perfeito até que… Rachel, a ex de Whitney, chega no parque com sua amiga e vê as duas no maior love. Nota para a participação especial de Jake (Two and a Half Men) em The Real L Word.

Rachel: Sara é uma semente do mal e é como se Whitney tivesse sofrido lavagem cerebral pela golden pussy. [/elegante]

Aí segue-se muito drama irrelevante depois para nos mostrar como Rachel está puta (cof), como Alyssa está brava, como Whitney está crente (cof) de estar num romance a lá Romeo-e-Julieta e para nos revelar que os peitos da Sara são tão reais quanto esse programa.

Como Rachel estava se sentindo rejeitada e triste ela decide se masturbar. Sim, você leu o que você leu. Se eu já achei too much a cena de sexo da Whitney e Sara no episódio passado, imagine a minha cara agora.

E com Rachel nós aprendemos mais duas coisas:
1- Existe lésbica que acha sexy uma mulher fazendo oral num homem;
2- Além do mito de lésbicas não usarem salto alto na cama, o mito de que elas não gritam e gemem igual em filme pornô não é verdade.

Na manhã seguinte, Rachel pede para Alyssa conversar, em segredo da Whitney, com Sara sobre uma proposta de emprego que Hana estava oferecendo. Difícil de entender? Vamos tentar de novo.

A história é que Hana, a ex da Sara, está procurando um emprego para Sara para que ela volte a morar em Nova York e as duas voltem a se pegar. Hana pediu ajuda para Rachel, que pediu ajuda para Alyssa. Alyssa não concordou em manter segredo e contou para Whitney dos planos malévolos de Sara.

Como provas do crime, Rachel possuia mensagens torcadas entre Hana e Rachel. Whitney ficou puta da vida.

Na boate Haute, enquanto Romi pegava Rachel e brigava com Kelsey, Whitney discutia a relação dela com Sara.

Sara: Não tenho falado com a Hana faz um longo tempo.
Whitney: Sério? Quando falou com ela pela última vez?
Sara: Hoje.

Muita DR e muito drama depois, já de volta em casa, Whitney conversa com Rachel onde ambas concordam que é bom elas estarem ali de volta. Ou seja, é um pré-nhenhenhe para voltarem a se pegar no próximo episódio.

***Claire***

Antes de eu ficar com raiva da Claire no primeiro episódio, quando eu olhei tive a sensação que ela se parecia com algum cantor farofa de rock dos anos 80, mas não sabia exatamente quem. Mas uma semana depois, consegui lembrar… Jon Bon Jovi!

Depois da DR que Claire teve com Francine, ela foi passar uns dias no hotel com os pais, que estavam visitando a cidade.

Claire começa a divagar sobre a relação dela com Francine e tenta explicar para gente não está se mudando para L.A. só por causa da ex. Seu trabalho é prioridade número 1 e ela deseja criar uma revista para o público lésbico (eu certamente não estarei comprando).

1- Ah sim, está explicado porque diabos ela aceitou participar de The Real L Word;
2- Ah sim, porque Nova York é uma cidade muito interiorana para se criar uma revista lésbica;

À noite, quando Francine volta para casa, Francine faz a comida e Claire senta esperando as duas preparam um jantar e Francine revela que ainda tem um pouco de interesse por Bon Jovi Claire.

Claire diz que Francine e ela não são as mesmas pessoas que eram quando namoravam. Elas namoravam dos 19 aos 23 anos e agora Claire está com 26 proclamando que amadureceu muito desde essa época (à custa da pobre da Vivian). Ah sim, porque 3 anos mudam radicalmente o caráter uma pessoa mesmo…

Como a ladinha da Claire estava muito chata, a produção decide dar um espacinho para Francine falar um pouco da sua família que não sabe que ela é lésbica (só eu acho estranho uma pessoa participar de um reality show lésbico estando no armário para os pais?).

Pergunte para Kacy and Cori.

Vai ser fácil contar que você é lésbica, o difícil vai ser explicar por que você ficou 4 anos com essa traste.

E assim como todo o elenco do programa que não está lutando por direitos iguais ou procurando esperma, Claire e Francine vão para Haute, onde conhecem o resto do elenco.

E, por incrível que pareça, as duas não tem uma DR no meio da noite! Incrível! Aí Dona Claire, se sentindo a dama da alta sociedade, tem a audácia de reclamar das DRs Whitney-Sara e Romi-Kelsey.

Puxa, ainda bem que há lésbicas decentes e educadas nesse mundo! O comportamento de Claire foi exemplar na balada: não ficou bêbada, não gritou com ninguém e foi muito carinhosa com Francine. Parabéns!

Chegando em casa (na casa da Francine, que fique claro), ela decidiu aproveitar toda essa educação suíça e, como uma perfeita gentil-cavalheira, ligou para sua namorada (que ainda é namorada, aparentemente) em Nova York.

Aliás, Vivian estava linda e fofíssima na tela do notebook da traste. Vale a pena baixar o episódio só para ver ela fazendo caras bonitinhas.

(Já deu para perceber que eu criei vergonha na cara e baixei um brush de corações, né?)

Bye! ^__^

(O gif ficou horrível se comparado com a cena real mesmo)

Tudo muito lindo, tudo muito romântico, que bom que elas ainda estão juntas… mas, hey, não estamos esquecendo de alguém?

Ah! Oi, Francine! Nem tinha visto você aí!

A essa altura do campeonato eu não precisaria nem dizer que rolou uma baita DR entre Francine e Claire na noite seguinte, não é?

Cameraman, você poderia, por gentileza, enfiar uma faca nas costas da Claire? Obrigada!

Um pouco da DR: (com comentários meus)

Claire: Francine, sente aqui para conversar.
Francine: Não seja cuzona.
Claire: Por que você acha que eu sou uma cuzona? (Precisa responder?)
Francine: Porque você veio aqui tentar consertar as coisas.
Claire: Eu tentei e…
Francine: Você tentou, Claire? Você bancou a cuzona o tempo todo.
Claire: Não posso falar nada. Não posso falar a menos que você fale por mim. (Ou seja, inventa aí uma desculpa para eu ser cuzona porque eu não tô conseguindo.)
Francine: Wow!
Claire: Francine, vocês duas sabem o que eu estou fazendo, então… (O que você tá fazendo? Tentando ter duas mulheres ao mesmo tempo?)
Francine: Então é por isso que eu estou saindo fora.

Toda a impressão que eu tive no episódio passado da Francine (que ela seria uma bitch) desapareceu. Quem é a bitch da história é a Claire, e a Francine é tão vítima quanto a Vivian, mas menos otária.

E o episódio ainda termina com Claire reclamando que Francine só lembra do passado (alguém aí viu a Claire se comportar de forma decente e a Fran só lembrando de coisas de 3 anos atrás?) e que não a escuta porque ela tem tentando tanto fazer as coisas darem certo entre elas e blablabla.

Morra!

Compartilhe com a irmandade!Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on TumblrShare on Google+Email this to someone
Esta entrada foi publicada em Mídia e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

30 respostas para The Real L Word – s02e02

  1. Lívia disse:

    Ok, a parte do feitiço lésbico foi a melhor HSIAHIAHSAIOHSAIOHSAS

  2. lucinara disse:

    nada como os seus comentários depois de cada episodio!!! kkkkkkkkkk
    morrir de rir do episodio! continua arrassando amiga 😉
    sinceramente se a sara sair da jogada vai perder um pouco de graça pra mim, acho que ela coloca tempero em toda essa loka vida da whitney!
    kkkkkk beijos!

  3. Laura disse:

    Teve piada, mas mesmo assim, o post é muito grande para quem viu o episódio… está demasiado descritivo… e eu gosto tanto dos teus posts, mas este… nhaaaahh! 😡

  4. Iolanda disse:

    …eu queria saber por que mulher gosta tanto de gatos!..
    …gatos são todos uns safados!
    …e esse post ficou grande msm, mas eu gostei.

    • Kamila J. disse:

      Detesto gatos tambem,acho eles meio traidores ,sem qlqer involvimento emocional
      com seus donos.
      Prefiro meu cachorrinho.

  5. Ju disse:

    ahahaha adorei!
    Será que spo eu curto a Claire e odeio a Cori e Kacy? Acho a de cabelo curtinho do casal a CARA do Finn de Glee.
    Acho tudo demasiadamente complicado. ahahahahah DR na meio da rua, no meio da buatchy, gente, minhas amigues num fazem DR na buatchy.
    Adorei o blog, vou voltar mais vezes.
    Bjos

  6. Gabriela disse:

    Oras! Gatos são carinhosos e se afeiçoam a seus donos como qualquer bichinho. E quando eles gostam de algm, não esquecem da pessoa nem que vc passe três meses longe e tudo o mais… isso aí é uma calúnia u.u
    hauihau =P [/defensora-de-mimis]

    Sobre o episódio!
    Olha, ficou muuito bom baby. Eu gostei bastante! O post ficou grande mesmo, mas putz, haja escrita pra tanto drama. Não tem como fazer piada com tudo. Aliás, o episódio em si é Quase uma piada única que se resume a DR. Embora repetitivo, acho que os momentos mais genuinamente felizes são do casal, que estão naquele drama do esperma, mas pelo menos dão umas risadas juntas. Do que essa mulherada vive é um grande mistério. hahaha

    Beijos baby =************

  7. Ju disse:

    Gabriela, tenho um gato aqui e um na casa da minha mãe, amo de paixão. Minha esposa prefere cachorros, eu num sou mt fã dessa alegria sem fim dos cachorros, além deles serem meio lerdinhos, mas são fofos tb. Resumindo, temos uma cachorra aqui em casa tb. E os dois juntos tocam fogo no cabaré.

  8. repop disse:

    nossa me akbei de rir com as “semelhanças”!Marissa=ChicoXavier,amiga da Rachel=Jake,Claire=Jon Bon Jovi,kkkkkkkkkkkk!Agora essa Claire é odiosa mesmo,não dá pra entender!Adoro a Romi e a Kelsey,e sinto que a Whitney vai sofrer na mão da Sara!Seu posts são demais,pena que só sobrem 20 minutos do seu dia para ser aproveitado,kkkkkkkkk!Mas por favor continue postando!!!

  9. Cames disse:

    Pois então, eu acho até legal, o casal que quer engravidar é fofo, a mocinha é meio chata, a butch é engraçada, joselita. <3 Claire, pago p/ Whitney. Romi é insuportável, a namoradinha é linda e idiota. Rajdah é fofa, parece menininho apaixonado.

    Fica a dica, Romi, Rachel e Sara, deveriam fazer porno! Essas são as cenas mais chatas!

  10. Raquel disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Amo a serie e seus comentario serio nao deixe de escrever

  11. repop disse:

    gente,olha só,o nome da butch não é Radjah,e sim Sadjah.Eu já a-d-o-r-o as cenas quentes!!!

  12. Lei de Gaga disse:

    Hahaha ;D
    Muito bom o post, as usual!
    Cara, incrível. Quando eu acho que tenho muito drama com minha namorada, vejo o programa e o meu drama fica até sem graça, sem comparação.
    Sadjah é engraçada mesmo, concordo. O casal Sêmen eu curti tbm, elas parecem genuinamente felizes, sabe? Whitney comendo o pão que Allah amassou na mão de Sara.
    Gostei da Kelsey a priori, mas agora me pareceu bastante imatura, veremos no decorrer da temporada. Eu sinto falta do jeito que você descrevia a VID@@ LOK@@@ da Rosie, nem é dela.
    O alto do post pra mim foi o gran finale da Claire chorando com chifrinhos de capeta!!! Lágrima de crocodilo. Querendo ser bígama na moral! kkkkkkkkkkk ri aaaaaalto!! Queria mais é que acontecesse igual Sara e Romi na S1, Francine + Vivian só pra tocar o terror.
    Hasta Luego!!

    [/SPOILER]
    Quem curte cenas +quentes não perde por esperar o episódio 3, estrelando Romi+Kelsey.

  13. Alice disse:

    Menina, já começou temporada nova e eu nem sabendo, passada! :O

  14. Luana disse:

    Muito bom o post!

    Sei lá, tô começando a achar que The L Word era mais real que o “Real L Word”…

    E aproveitando a onda de comparações, a Kelsey meio que me lembra o Joey Ramone (grande e desengonçada).

  15. Guiga disse:

    Ah, a Kelsey continua sensacional, adoro ela. E a Whitney, que na 1ª temporada pagou de pegadora e destruidora de lares (sim…), parece que continua sendo a pessoa mais cabeça da série. Continuo achando a Whit do caralho também. E sinceramente, eu até curtiria cenas de sexo explícito, desde que elas não passassem num reality show… Acho que o Real L Word poderia servir menos às fantasias masculinas de ver duas lésbicas transando (O Tabu) e mais a nosso favor. Lésbicas também fazem coisas normais, vão ao supermercado, criam gatos e cachorros, moram com amigas, fazem festa, praticam esportes, têm filhos, sei lá. Mas já que é um reality show e o centro dele são as pessoas e as relações sociais, acho tudo a ver mostrar todos os dramas das participantes. Romi e Kelsey bêbadas discutindo se superaram! É uma comédia.

  16. Estou passando aki pra dizer que este blog está demais…
    Procurei o ícone para seguir mas não encontrei, mas salvei na minha lista dos melhores blogs, no meu blog Visão de Mundo…
    Um abraço, ainda lerei mta coisa legal por aki, tenho certeza!

    http://www.visaodemundogm.blogspot.com

  17. huahdsahdsadhaisudhasdiuashdaiusdhsuidhasiduahushaushaushashasahsuashasuahsuhuhUHSUHushushaushushuHSUSHAUSHushushuAuh SE ISSO É TA NA PIOR.. PORRÃÃ ..
    AH CARAS DESSE MINI RESUMO.. APESAR Q ESSA TEMPORADA TA MAIS PUTAIDA Q A PRIMEIRA.. Q ERAM MULHERER BEM SUCEDIDAS E DECIDIAS (MENOS A WHITNEY E A ROSE)
    só q mais velhas , sei la é uma difereça gritante !
    Nessa temporada começa com o mesmo draminha inicial.. só q ta mt mais engraçado !
    esse seu resumo foi MT BOM ! me diverti bastante !

  18. Luisa disse:

    Na boa, eu nem reparei se o post tava grande.. fui lendo lendo e lendo.. e quando percebi chegou nos TOPS.
    EU RI LITROS com esse post e com o do episodio anterior
    Assisti recentemente os episodios, e depoi encontrei seu blog qndo tava procurando por fotos da Kelsey no google! XD AMEI! Sério, adorei o seu humor! É muito bom ler essa crítica ao Reality, que realmente é uma babozeira lésbica. Eu DUVIDO que todas essas EX-EXs que aparece, e que viajam de NY pra LA, não estão atrás, na verdade, de promoção! U.U bitches!
    E o sexo em frente as câmeras, chocante =~ .. tipo.. ok.. num filme.. mas.. num reality? Eu não consigo levar a sério as personagens que fazem isso. Tipo essa Rachel.. pra que se masturbar na frente da camera? No min tá lá no contrato dela que ela tem que fazer sexo a cada 3 episodios.. sei lá u.u’ … no me gusta.

    EMFIM.. amei teu blog. Compartilho com muitas das tuas idéias. Parabéns.
    Com certeza lerei a próxima review!

  19. Karla disse:

    Morri com a parte do feitiço lésbico KKKKKKKKKKKKKKKK

  20. olha o q acabo de descobrir.. no ep 2 de TRLW quando a sara e a whit saem no parque.. é um ensaio de fotos pra TRAGIK ! http://www.ladytragik.com/blog/?p=235

  21. Luiza disse:

    Adorei o review. Demais.
    Ah, a Kelsey. Eu adoro ela.
    Para mim, ela é uma mistura entre o tom sturridge e a rachel hip-flores (a vivian de anyone but me). Alguém concorda?
    Concordo com todas as semelhanças apresentadas, até com o de uma leitora aí em cima que comparou uma do casal com o finn.
    O único personagem que sinto falta nessa temporada é do bubu.
    Hein, continue escrevendo.

  22. Marina disse:

    Cheguei no blog por causa do The Real L Word, fui procurar se não tinha ninguém ainda comentando sobre o quão explícito estava e tal. Sinceramente adorei os comentários, passei mal de rir. Espero o próximo!

    Beijos e parabéns pelo blog!

  23. Eri disse:

    Na primeira temporada me diziam (minha namo/ ex/ atual) que sou parecida com a Whitney mais estou descobrindo que nem é tanto assim rsrs

    Essas DRs mataam né.. mais td bem quando a DR não é sua vc pelo menos pode rir explicitamente sem correr riscos.

    Só estou sentindo falta da Mickey =/

  24. Eri disse:

    Na primeira temporada me diziam (minha namo/ ex/ atual) que sou parecida com a Whitney mais estou descobrindo que nem é tanto assim rsrs

    Essas DRs mataam né.. mais td bem quando a DR não é sua vc pelo menos pode rir explicitamente sem correr riscos.

    Só estou sentindo falta da Mikey =/

  25. Wendy disse:

    Cara xorei simplesmente xorei na comparação da sadjha com xico xavier!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *