Drama Lésbico Episódio 02: Mulher se passando por homem na internet

É. Eu também pensava que esse episódio vergonhoso da história das lésbicas fosse tão passado quanto o uso de pochete. Ingenuidade minha… Como se dramas lésbicos desaparecessem assim…

Nas últimas 3 semanas o blog bombou em comentários pedindo ajuda. Muitas lésbicas com dramas habituais como “pego a ex da minha ex?”, “pego a mãe da minha namorada” ou ainda o clássico “ela tá a fim de mim?”. Mas dois desses comentários me surpreenderam.

"E existe um drama lésbico que seja surpreendente?"

O primeiro comentário era de uma garota que conheceu um “homem” num jogo online e descobriu depois (depois = um dia antes de postar o comentário) que o homem na verdade era uma mulher. Mas as duas se gostavam muito e a autora do comentário gostava de ser tocada (adoro quando lésbicas se referem aos seus hábitos libidinosos como “tocar”) pela outra e blablabla tudo terminou bem acho.

O segundo comentário era de uma guria que vivia o outro lado da moeda: era ela quem estava de cacho com uma guria se fazendo passar por um homem que estava nos estrangeiros [/caipira] por.dois.anos.

"Você sabe que 2 anos representam 2,5% da vida de alguém que vive 80 anos, mocinha?"

Dois-vírgula-cinco-por-cento da vida de uma pessoa vivendo um relacionamento falso. Eu fico indignadíssima com esse tipo de história. Não é uma mentira do tipo “eu falei que morava no Rio de Janeiro, mas na verdade moro em Nova Iguaçu”.

É uma mentira superior. Imagine você, lésbica, namorando a distância a mulher perfeita e depois descobre que ela era um homem! Isso é fucking revoltante. Mas enfim, nem é preciso defender que a parte da mentir é errado e blablabla.

"Bitch, you're doing it wrong! That's it!"

Mas eu tenho essa sensação de que mulheres se passando por homens na internet é uma tradição ancestral lésbica. Não é baseado em números ou inúmeros relatos de amigas, mas é apenas um feeling… e, bem, uma experiência pessoal.

[Momento Flashback]

"Oh, Lord, momento flashback de novo..."

Estava, nos meus 11 anos, entediada na casa do meu primo. Chat Uol era o Facebook da época, então entrava de vez em quando. Mas era sempre a mesma coisa: “quer tc comigo?”, “quantos anos vocês tem?”, “onde você mora?” [/pedófilos]. Então eu decidi variar um pouco a rotina e entrar como um homem.

Comecei a conversar com uma garota mais velha e, bem, modéstia a parte, eu com 11 anos sabia fingir ser mais interessante que um menino de 16. Como eu não pedi foto da guria pelada e nem falei que queria fazer sexo, ela gostou de mim (também, olha o tipo de gente que frequentava Chat Uol, né? Não pedir pra ver foto pelada já me fazia ser partidão ali). Ficou encantada, me pediu ICQ MSN e tudo.

Eu saí aquele dia com a impressão que é fácil conquistar e enganar uma mulher.

"É fácil conquistar uma mulher na internet. É só fazer uns elogios um pouco diferentes de "gostosa" e "gata", como "você parece ser muito inteligente para a idade", "nossa, você escreve muito bem", "você parece uma pessoa muito meiga e feminina".

[/Momento Flashback]

Foi muito divertido me fazer passar por homem, mas essa foi a primeira e última vez que fiz isso. E estava looooonge de me apaixonar pela menina (já falei que eu tinha 11 anos?) ou levar a brincadeira a diante.

Mas o que pode levar uma mulher a se passar por um homem?

– Se a mulher for hetero mesmo, talvez ela só esteja querendo brincar com outrem.

-"E aí, Suzi, como vai sua namoradinha?" -"Mal por não poder me ver mhuahahaha"

– Se for lésbica, ela pode estar se fazendo passar por homem em meios heteros por falta de contato com meios lésbicos. Ou seja, ela acha que essa seria a única maneira de arrumar um mulher.

– Ela começou por brincadeira e depois acabou se apaixonando e torcendo para que a história dela seja como num daqueles filmes americanos em que o homem aposta que vai deixar a nerd bonitona e acaba se apaixonando no final por ela.

-Ela pode gostar de se sentir caçadora/a-que-dá-em-cima/a-dona-do-jogo e acha que só sendo um homem ela pode agir assim (ah, papéis de gênero…)

Não imagino nenhum outro motivo, mas minha amiga Sadie levantou uma outra hipótese: essas mulheres na verdade são transexuais. Eu, particularmente, discordo dela. Não acho que os casos mulher-se-passando-por-homem-na-internet tenham uma correlação tão grande com identidade de gênero.

"Mas, bee, como diria Freud: onde há fumaça, há fogo!"

Minha outra amiga Juliana, a nova conselheira oficial do blog até ela se cansar, já acha que casos como o do comentário não existem. Como elas poderiam estar juntas há tanto tempo sem se ver na webcam? Como a guria não percebe que as mensagens não vem de um número que tem código internacional [/no caso específico do comentário]? Se elas conversam no telefone, como não pode perceber que a voz não é de homem?

São perguntas extremamente válidas, mas eu certamente confio muito mais na história de  que o amor é cego, surdo, mudo e burro do que a Ju.

" A gente escuta cada história absurda por aí, colega..."

Eu tenho que confessar que fico um pouco perdida nesses casos. Por não ter contato com quem já passou por isso, não sei se essas histórias na maioria das vezes dão certo ou se acabam com a vida de uma pessoa. Não sei se a maioria faz por questões de identidade de gênero ou por medo/falta de opção. Não sei se a maioria é real-real ou nem-tão-real-assim.

"Tá, tá, whatever, mas o que eu faço?"

Meu conselho para caso você tenha sido enganada:

-Pense se o amor que você sente por el@ é mais forte do que sua necessidade de estar especificamente com um homem. Se for, desculpe sua namorada e tente um relacionamento real com ela. Você vai ter que superar muitas barreiras e enfrentar algumas dificuldades na vida, mas se você estiver com quem ama tudo vai valer a pena. Agora, se não for, não fique remoendo a história e siga em frente.

"Ah! Mas, migá, ser lésbica nem é tão difícil assim. Tente!"

Meu conselho para caso você tenha sido a mentirosa:

-Pare de enganar ela ! Você enrolando-a só vai fazer com que o sofrimento seja cada vez maior. Então você tem duas opções: desaparecer da face da Terra ooouuu falar a verdade. Eu acho melhor 2ª opção, afinal ainda há uma chance de vocês ficarem juntas. Mas se ela não te quiser mais, siga em frente.

"Nossa, parece tão simples!"

Compartilhe com a irmandade!Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on TumblrShare on Google+Email this to someone
Esta entrada foi publicada em Conselhos, Relacionamento e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

84 respostas para Drama Lésbico Episódio 02: Mulher se passando por homem na internet

  1. Ju disse:

    Nada de mentira meninas, isso pode jogar pelo ralo um relacionamento que poderia ser MUITO legal e duradouro. 😉

    [jabáon] PS: Visitem meu blog ali que a Jac linkou? Sou carente de visitantes e comentáriso legias que nem vcs fazer aqui! [/jabáoff]

  2. Gabi disse:

    Nossa, já me passei por homem tbm em chats, mas foi só por brincadeira, e é incrível como as mulheres se encantam fácil, é você fazer dois elogios, ou falar algo diferente do que os homens costumam falar, que elas ficam meio ‘gamadinhas’ rs. Mas acho que levar isso mais adiante é pior, tem que ser você mesma nessas horas. Adorei o post!!! Alias, o blog todo é ótimo. Parabéns! E Jac desistiu dos post do The Real L Word? rs

    • Jac disse:

      Não, não desisti pq eu prometi fazer a temporada, então vou fazer. Mas diante das reclamações e como eu até tinha uma inspiração pra outra coisa, acabei decidindo fazer esse post.

      • Sílvia Viana disse:

        Ainda bem, pq eu não curto TRLW!

        Sei lá, muita piração – sempre gosto de informações sobre a vida real (não a que delas não seja, mas é totalmente diferente da minha e os outros posts ficam mais próximos do que eu vivo….rs).

        De qualquer forma, tava sentindo falta de posts com outros “motivos”, hehehe.

        Bjs, Jac – sempre à espera de novos posts!!!

  3. Ana disse:

    Eu já menti uma vez sobre isso e durou cerca de 2 anos também. Acredite, dá! Porém, depois desse tempo já não tinha mais como sustentar a mentira e fui aos poucos seguindo a 1ª opção: sumir da face da Terra. E eu me arrependo de ter levado essa isso tão afundo… Talvez se eu tivesse dito a verdade desde o começo eu não tivesse que largar tudo. Acabei perdendo uma das pessoas que eu mais gostei de conhecer.

    • Carol disse:

      Eu menti por 4 anos, e atualmente optei pela opção Sumir da face da terra… estou sofrendo e ela tambem, porque como você, perdi uma amizade incrivel, uma companheira tambem. Nos damos super bem, acho que jamais vou encontrar alguem tão karametade como ela. Tive que inventar outra mentira pra poder “escapar” mas é melhor do que falar a verdade, que sou menina, porque ela é hetero e jamais me perdoaria.. enfim tambem me arrependo muito e não recomendo.

  4. camila disse:

    bem como sempre muito bom o post. Super curti e me identifiqei com o post, até pq ja aconteceu comigo. Alias comigo nao com uma das minhas melhores amigas.
    e foi bem parecido com a situacao da menina la dos dois anos. Minha amiga conheceu um cara na internet se apaixonu pelo cara e tiveram um relacionamento por dois anos. Eles se falavam direto pelo telefone e tudo ele mandava fotos dele e tudo mais e nisso foram dois anos de rolo, sendo qe mentira tem perna curta e as historias qe ele contava tinham varios furos e tal entao foi ai qe agnt foi ligando uma coisa a outra e percebeu qe ai tinha. E minha amiga nao foi a unica enganada nao, pq minha namorada tbm falava com ele no telefone e NUNCA pcebeu qe aqela voz era de mulher.
    enfim depois de dois anos de muita enrolacao descobrimos toda a verdade e todas sobrevivemos a historia.
    concordo com a juliana qe historias assim sao surreais demais, como qe alguem vai falar com uma mulher no telefone e nao perceber qe é uma mulher?…ceu comigo. Alias comigo nao com uma das minhas melhores amigas.
    e foi bem parecido com a situacao da menina la dos dois anos. Minha amiga conheceu um cara na internet se apaixonu pelo cara e tiveram um relacionamento por dois anos. Eles se falavam direto pelo telefone e tudo ele mandava fotos dele e tudo mais e nisso foram dois anos de rolo, sendo qe mentira tem perna curta e as historias qe ele contava tinham varios furos e tal entao foi ai qe agnt foi ligando uma coisa a outra e percebeu qe ai tinha. E minha amiga nao foi a unica enganada nao, pq minha namorada tbm falava com ele no telefone e NUNCA pcebeu qe aqela voz era de mulher.
    enfim depois de dois anos de muita enrolacao descobrimos toda a verdade e todas sobrevivemos a historia.
    concordo com a juliana qe historias assim sao surreais demais, como qe alguem vai falar com uma mulher no telefone e nao perceber qe é uma mulher?…

  5. camila disse:

    … Vi agora qe foi duas vezes o msm comentario la em cima. A internet do meu cel ta doida.

    Enfim continuando. Se me contassem eu tbm nao acreditaria gnt. So acredito pq de certa forma vivi isso junto com a minha amiga.

    enfim, espero qe tenha dado pra entender o comentario. Parabens pelo bogger e continue sempre escrevendo aqi pq eu nao perco um post. Adoro demais.

    • Marina disse:

      Pois é, no meu caso, enganei uma garota por 1 ano (se não me engano), no mesmo esquema, fotos e voz um pouco mais grave (minha voz já é bem grave normalmente), e ainda incluí a verdadeira ‘eu’ na história me passando pela prima no cara, tornando a história real. O fake tinha 17, ela também.
      O problema é que eu não gostava dela, nunca tinha me interessado/beijado garotas (namorava um cara há meses na época) até então, e no começo, a brincadeirinha inocente se tornou um problema, porque além de me sentir uma completa ‘canalha, não queria partir o coração dela pois sabia que ela era uma boa garota e que estava totalmente apaixonada.

      No fim das contas, contei a verdade, ela ficou um bom tempo sem falar comigo (claro que até aí eu já era ‘a prima’ de novo).
      Depois ela disse que apesar de todo o amor, transtorno e mentira, eu (de alguma forma), mudei ela de um jeito bom, afinal, acho que ajudei a mesma a se valorizar e enxergar que ali existia uma garota capaz. Como se ela percebesse que era capaz de mudar o visual, não ter medo de vestibular, meter a cara nos livros, seduzir, conquistar, interagir e ser amada por um cara (ou uma garota, haha).
      Hoje em dia nos falamos de vez em quando, rimos de algumas lembranças super ‘casal’ e ela está feliz, estudando o que gosta, depois de fazer intercâmbio, arranjar namorado e tudo mais.
      Eu nunca mais repeti a dose, nem recomendo.

  6. missgray disse:

    Dels!
    Webcam é tudo nessa vida.

  7. Fake disse:

    Olha gente, eu passei 3 anos fazendo isso. É, parece loucura, e é mesmo, só agora eu percebo isso. Esse negocio de Webcam é mais fácil do que se imagina. Eu por exemplo, usava um programa pra gravar a Twitcam do cara, e ligava depois pras meninas, através de outro programa. Voz é fácil, existe mais um programa que faz isso. E só depois de três anos eu contei pra ela, ela ficou descabelada, não aceitou, me xingou, mas todas sobrevivemos. É, é, eu sei, eu exagerei no fake. E há outras opções pra uma criatura fazer isso, há tantas na verdade. A que eu usei foi que eu conhecia uma garota hetero, gostava dela, e enganei ela via internet através desse ‘fake’. A também um monte de garotas fazendo isso num jogo online chamado “habbo”. Achei interessante abordar isso no blog, porque é mais comum do que se imagina. E nunca confiem muito em internet, tudo é suspeito.

    • Marina disse:

      Pois é, tudo começou no joguinho ‘Habbo’ também.
      Céus, é realmente mais comum do que parece.

    • Valéria disse:

      Estou lendo e lendo e pensando:’ não fui só eu quem fez isso’. Não me orgulho, fui casada, tenho dois filhos e qdo me divorcie entrei, literalmente, no ‘mundo virtual’ e certo dia, por brincadeira, resolvi usar um nick fake de um homem e antes que pude perceber, parecia que uma parte de mim era aquele ‘personagem’. Conheci alguém, e acho que justamente por não sair cantando por ai, é que ela de amiga acabou se interessando tbém por mim. O personagem era Fake mas o que eu sentia… meu Deus! Me apaixonei. Ai em mim, ficava uma pergunta: ‘ ela gostava só do fake ou tbém de mim’ pq ninguém finge 24h, acaba que se misturam as personalidades, a vida e tudo mais. Aquilo quase me enlouqueceu, pq a minha sexualidade estava ali diante de mim de uma forma que eu nunca esperava. Então… por fim, depois de muitos meses, eu contei tudo para ela. O sofrimento que minhas atitudes trouxeram a ela e a mim foram infinitos. Contei tudo e me afastei completamente, porém, para minha surpresa, dois meses depois ela me procurou e voltamos a nos tornar próximas, acho que de certa forma, por toda atenção que eu dava, despertei nela a curiosidade de quem era realmente a pessoa q ela ‘conviveu’. E aconteceu o inevitável, namoramos… era tudo tão intenso para o lado bom e para o ruim, pq COMO MULHER BRIGA nossa rs… terminamos há três anos, mas nunca nos afastamos totalmente, jamais!

  8. Ju disse:

    Olha, não digo que não cairia numa parada dessas, mas na boa, vc ficar ali olhando a webcam e não interagir com pessoa, é meio surreal pra mim. Namorei minha namorada por um tempo via webcam antes de me mudar pra cá, e sempre interegiamos. Estranho mesmo, mas não digo que dessa água não beberei, vai saber né?
    Mas olha, meus parabéns por ter conseguido levar a mentira adiante por tanto anos.

    • Fake disse:

      Era coisa rápida, ligava por 2, 3 minutos, e dizia que era tímido. O suficiente pra fazer não suspeitar ser fake. Porque enfim, as pessoas confiam muito em webcam.

      • Jac disse:

        Tô com a mesma curiosidade da Ju. Ela não notava uma certa falta de interação no vídeo? Vocês se viam no vídeo e conversam com voz ao mesmo tempo? Algum problema de sincronia?

  9. Jac disse:

    Estou me sentindo como se tivesse cutucado num vespeiro e descoberto que ele é bem maior do que esperava hahahahahah

  10. Fake disse:

    Ora, era só dizer que não tinha microfone. Se quiser eu até mostro pra vocês, é muito convincente, só de ver a pessoa na webcam, você nem desconfia, só se você for mais atento e esperto, o que ela definitivamente não era. E não era sempre que ligava também, era só quando ela pedia muito.

    • Ju disse:

      Cara, sei que é possível, acredito em ti, o que não acredito que exista alguém que ainda hoje, qdo tudo é fácil de ter acesso, acredite nisso de não tenho microfone, não tenho cam.
      Mas isso não é coisa só de meninas, pq um amigão meu, que SEMPRE usou fake na internet, foi feito de palhaço por 3 meses até que descobriu que era tudo mentira. E o que nós sempre perguntamos a ele foi justamente isso, como ele acreditava que essa pessoa não tinha celular com camera digital, nem câmera digital, muito menos webcam pra poder falar com ele.
      Complicado. Eu desconfio muito de muita gente e de praticamente tudo o que é me dito via internet.

  11. Karol disse:

    Nunca fiz isso, vou tentar um dia. HAHAHAHAHAH mas mesmo assim adorei o post, sempre gerando polemica.

  12. eeervilha disse:

    na minha época obscura eu já fiz isso também. foi por pouco tempo, umas 2 semanas no máximo. é horrível a sensação de enganar alguém e pior ainda quando você tenta se colocar no lugar da pessoa enganada.

    mas de uma coisa valeu, foi bem na época em que eu tava me descobrindo lésbica, então pude tirar alguma certeza dali e tal, que mulher era o que eu gostava mesmo e fim.

    e olha, esse jogo aí, o habbo, é o ninho das fakes lésbicas oiasheaioehoaiea conheci algumas (aliás, conheci minha ex lá. mas ela era de verdade, toquei com as minhas próprias mãos)

    • Jac disse:

      Gente, mas que diabos é esse jogo de Habbo (rabo? ui) que eu não tô sabendo de nada? Isso pq era pra eu ser mais nerd e estar mais por dentro de assunto lésbicos que minhas leitoras ahahhahaah [#DoubleFail]

  13. Ju disse:

    Jac, tb chamo de Rabo… minha afilahda de 14 anos que está indo pro lado dyke da força, vive metida nesse troço. ¬¬
    Já briguei e disse que num quero sapatice assim tão nova não.

  14. Sheila disse:

    Esse negócio de fake é muuuuito comum MESMO. meu irmão namorou 2 anos com uma menina fake, juro, e ele nem é adolescente não, tá com 36 anos agora. Se conheceram pela net e depois começaram a se falar pelo celular, e em uma época que nem tinha essa promoção da tim hahahaha acabou que ele gastava horrores com celular todo mes, e a menina inventava as desculpas mais loucas ever pra não encontrar ele pessoalmente, tipo ESTAR NA UTI DE UM HOSPITAL PRA RETIRAR UM TUMOR NO CÉREBRO, e falando no telefone. Ninguem entende como ele acreditava em todas as loucuras que ela inventava, mas é como jac falou, amor é cego, surdo e burro. No fim das contas, 2 anos da vida amorosa dele jogada fora.
    Recentemente uma amiga conheceu uma menina no leskut, falava que era da cidade em que moramos, mas que viajava demais por isso nunca dava pra vê-la pessoalmente, falava que odiava celular, odiava facebook e que nao podia mandar mais fotos além da do perfil pq era de uma familia muuito rica e importante e tinha medo de sequestro. Já dá pra sacar que é fake né? Eu e minha namorada tentamos de todas as maneiras enfiar na cabeça dessa amiga que era fake, mas nao adiantava, tava apaixonada já. Acabou que depois de poucos meses a menina, por pressão da minha amiga, finalmente marcou um encontro, em que ela não apareceu, e no mesmo dia o perfil dela sumiu do leskut. Sorte que foi por pouco tempo, pelo menos.
    Enfim, é comum mas acho uma puta sacanagem.. isso é brincar com os sentimentos e expectativas alheias.

  15. camila disse:

    gente to chocada tbm. Pq apesar de conhecer agluns casos assim, nao sabia qe era tao comum assim. Achei qe so minhas amigas qe conseguiam ser enganadas facil assim.
    pq a minha amiga qe passou por isso dois anos foi só um dos casos e talvez o mais grave qe conheço. Conheço outros tbm.
    Mas pra ser muito sincera nunca entendi muito bem o sentido de fazer um fake e viver uma vida qe nao existe e qe nao é sua.
    Tipo qual a graça? Ai ta legal vc cria um fake, vc cria toda uma historia pra uma pessoa, a pessoa acredita em vc e tal, mas vc nunca vai poder viver aqilo de verdade, pq isso tudo qe vc criou nao existe, alias existe na vida de uma pessoa qe vc criou.
    ai vc acaba perdendo a oportundade de viver uma coisa legal por causa de uma mentira, qe pode ate dar certo se a pessoa descobrir e te perdoar, mas sempre vai haver o risco de vc nao ser perdoada né.
    enfim resumindo, nunca entendi esse tal de fake e nem as pessoas qe gostam de viver isso. Nada contra. Só não entendo.

  16. Mandy disse:

    Já passei por isso. em 2006, quando eu tinha 9 anos, criei um fake de homem, fake do Pete Wentz, no caso. Tive muitas namoradas e fui muito apaixonada pela ultima, enfim, eu nem entendia porque eu fazia aquilo.. Eu sou do RS e ela era do PR, namorei com ela do final de 2007 até o começo de 2009. É muito simples. Eu fingia ser um menino de 16 anos também. Enfim, meu melhor amigo me ajudou em tudo, ele liberou as fotos dele pra que eu fizesse um fake of (no caso, o que seria meu orkut “real”) e me fingir de menino. Fiz um orkut, msn, enfim, tudo pra que ela não desconfiasse. Quando fazia uns 6 meses de namoro ela queria me ver na webcam de qualquer jeito, eu enrolei ela até que conseguisse que esse meu amigo ligasse a webcam no meu lugar. Era simples: Eu dava o usuário e senha do fake pra ele, ele entrava e ligava a cam, enquato isso eu ficava online no meu msn de verdade dizendo o que ele devia falar pra menina enquanto ele me mandava a conversa. Foi tudo uma grande aventura, até que as coisas começaram a complicar.. Eu comecei realmente a gostar da menina e o meu amigo cresceu, arrumou uma namorada.. aí o resto da história vcs já devem imaginar. De uma hora pra outra eu deletei tudo que tinha sem dar satisfação nenhuma.. Faz quase 3 anos que eu não vejo, não falo e nem nunca mais tive notícias da menina.. Hoje em dia se eu não me engano ela já tá com 21 anos, e eu, com 14…Foi assim que eu me descobri lésbica, me arrependo muito do que fiz. Não por ter me descoberto assim, mas sim por enganar aquela menina tão linda que eu gostei tanto ): Hoje em dia eu daria tudo pra ver ela de novo, mas sei que nunca mais vou ver.

    • Anônima disse:

      Estou chocada….vocês não sabem como é doloroso passar por isso. Até hoje não me recuperei do que vivi…sou apaixonada por um homem que não existe!…fisicamente ele existe, mas sequer sabe quem sou…a garota que me enganou colocava a foto e a imagem na cam do próprio namorado, sem ele saber. E não pensem que sou adolescente para cair nisso, simplesmente eu ERA uma mulher triste no casamento devido o próprio marido não me desejar e não me tocar a mais de 4 anos….essa garota me iludiu completamente, eu “o” via como um amigo, desabafava com “ele” minhas frustrações, chorava, ria, e “ele” fez de tudo para que eu me apaixonasse…e não sossegou até me tirar uma confissão desse amor!….depois disso…vivi um amor que jamais vivi…voltei a sorrir…me sentia amada….mas “ele” sempre tinha uma desculpa para não viajar e vir me ver, pois morava em outra cidade…eu sonhava com “ele”, mas, por mais estranho que fosse, NUNCA o tive nem em sonhos…quando aparecia nos sonhos, não tinha rosto…meu subconsciente tentava me avisar, mas mesmo sentindo algo estranho eu me entreguei depois de 2 anos em que fomos “amigos”…e isso se desenrolou por mais 2 anos quase…quase 2 anos mostrando minha alma…me dei a alguém que não existe…eu daria a vida a “ele”….como fui burra…se alguém me contasse isso eu diria que era impossível ser enganada assim…quando descobri a verdade…quando ela parou de falar com voz de homem….meu mundo desmoronou…a dor era tão grande que eu dizia a mim mesma que era mentira…que “ele” não me queria mais e colocou uma mulher para falar comigo…só acreditei de vez depois de uma semana…depois que ela mandou fotos dos dois juntos….foi me dando provas….e a cada prova eu morria…descobrindo a mentira que vivi…olhando os sonhos caindo, uma a um…ainda dói…mesmo depois de 3 anos…perdoei ela…não sei como ainda fiquei com pena dela e a perdoei…..ainda nos falamos….bem pouco….e minha cabeça e meu coração viraram ao contrário de tal forma que as vezes penso estar louca…pois amo um homem que não é o que eu via…a pessoa que amo está no corpo de uma mulher…meu Deus….me dê forças…magoei meu marido…destruí de vez meu casamento…e ainda tenho o fantasma de um homem que ERA o homem da minha vida, a perfeição, me assombrando aonde quer que vá…só quero poder ser feliz novamente…queria poder voltar no tempo e nunca ter conhecido essa pessoa…mas como é impossível…tento tirar algo de positivo de tudo o que passou…fico repetindo a mim mesma que isso me serviu de lição, para nunca mais julgar alguém. Ps: a perdoei…mas não consigo me perdoar por ter enganado meu marido…por ter desrespeitado o juramento que fiz.

      • ... disse:

        Sinto muito pelo que voce passou. Realmente esse tipo de atitude covarde pode acabar com a vida de alguém. Voce está certa em perdoar e buscar algo de positivo nessa mentira toda. Te desejo boa sorte e que esse amor que era uma ilusão, um dia seja verdade em sua vida!

  17. Ju disse:

    Lá na comunidade TUDO, antiga Te Dou um Dado, rolou uma fofocada desse tipo, a menina tinha o apelido de Tonton, e enganou td mundo, marcava Orkontros e não ia, inventou que era produtora/redatora, sei lá, da Globo, disse que tinha tido um caso com a Renata Sorrah, gente foi surreal.

  18. Giovana disse:

    Nunca tive a curiosidade de fazer um fake masculino…
    Porém não será agora que farei, hehe.

    Enfim,
    acho muito agradável ler os seus posts.
    ;D

  19. Sadie disse:

    Olha, eu nunca me passei por homem. No máximo falava que tinha 18 quando tinha 13. O que funcionou bastante. Namorei ‘realmente’ com uma menina…
    Mas depois desta e dos comentários vou fazer um teste! Pior… vou me passar por garoto de programa.
    Jac, te conto depois o resultado pra vc fazer um post bem lindo! rs…

  20. Raquel disse:

    Lá na comunidade TUDO, antiga Te Dou um Dado, rolou uma fofocada desse tipo, a menina tinha o apelido de Tonton, e enganou td mundo, marcava Orkontros e não ia, inventou que era produtora/redatora, sei lá, da Globo, disse que tinha tido um caso com a Renata Sorrah, gente foi surreal. [DOIZÃO]

    Testemunha ocular!

    ————
    Me passei por homem por meia-hora só pra saber como é e tals. Mas DOIS, TRÊS anos? Gente.

  21. Passei por isso, ou melhor por varios lados da moeda (se é que existem mais de dois).
    Na adolescência usava o fake de uma menina, a Sophia, enganei um monte de marmanjo e conseguia itens raros deles no Ragnarok/MU/Gunbound. Até hoje sou grande amiga de um cara de brasília que enganei por 1 ano.
    Dai quando descobri que eu era realmente uma menina (ahahaha), fiz um fake de um homem, mas não durou nem um dia. Achei muito chato.
    E no final do ano passado pra início desse ano, foi minha vez de ser enganada… Meio que namorei uma menina de fortaleza (escrevia depoimentos românticos pra ela em blogs alheios xD), voltava pra casa louca pra conversar com ela, e eu ia viajar pra lá agora nas férias de Julho só pra conhece-la. Mas dai comecei a ligar os pontos falhos (só fotos, sem webcam, sem telefone…etc) e descobri que era um homem safado se fazendo de menina…..asuheuhehuueuh.
    OMG
    Internet é foda.

    • Aishiteiru disse:

      Bem feito. Devia ter esperado eu surgir na sua vida antes de ficar se apaixonando por outras pessoas.

  22. lucinara disse:

    choquei ao cubo =x
    parece até filme certas histórias. Muito bom o post jac, sempre trazendo assuntos interressantes!!
    beijo amiga.

  23. Flávia... disse:

    Cara, muito louco isso tudo ! Eu acredito nas histórias, mas, sei lá.. parece uma coisa tão surreal ! Principalmente, pra quem é enganado. Não me considero um ser de admirável inteligência, mas perceberia rápido, rápido uma coisa dessas. É como já foi falado, há uma série de indícios… Na webcam, por exemplo, basta pedir que a pessoa acene em um determinado momento. Se não puder fazer nem isso, é porque há algo de errado.

    Não imaginava que alguém pudesse ser tão ingênuo a ponto de ser enganado desta forma, e por tanto tempo… Me perdoe quem discordar, mas isso, na minha humilde opinião, é muita carência. De ambas as partes, quem engana e quem é enganada. Sei lá, qual a graça de se passar por um homem ?! É tão mais interessante ser mulher, agir como mulher e assumir – não é necessário gritar aos quatro-ventos – que gosta de uma outra mulher ! Bom, Freud deve ter uma explicação pra isso tudo. Eu já entrei como homem no chat – por uns 10 minutos -, mas, por força de hábito, entrei com o nick rosa e, o pior, nem notei. Já no início, uma das mulheres perguntou se eu era gay, pois tinha entrado com o nick rosa. Em suma, acho que não conseguiria enganar ninguém.. nem por 10 minutos sequer.

  24. Laura Falé disse:

    Esperem lá, esperem lá… NUNCA ISTO me tinha passado pela cabeça. Aliás, quando comecei a ler o post, achei: que coisa mais parva, Jaq, realmente…
    Afinal… :O

  25. Ju disse:

    Laura, eu tb fiquei pasma pq olha, passar anos se fazendo por outra pessoa, olha, eu nunca conseguirira.

  26. Também fico imaginando como é possível ser enganada por tanto tempo! Das pessoas que conheci pela internet, com exceção das que moravam em outras cidades/estados, que viraram minhas amigas, minhas conversas de msn foram menos que dez, antes de encontrar pessoalmente.
    Tenho a menor paciência pra relação virtual…. Acredito em namoro a distância, mas naqueles que começam só depois que as pessoas se conhecem pessoalmente. Acho completamente inconcebível se apaixonar e começar a namorar alguém que você nem sabe se tem mau hálito!

    P.S. puxa, Jac, cê já era resolvida assim aos 11 anos?

  27. Luana disse:

    Bom, eu vasculhando na internet, me deparei aqui nesse assunto, que me chamou a atenção por quê já eu fiz isso, alias não sei se to fazendo ou enfim. Faz 4 anos que me passo por um Homem e ela nunca desconfiou que eu seja outra pessoa ou se quer que eu seja uma mulher, mas talvez o pior é que ela ama esse “homem” de verdade. e conquistei a mulher que eu gostava desde a infância, por que eu sabia que ela Hétero e jamais se envolveria, e ela nunca foi de tanto papo comigo, falava as vezes mas todas as vezes que falava era muito simpática, sempre muito misteriosa, não sei me apaixonei pelo jeito ser dela ou porque ela era diferente das outras meninas do interior desde os nove anos de idade e não suportava, que ela não fosse minha amiga só por que ela era da quinta e eu da quarta série e as meninas não se misturavam com outras turmas. Até que cheguei a sexta série e tive que ir embora do colégio em que estudava, e fui morar em Florianópolis ( eu morava no interior do paraná) pra mim foi a maior decepção da minha vida, não vela mais a garota que eu tanto gostava, mas só que com essa idade eu era inocente nem se quer imaginava que eu gostava dela como mulher eu achava que eu gostava dela apenas para ter amizade dela, e para ir na casa dela, porque no interior o costuma era das amiguinhas ir dormir uma na casa da outra para ir brincar fazer alguma atividade. E quando fui embora eu chorava toda vez que escutava uma musica triste e lembrava dela. Na época eu tinha 12 anos e ela 13 até que surgiu a era do Orkut, eu eu a primeira coisa quando fiz e aprendi a mexer em um foi procurar por essa tal garota, nada só achei ela depois de quase 3 anos tinhas 15 ai achei nossa ao ver o Orkut dela coração pulava saltitava, ai fui la escrevi um montem de coisa, e ela respondeu oi. E só, nem bola me deu, tentei varias formas reaproximar mas nada. Foi a onde surgiu a ideia de me passar por um homem bonito mais ou menos de vida e que era estudante. E claro esse homem tinhas que ser meu primo, porque a ideia de criar isso era de me aproximar dela, não sei que ideia era essa mas enfim. Um ano depois com 16 anos criei o tal HOMEM FICTICIO, fui la procurei um homem la de PQP e bonitinho e fiz o Orkut fake que parecia original e msn dele tmb mesmo nome tudo certo sem palhaçadinha. E adicionei ela e comecei a conversar no começo ela até que desconfiou mas depois de meio que dar em cima das amigas dela e as amigas dela deram mais bola pra mim do que ela ela ficou com ciumes e resolveu, me dar bola, e os papos começaram a ser diário todo dia toda hora, ela começou a contar a vida dela e eu a minha só que em versão masculina, passamos números de celular e trocávamos mensagem praticamente quase o dia inteiro, no começo só queria que ela se aproximasse de mime depois, acabei me apaixonando por ela a onde descobri que gostava de mulheres e principalmente dela, e ela se apaixonou por esse homem que inventei, mas na verdade as palavras e as coisas e tudo que fazia era eu mulher que eu apenas masculinizava, e ela se apaixonou loucamente por mim. E depois me amou, primeiro amor da vida dela, meninas do interior inocente que viu um cara bonito e não fala coisas comum que todo homem falava… Uma mulher sabe falar o que a outra gosta de ouvir, sabe como conquistar, é só pensar o que eu queria que um homem fizesse para te conquistar? Eu fazia pra ela. Só que essa história pra quem começou pra ser 1 ou dois meses passou 6 meses um ano , claro ela queria me ver, como eu estava no segundo ano e ela no terceirão iam fazer uma viajem pras praias e queria vim me ver ai foi a onde eu pensei ferro como ela vai me ver? Esse homem que inventei não existe, e eu tinha apenas 2 meses pra pensar o que fazer até que chegou as férias e como ele era meu primo eu tive muitos contatos com ela devidamente porque ela gostava do meu primo, ela queria saber informações dele e isso e aquilo, foi a onde pra escapar dela quando ela veio viajar invetei que ele tinha ido para o RJ e ele sofreu um acidente e tava na uti do hospital, pra que a menina que e estava de férias caiu em pranto e não quis mais curtir as férias voltou para o interior do parana isso que fazia 1 dia que ela tinha chegado ao litoral, depois me arrependi de ter inventado isso, mas o problema dessa consequência é que ele ta no hospital na uti e tive que sempre ficar inventando coisas do quadro dele, foia onde que ela teve certeza que o amava de verdade. Onde dps disso passou uns 5 meses e ele se recuperou =) ai voltou a falar com ela. E descobri que eu não conseguia ficar mais sem ela, sem conversar com ela, sem saber do dia dia dela, amei pela primeira vez. E ela sem nunca ter me visto sem nunca ter me visto na web cam, somente por msg de texto de celular e conversas no msn e Orkut sem me questionar. Eu era o amor da vida dela. E se passou 2 anos e meio onde o remorso começou a bater, e foi onde sumi do msn e Orkut. Pra quá e a menina ficou desesperada mas dps se acalmou. Eu não achava justo. E eu achando que sumindo ela me esqueceria. Que ideia né… onde ela começou a fazer faculdade, e eu estava no terceirão, onde ela fez biologia e eu dois anos depois direito, depois de um tempo voltei a falar com ela não aguentei de saudade. Porque o amava, e o bom moço inventou uma história cabeluda e ela acreditou com a maior inocência do mundo. Ela é linda, e ela me encanta, é a mulher que eu quero pro resto da minha vida. Mas ela talvez não quisesse uma mulher e sim o homem por quem ela se apaixonou e amou porque na verdade ela se apaixonou pela foto do cara, mas amou por quem eu sou pelo meu conteúdo =). Enfim. Deu 3 anos de muitas e muitas coisas, afinal de contas tinha minha vida, sumi de novo literalmente. Há na verdade todo ano eu ia ver ela, todo final de ano eu volto naquela cidadezinha visitar meus parente só pra ver ela. 4 anos siguidos eu vou ver ela. E ela sempre me vê e pergunta do meu primo. E eu … fico vermelha e não sei o que falar. Ela me abraça. E aquilo me deixa sem coragem de falar a verdade. Uma coisa eu sabia eu amo aquela menina. Mas e ela gosta de homem se apaixonou pela imagem que viu, mas amou o conteúdo de uma mulher.
    Já tentei contar mas chegava na hora perdia a coragem. Onde sumi quem sabe isso ajudava ela não esquecia esse homem e eu não esquecia ela. Que tortura. Hoje eu tenho 20 anos e ela 21 ela tá se formando em biologia e eu estou na 4 fase de direito. Nesse ano apenas dei os parabéns pra ela falei somente duas vezes e rápido, mas sinto que cada vez que falo eu sei que ela ama essa pessoa, ela já tentou se envolver com vários caras, mas nenhum deu certo até gosta ou se apaixona, mas amar mesmo ela ama essa pessoa. ” meu primo” que sou eu. mas como eu sei? Conheço as amigas dela e tenho contato com elas. Me contam dela.
    Hoje estou namorando um homem , mas amo ela.
    Não sei o que fazer, se conto toda a verdade, ela me xinga e nunca mais me olha na minha cara e perco o amor da minha vida.e conta pras amigas dela que também não vão querer olhar na minha cara, ou fazer algo contra mim não sei. Ou se ela realmente amar esse “homem” mas descobrir que é uma mulher, ela tome um choque e dps pensa em tudo que passou porque 4 anos não é 4 meses muito menos 4 dias. Da ultima vez que a gente conversou eu vi ela na web CAM linda, linda que só ela consegue ser. E ela me cobrou pra vir na formatura dela queria minha presença porque ai ela viria na minha formatura, porque pra ela eu to quase me formando tmb. Ai eu falei que pensaria com carinho e nunca mais falei com ela até hoje. Lembro dela todos dias. Vejo twitter e Orkut dela. Ela ainda me espera por todo esse tempo. O que fazer. Não faço ideia, to pensando seriamente em contar toda a verdade. Mas é eu tenho medo. Medo dessa consequência, quem sabe ela me odeia por um uns dias ou até uns meses e dps volte a falar cmg. E queira tentar algo não sei. Estou com um problema do tamanho do mundo. Enquanto isso ela me espera. E eu? Estou trabalho e estudando ocupada demais para entrar na internet. Dar um oi.
    Sei que jamais deveria ter feito isso, mas a questão é que eu fiz e a amo. E todos os dias em 3 dias aja assunto. Hehe é sou uma boa contadora de histórias não é atoa que faço direito sei argumentar 😉 Mas o que eu faço meninas?
    Help

    • Jac disse:

      O meu conselho eu já dei no post….

      Vc tá planejando o que? Se casar com seu namorado, ter filhos e ainda enrolar a guria até uns 34 anos?

    • Ju disse:

      Olha depois de tanto tempo enganando uma pessoa, meu unico conselho é: AJUDA PROFISSIONAL.

      Porque volto a dizer, não é impossível, mas sério, como uma pessoa fica falando mil anos com um cara e não ouve a voz, não vê na camera.

      Gente, isso é muito surreal pra mim. não me imagino falando com quem quer que seja sem ver a pessoa, sem falar ao telefone. Não adianta dizer que tem programa que rouba imagens de cam alheias, pq isso pra mim, não cola. Mando dar tchau, bjos e etc.
      Não sei quem é pior, quem sacaneia ou quem é bobo o suficiente pra se deixar ser enganado dessa forma.

      PS: Amg, sai de Nárnia, pagar aluguel tá caro.

    • Gabriela disse:

      Estava lendo os comentários no meu reader mas tive que entrar no flexões só pra comentar que estou chocada com esta história.

  28. Ju disse:

    Gabi (ó eu sendo a íntima), isso me deixa desnorteada, PRECISEI fazer um post desabafo no meu blog.
    eu precisava colocar pra fora tudo o que eu penso sobre isso…

  29. hany disse:

    Nossa essas historias são muito roteiro de filme.
    E parabéns pelo blog Jac

  30. Carol disse:

    Ja me fingi de homem , no inicio foi por puro tédio como nunca me assumi lesbica, um dia entrei com a identidade de homem num chat, conheci umas meninas e fiquei “amigo”, criei msn falso e tudo. Mas atraves de uma dessas meninas conheci uma outra, e ficamos muito amigos, e me apaixonei, problema numero 1 ela é evangélica, 2- hetero e 3- estava se formando em um seminario para pastores , então passei quase 9 meses fingindo ser quem não era, nos envolvemos numa relação pela net, pelo tel, minha voz é mais grossa entao da até para disfarçar, na cam eu sempre mudava de assunto, dava uns perdidos para não ligar … acabou que eu machuquei a ela e a mim mesma, ela descobriu toda verdade quando viu no orkut a foto de um garoto que eu usava como sendo eu … depois que ela descobriu toda verdade, passamos mais 11 meses juntas quase que como namoradas, mas ela nunca quis me encontrar, com medo , pq da religião. No fim de tudo, ela encontrou um cara que atendia aos apelos religiosos.

  31. repop disse:

    Aiiii,demorei pra entrar neste post,pois ao contrário da maioria,adoro os posts do TRLW,mas já to arrependida pois amei ler sobre isso!Nunca imaginei uma coisa dessas,to em choque,mas a Luana me pareceu mais grave,ela está afundada em um monte de mentiras,engana a menina,engana o namorado,e o pior engana a si mesma,pois sabemos que essa história vai acabar mal!Pra td mundo!!! P.S.:Entrei no link da Sadie e nunca ri tanto na vida!!!

  32. repop disse:

    E olha acabei de entrar no link da Juliana,e achei muito fofo,super carinhoso!Amei!

  33. - Luana disse:

    – Galera eu me sinto profundamente envergonhada, no começo tua cabeça não pensa e você não é tão madura como hoje, e concerteza se fosse hoje jamais faria isso! Começei com essa história só pra me aproximar, pq queria ser amiga dela, meio que possesivo eu sei, só que ai foi indo uma mentira levando a outra, a onde acabei criando uma história de ficção. Me enganei e o pior de tudo, enganei a pessoa que mais quero bem, não tenho direito de fazer isso com ela, alias com ninguém. Concordo pelo simples fato de não fazer com as pessoas o que não quero que faça comigo, mas a questão foi, que a pessoa se apegou a mim, e eu a pessoa, era uma amizade com uma mistura de paixão, sabedoria e amigo virtual que talvez ela nunca teve, e se sentia segura comigo, por quê nunca rolou coisas de sacanagem ou palavras absurdas, do tipo, sonhei com vc e a gente estava fazendo um sexo gostoso, ou me mostra seus peitos, ou vamos fazer um sexo virtual. Era uma conversa, acima de tudo com muito respeito, diálago e compreensão. Querendo ou não foi uma vida compartilhada, eu o ajudava e consequentemente ela me ajudava. Através dela, que fiz o curso de direito, sempre me encentivou muito, mas só que com o tempo a gente vai amadurecendo, e infelizmente não é como a gente pensou que ia ser. E a melhor maneira na minha cabeça foi, simplismente sumir. Mas ninguém deixa de gostar ou amar uma pessoa da noite para o dia. Enfim, não tenho direito nem de sequer pedir perdão á ela. Já fiquei com varias mulheres sim, mas hoje resolvi dar um tempo não sei se seria bem isso, por que no fundo eu sei que a luana de verdade gosta de mulher, não é medo, ou muito menos preconceito, mas talvez por não ter achado a garota certa, ou ser essa garota que talvez espero. E o homem que está comigo ele sabe de tudo isso, sabe que sou bi e que gosto mais de mulheres mas sabia que queria tentar algo diferente e mesmo assim ele quiz ficar comigo, e de maneira alguma uso ele, alias ele me surpreende todos os dias, mas tenho medo do amanhã e me apaixonar por uma mulher. E ele mesmo assim asumiu o risco. Garotas, eu acho que vou para a pisicóloga, uma ajuda profissional é tudo, até para verificar focos que você não tem em mente. E o mais importante de tudo, é essa garota, por quê dos 9 anos até os 20 só pode ser amor. E ela, nunca mais vai querer olhar para minha cara eu sei. Mas tudo têm um preço na vida.
    – Lembre-se dos dois benefícios do fracasso.
    Primeiro, se você fracassa, você aprende o que não funciona; e segundo, o fracasso dá a você a oportunidade para tentar um novo caminho.
    — Roger Von Oech

  34. Minerinha disse:

    Oi meninas, bom dia! Bem, eu sou lesbica, me descobri a pouco tempo, ja fiquei c 1 garota, sou virgem c mulher, na cama é claro, enfim ñ tenho muita experiência c mulheres, eu sempre entro no blog pq curto os post e dão bem 1 luz p nós lesbicas inexperiêntes…e tenho lido todos os post, e sobre esse resolvi opna, pq realmente c passa por homem…uuohhhh + tb ñ julgo.
    Mesmo ñ tendo tanta experiência sexual, amorosa c mulheres eu posso opna sobre a verdade seja lá c ela vai doe ou ñ. Sou da opnião q ñ faço c as outras o q ñ quero q faça comigo…sou pisciana e completamente transparente nas atitudes e gestos, ñ suporto mentira, prefiro 1 verdade q doa a uma mentira q me magoe e me traumatize p futuros relacionamentos, a mentira afasta as pessoas, traz a insegurança, e sinceramente confia novamente em 1 pessoa q mentiu….isso demora, claro c a pessoa q mentiu c mostra completamente arrependida e fizer mil esforços p mostra q realmente mudo.

    No seu caso Luana 1 conselho sincero, conte a verdade p ela, é difícil eu sei, + c vc fala q ama tanto sua amiga, c esse amor é de verdade quem ama ñ mente, então em nome desse amor vc deve a verdade p ela, é obvio q ela vai t odia, claro, + pode passa dependendo da forma q vc agir c ela ou ela pode nunca + quere ouvi fala em vc. + é 1 risco q vc vai t q corre, ou então vc nunca vai sabe c ela depois de algum tempo…ficaria c vc, pq na hora ela vai t odia, + de cabeça quente tomamos atitudes insensatas, + ela tb ñ é burra e vc sabe disso, c o tempo c a cabeça + calma ela vai v do q gosta ou ñ.
    E em relação ela conta p as amigas dela, claro q ela vai conta, afinal nessas horas são os amigos q nos apoiam e ajudam a supera as fase difíceis da vida….+ vc ñ v as amigas dela todos os dias, ñ convive c elas, então p vc é indiferente sumi da vida das amigas dela, agora o negocio é vc sumi da vida dela. c vc fizer isso vc nunca vai sabe como acabaria essa história c vc tivesse contado a verdade.
    Se vc simplesmente sumi da vida dela, vc vai esta sendo covarde em ñ assumi seu erros, p vc é + fácil sumi a assumi p ela q erro, e o nome disso é covardia. Vc ñ precisa sumi, conversa e conta a verdade, conta toda a história p ela, começa falando p ela ” vc já pensou c eu ñ for 1 homem e for 1 mulher? ou sei la existem outras forma de começa a conversa + a verdade é sempre digna….te garanto q vc ñ estaria perdendo em fala a verdade e sim tendo a chance de futuramente quem sabe t a mulher q vc ama p vc, + p isso só vc sendo sincera e falando a verdade.
    A pior coisa q tem é qdo a pessoa q achamos q conhecemos mente p nós, e olha q vc faz isso a anos ne, c for p ela ser sua, ela vai c, + c vc sumi vc nunca vai sabe….entendeu?

    Um feedback p vc, eu no lugar dela ñ iria quere nem ouvi fala no seu nome tão cedo, pq querendo ou ñ vc brincou c os sentimentos dela, + na hora qq pessoa pensaria assim na raiva do momento….+ o tempo….ahhhh esse é o melhor remédio p tudo.
    Vc deve isso a ela, a verdade, é o mínimo q vc pode fazer depois de anos de mentira, c vc simplesmente sumi, vc vai c 1 covarde e calculista, pq querendo ou ñ, tudo foi calculado por vc, menos os sentimentos q vc ñ esperava sentir por ela, estou errada?

    Desculpe pelo tamanho do testamento, c todos fossem sinceros nas amizades, relacionamentos amorosos o mundo seria 1 pouco melhor, c as pessoas tivesesm + empatia pelas outras, situações como a sua seriam evitadas, + ñ são todos q tem essa qualidade. Eu acredito no amor eterno, no casamento c 1 mulher e passa a vida toda c ela, + 1 relacionamento onde tem a mentira….ñ tem relacionamento q dure….e olha do pouco q eu conheci do mundo gay, eu ñ entendo pq mentem tanto, qual a necessidade disso?

    Sou a favor da verdade girls.

  35. Júlia disse:

    caramba

  36. Júlia disse:

    Já aconteceu isso comigo. Bom, a minha primeira namorada eu conheci pelo fake. A gente se falava e ela dizia que o of (a pessoa de verdade) se chamava Matheus. Mas antes de eu dizer onde morava, ela disse. E por coincidência era um bairro depois do meu. Depois de algumas semanas ela acabou contando a verdade e tudo acabou bem *–*
    Uma amiga, também já mentiu pra uma menina por QUATRO ANOS! E até hoje ela mente pra a mesma menina.

  37. Lívia disse:

    Não sei até que ponto o amor pode ser cego, surdo, mudo, burro, retardado, mas acho indigno fazer isso com outra pessoa .-. é desumano brincar com sentimentos alheios. Se gosta de garotinhas, dê a cara a tapa e assuma os riscos, afinal, você é uma lésbica ou um rato? u.ú

  38. Flávia disse:

    Levei um susto quando descobri que minha história não era nada incomum. Sim, eu fui a inocente, carente e enganada como vi nos comentários por aí.

    Sou o que os outros consideram como privilegiada. Nunca me faltaram pretendentes, bons namorados, tratamento de princesa e todo aquele pacote de que as mulheres gostam. Porém, quando conheci o Gustavo em 2005, estava em um momento fragilizado de término de namoro.

    Gustavo era o bonito, inteligente, escrevia coisas lindas e não demorou para eu largar minhas baladas de fim de semana e me internar num computador. Sim, horas e horas rindo para uma tela, sem questionar nada e apenas sonhar. Dono de uma sensibilidade ímpar, eu costumava brincar com minhas amigas (nesse ponto várias já sabiam da minha paixão virtual) que ele era um homem com alma feminina. Morávamos longe e sofríamos com nossa paixão difícil de ser concretizada.

    Compartilhávamos nosso dia a dia. Como estava a temperatura, o que estávamos comendo, fazendo, mensagens, e-mails, msn o dia todo. Telefone não, acreditem se quiser. Estava tão apaixonada, deslumbrada e cega que, apesar do meu lado racional ter certeza de que algo estava muito errado, o lado romântico deixava qualquer questionamento de lado. E assim foram dois anos da minha vida.

    Um pouco antes de saber, já estava cansada das histórias mal contadas, das viagens adiadas, das conversas por telefone que não existiam e comecei a ficar com um menino que gostava muito de mim. Não contei pra ela e ainda nos falávamos constantemente.

    Quando chegou a um ponto insuportável, por pressão minha, ela contou. Que era menina, que começou como uma brincadeira e que o personagem criado havia se apaixonado por mim. Chorei, tremi de raiva, mandei ela à pqp. Surreal demais, não conseguia pensar em nada que não fosse isso. Foram dias e dias apenas existindo sem viver. A única saída encontrada (irracionalmente) foi me apegar ao menino com quem começava a me relacionar. E assim foi.

    Depois de pouco tempo comecei a sentir muita falta dela e voltamos a nos falar um pouco. Na maior parte do tempo eram conversas superficiais, porém, de vez em quando surgiam algumas declarações que logo eram abafadas com por ambas com um: “sou hétero”.

    Nunca, nunca na vida olhei para uma menina. Sempre me senti feliz e muito atraída por homem. Com ela foi diferente. Começou com uma curiosidade em conhecer a pessoa que fez parte da minha vida por tantos anos. Depois virou rotina. Olhava Orkut dela, da família, amigos, tudo na intenção de encontrar qualquer pouquinho dela. Salvava fotos, acompanhava se namorava (quando sim, ficava triste), enfim, não conseguia esquecer nunca. Ela também acompanhava minha rotina da forma que podia, conversávamos no msn assuntos superficiais, de vez em quando ela me ligava e eu ficava tão nervosa que mal dizia uma palavra. De uma forma contraditória, apesar das poucas conversas e da certeza de sermos hétero, vez ou outra mandava ou recebia e-mail nos quais nossos verdadeiros sentimentos eram confessados. Eu te amo, nunca vou esquecer e coisas do gênero.

    Assim anos se passaram, tive um namoro longo, ela também namorou um menino e o contato foi diminuindo (apesar da rotina, Orkut, fotos, lembranças e saudades permanecer).

    Em março desse ano tivemos uma conversa que mudou nossas vidas. Ela me contou que namorou uma mulher. Um choque para mim, mas foi o que precisou para eu poder confessar tudo o que ela já sabia e eu também. Depois disso, conversávamos por várias horas todos os dias e decidimos marcar nosso primeiro encontro em 6 anos. Foi a maior emoção que senti na vida. Quando ela chegou, tão linda, jamais vou esquecer a imagem dela na porta. Ficamos tão nervosas (ela mais), qual mal nos abraçamos. Passado os primeiros momentos de vergonha, tudo foi lindo, natural, perfeito. Chorei ao voltar para casa (nos encontramos em uma cidade entre a minha e a dela), pois sabia que estava deixando o amor da minha vida.

    Hoje estamos namorando. Moramos bem longe, o que dificulta bastante as coisas. A saudade é gigante, quase insuportável. Nos dias em que não estamos juntas, nos falamos o tempo todo por e-mail, telefone, msn. Procurar promoções de passagens já virou rotina diária.

    Minha família ainda não sabe, mas sei que logo contarei, pois quero que todos dividam comigo a felicidade que estou sentindo. Até porque temos um relacionamento maduro e com planos cada vez mais concretos de futuro.

    É um sentimento único, diferente de tudo. É apaixonar-se pela essência da pessoa, sendo ela quem ou o que for. Quando estamos juntas o tempo voa e meu mundo para. Cada vez torna-se mais difícil ir embora. A felicidade só será completa quando não precisar mais deixá-la.

    Encontrei o amor da minha vida sendo envolvida na história mais maluca do mundo e serei eternamente grata por isso.

    Portanto, o meu conselho para as meninas que estão passando por isso é: contem a verdade! Principalmente a Luana, que foi a história que mais me chamou a atenção. Melhor levar um não a ficar sempre pensando em como seria…

  39. Sol disse:

    por alguns segundos pensei em entrar num chat(o) agora e me fazer passar por homem pra pegar muié… por alguns segundos a minha situação de carência galopante insinuou que seria fácil enganar uma guria, mas acredito que é uma situação que não se sustentaria por muito tempo : ) nem sempre é fácil fazer a coisa certa, mas é imprescindível! Bjsmeligamiga!

  40. Fabrícia disse:

    a história da Flavia me emocionou um pouco rsrsrs..
    no inicio ela contando fiquei chocada rs, mas apesar de tudo fiquei torcendo p que elas ficassem juntas rsrs 😀
    mas enfim meninas esse negocio de mentir é horrivel, nao conseguiria mentir nem por um min kkk… nao conseguiria me passar por homem, ainda mais pq tenho muito orgulho de ser lesbica… e muito feminina, nao tem a mulher q me faça fazer isso!!! paixao nenhuma me faria enganar uma mulher, brincar com o sentimentos de alguem, é o cúmulo do absurdo! enfim as pessoas erram, mas jamais deixe a pessoa nessa ilusao. Tome coragem e conte a verdade custe o que custar! a gente faz isso quando ama a pessoa de verdade.
    adorei o post :*

  41. marina disse:

    O_o caceta , to mei chocada

  42. Fernanda disse:

    Choquei com os depoimentos que li. Parece coisa de filme gente, como pode?

    Pra que mentir meninas? Isso pode acabar com a vida de alguém.

    Ainda assim torci pro final feliz da história da menina aí de cima. Prova que o amor vence obstáculos, preconceitos.

    Boa sorte meninas, e sem mentiras agora ok?

    Mto bom o artigo.

  43. Renata disse:

    Eu já fingi ser um homem por 8 meses eu acho, eu namorava a garota online, usava um nome falso, msn falso, orkut falso, fotos falsas, a gente até se falava por celular, mas deus me deu uma voz grossa e ela nunca desconfiou, a gente foi levando e eu fui gostando muito dela e nao aguentava mais mentir, dai eu contei ela ficou chocada, puta de raiva e etc… mas meu amigo que era amigo dela tambem conversou com ela (ele é muito irritante) e fez ela vim falar comigo, ela veio, falou que me queria de volta e me falou que sempre desconfiou um pouco, que me ama do mesmo jeito (e que sempre foi um pouco lesbica) e a gente ja ta a 1 ano e 5 meses de namoro e pretendo encontrar ela ano que vem, existem finais felizes as vezes (;

  44. Úrsula disse:

    Olha, posso falar que não é tão surreal assim esse tipo de coisa acontecer. Digo por experiência própria. Conheci um suposto menino no final de 2008 pelo fake, em 2009 começamos a namorar, sendo que eu só via fotos dele (a web ele não tinha e não tinha como comprar por conta dos pais serem muito implicantes) e falava no celular com ele. Tipo, eu achava a voz meio assim, mas achava que por ele, na época, ter 16 anos, ainda era de menino, sabe? Ainda não tinha voz de homem mesmo e coisa e tal. Enfim, nos falávamos sempre que dava e alguns amigos meus sabiam da história. Em abril de 2010, ela finalmente me contou tudo. No momento eu fiquei mal pra cacete, sabe? Aquela coisa que tu pensa que nunca vai superar e tal. E eu nunca tinha me envolvido dessa forma com uma garota, nunca nem tinha pensado nisso. Não era preconceituosa, até porque tinha amigos bissexuais/gays, enfim, não ligava mesmo, mas nunca tinha pensado nisso em relação a mim. E quando isso aconteceu, eu aprendi que sexo pouco importa. Sabe, eu não era apaixonada pelo órgão sexual dele, eu era apaixonada pela pessoa. Logo, eu continuaria amando a menina, independente disso. Mentiu feio pra mim? Mentiu. Mas o que eu sentia superou isso. E eu sabia que ela gostava de verdade de mim, e gosta. Mentiu, errou. Mas acontece. Não adianta ficar julgando por isso. Resumindo: continuei com ela, não como namoro, mas continuei. Em dezembro fui à SP conhecê-la e tô assim até hoje, rs. E MUITO feliz. Tô adorando os posts daqui. *-*

    • bella disse:

      nossa, muito legal o fim da tua história! no meu caso, fui eu quem “enganou”. tomei coragem e contei pra ela, hoje somos amigas (nós nos amávamos, e eu ainda amo ela)… somos amigas ainda, mas eu tenho medo de insistir com ela, sabe? é horrível, mas bom saber que tem quem consegue algo muito bom no fim disso tudo 🙂

  45. =) disse:

    Caramba e eu pensando que era a única a fazer uma bobagem dessas.
    Na verdade eu fiz um fake em 2009, logo no começo do ano, me sinto mal por isso, até porque ainda tenho contato com a menina. 1 ano de muitas conversas eu contei pra ela que era fake (porque a foto do cara era muito era muito obvia) e passei outro perfil falso pra ela T_T ta gente, eu só tinha 15 anos na época. Ela devia ter me deletado, mas não.. continuou tendo contato comigo, ela sabe muito sobre a minha vida off, só não sabe que eu sou de verdade. Mas cansei de mentir, quero que meu 2012 seje diferente, eu tenho que mudar, quero ter um ótimo ano com meus amigos de verdade, sem mentiras e principalmente ter a consciência tranquila. Eu a amo muito e espero que ela seje muito feliz, ela vive dizendo pra mim não sumir (quando fico alguns dias off) é como se no fundo ela soubesse que sou fake (nenhuma ligação, nada de web cam) mas não quer perder o contato comigo, ela é muito chegada a mim, ao fake no caso. Eu a amo de verdade e é por isso que vou acabar com essa mentira daqui alguns dias, pra começar 2012 bem.

  46. Lis disse:

    Fingi que era homem, blablabla, minha namoradinha me desculpou, blabla, apresentei pros meus pais, tudo certinho e tudo lindinho mas em toda a briga ela me joga isso na cara.

  47. Apaixonada disse:

    Gente, e a primeira vez que venho aqui neste site e lendo as estorias de todas neste topico, me vejo numa situacao parecida a todas, mas comigo aconteceu da pior maneira possivel. Gostava de uma amiga ha muito tempo, ela era casada, mas eu sentia uma coisa tao forte por ela, que por mais que tentasse me afastar nao conseguia. Trabalhavamos juntas, e as vezes saiamos juntas tambem… certo dia comentei com ela assim, que estava gostando de uma pessoa fazia 2 anos, dai ela se ligou que era eu, eu neguei, chorei fiz o maior drama, e me afastei dela. Ela com remorso me pediu desculpas e voltamos a nos falar, nao queria falar pra ela, pois que certamente ela contaria pra alguem dos meus sentimentos. enfim… passou mais dois anos, nos conheciamos ja fazia 3 anos e meio, e ela tava querendo se separar do ex marido que era um crapula, foi ai que tive uma ideia nada boa. Inventei de criar um fake para me relacionar com ela, como eramos amigas, eu disse que se tratava ser um amigo de longa data… hummm, e logo ela se interessou pelo “rapaz”, nos falavamos todos os dias, eu como homem no msn e tambem como amiga dela por telefone. e ela sempre me falava das coisas boas que essa pessoa estava fazendo na vida dela… me engabava, me sentia feliz, porque mesmo sendo virtual eu tambem estava feliz. Trocamos mensagens, e ela sempre me perguntava quando iria ve-la e liga-la e eu sempre inventava uma desculpa, dizia que por trabalhar durante viagens nao tinha tempo e tal, e ela foi acreditando… nisso, o ex maluco dela ficava no pe dela, ameacando ela caso ela se separasse dele… ela tem duas filhas, e me sinto muito mal, porque as vezes falava com essa crianca durante alguns minutos, me chamava de pai, me senti pessima em engana-la, mas quis continuar assim, pois que ela tentava se desvencilhar do ex marido doido. Trocamos presentes, sem ela saber que era eu que comprava, eu dava presentes, dizendo que tinha chegado pelos correios… foi uma coisa muito louca… passamos nove meses se falando, as vezes queria parar e nao conseguia, queria conta-la e nao tive coragem. A fiz sofrer e chorar algumas vezes, pois vi que realmente ela estava apaixonada pelo personagem que criei… e exatamente ha alguns dias, ela contratou um tecnico em informatica e descobriu de quem se tratava… resumindo ela descobriu da pior maneira possivel… e pior ainda fui desmascarada na frente dele pelo tal profissional, foi uma sensacao horrivel e estou pessima ate hoje. Tentei falar com ela, ela ate que me atendeu e so pelas poucas palavras dela, sinto a magoa que a deixei, e pedi para ela um dia me perdoar. Estou sofrendo muito, choro sempre, porque perdi ela… estou completamente apaixonada por ela, sendo que estou sem minha amiga e tambem sem ela por perto!

    Estou pessima gente! Eu nunca tinha feito isso com ninguem! Machuquei muito os sentimentos dela, e dou um conselho mesmo, para nao irem tao longe, porque sofremos ao fazer quem gostamos sofrer tambem. Hoje queria muito falar com ela, mas tenho certeza que ela nao quer nem ver minha cara. Sabe, nao e bom mexer com os sentimentos dos outros, nao desejo para ninguem o que estou sentindo. E uma dor danada, na hora, a gente nao pensa em nada. mas quando a ficha cai, e foda!

    E foi assim que perdi meu amor!

  48. Renata G. disse:

    Ja aconteceu isso comigo,a ultima de 3 garotas que eu namorava fingindo ser garoto, eu contei (antes preparei muito ela), ela me falou que sempre foi meio lesbica, so que tinha medo e evitava isso ao maximo, a gente voltou a serio como Bruna e Renata, hoje ainda namoramos (8 meses de namoro), escondido pq nenhuma se assumiu ainda, mas ela é a garota mais linda, fofa, perfeita e inteligente, valeu a pena arriscar, o que atrapalha é a distancia

  49. Renata G. disse:

    Algumas garotas tem voz groça outras falam que sâo sofrem piadas pela voz muito fina (afeminada), webcam diz que ta ruim, que nâo tem e hoje em dia existe até programa que roda video de outras pessoa na webcam. O motivo por eu ter fingido ser homem é porque eu não gostava de cara nenhum, não era natural pra mim. Entao eu pensei em ser homem e percebi que gostava de meninas e eu achava que so homem era gay, mulher lesbica nao existia, tanto que eu ficava perguntando a Deus pq eu nao nasci homem, pq s

  50. Ruan disse:

    Eu conheço os dois lados da história também. Fora a minha própria experiência nesses casos, vou falar de três amigas minhas. Uma enganava uma menina e se tornou realmente apaixonada por ela. A segunda se envolveu com várias fakes e se enganava achando que aquelas histórias óbvias não eram falsas. A terceira se passava por um amigo nosso, criou um msn fake dele e usou o orkut dele verdadeiro.(Que ela tinha a senha),
    A primeira sofreu muito, mas eventualmente (depois de muita insistência dos amigos) desistiu dessa história. A segunda não superou até hoje, se envolveu com drogas e ainda se envolve com fakes. A terceira saiu da história tranquila quando as enganadas descobriram, e acabou que o meu amigo é que ficou com todas as meninas que a terceira se envolvia.
    Acho que se passar pelo sexo oposto é um “drama” comum ao homossexual e ajuda com o amadurecimento da pessoa(minha primeira amiga, por exemplo). Caso essa pessoa tenha uma vontade mais fraca, pode ficar abalada/viciada com o processo de fazer fake. Ou pode não fazer diferença nenhuma pra nenhuma das partes.(No terceiro caso, todo os envolvidos terminaram satisfeitos.)
    No meu caso específico já fiz muito isso e não sinto peso nenhum na consciência. Ao se passar por mulher o cara só se envolve com o tipo de homem que não traz remorso nenhum enganar.

    • Fernando disse:

      Sabe que voce me deu uma luz. Lógico q nao consegui ler todos os comentários. Li alguns apenas. E nao vou mentir. Faco um fake, por isso estou aki. Eu sou um homem, que passo por mulher. E ja fiz isto algumas vezes. Comecei com uma brincadeira. Depois achei divertido, enganar as pessoas. Mas eu tinha 13 anos na epoca. Dei um tempo pra isso. Depois retomei a brincadeira. E vi que estava sendo muito obvio.

      Fiquei um tempo no ocio, e resolvi passar meu tempo na internet. Mas nao estava com vontade de ser eu mesmo. Resolvi adquirir a personalidade de uma pessoa que seria, no meu ponto de vista, ideal. Comecei pelo bate-papo. Nao queria mais enganar pessoas proximas, sentia que isso era errado. Mas enganar pessoas virtuais, naquela epoca pareceu aceitavel. Quem eu poderia ser? Vou ser uma garota. No comeco foi divertido. Fui aprendendo a enganar :S nao me orgulho disso.

      Depois resolvi nao enganar. Nao tentar envolver ninguem emocionalmente nisso. Inseguranca da minha parte, sim. Neste ponto percebo que estava inseguro, e nao me aceitava como antes. Usei o fake para me proteger. Criei para expressar ideias, conversar, satisfazer minhas necessidades sociais. E sempre tive em minha mente, que uma mulher se consegue ser respeitada mais rapidamente do que os homens. Os homens se respeitam entre si, mas dificilmente, na sociedade machista que vivemos, tem a mulher como igual. Porem quando uma mulher de atitude aparece, raro sao os homens que a contradizem. As mulheres tem uma facil empatia entre elas mesmas. O mesmo nao se pode dizer dos homens.

      Entao, que tipo de personagem seria mais vantajoso que uma mulher? Depois dos chats, vieram os jogos de MMO. Mas nessa epoca eu ja havia incorporado esse alter-ego. Ja me comunicava sem pensar como uma mulher, prestava atencao para os lados mais sensiveis, e menos para os lados mais ilogicos. Aos poucos fui entendendo como uma mulher pensa, sem nunca ter sido uma mulher. Fui vendo os dois lados da moeda, da guerra de sexismo.

      Claro que nao sou uma mulher, nem nunca serei. Adoro ser homem. Mas o ponto onde quero chegar. Talvez no fundo eu havia reprimido isso em mim. Lembro que aos 13 anos eu nao era o menino tipico. Talvez eu nunca fui. Jamais gostei de bolas, e conversava com as meninas, namorava elas. Agia de maneira feminina, e meus amigos sempre me protegiam. Talvez inconscientemente. Jamais senti atracao por homens, isso eh algo que eu estranho. Muito menos sexual. Porem uns amigos meus ja sentiram atracao por mim. Talvez pelo meu jeito. E as mulheres, as mulheres sao minhas musas e deusas. Por elas eu me sinto homem, tenho vontade de proteger, de cuidar, de amar, de sexo.

      O que eu sou? Homo, hetero, bi, trans, pan, etc. Eu acho que nao sou uma definicao. Sou eu mesmo. Apenas eu. Nao sei me definir, mas hoje eu me aceito mais do que antes. Sinto-me confiante o tempo todo. Por simplesmente poder agir da forma que eu sou e sempre fui. Um amante de mulheres, porem sensivel demais, e feminino demais. Se faria sexo com um homem? Acho que sim. Por que nao? Dependendo do homem, se tivesse caracteristicas femininas, tracos, e uma personalidade agradavel. Acho que faria com prazer, seria capaz de amar.

      Falei demais, mas foi mais um desabafo 🙂 Obrigado(a) por ouvirem. rsrs

  51. Fernando disse:

    E se houvesse uma definição para o que sou. Diria que sou um homem lésbico. Por ser feminino, e ao mesmo tempo sentir atração por mulheres. Ou seja, ajo como uma mulher, nao exageradamente, tento pensar como uma mulher, e gosto de mulheres. Mas os homens, eles tem algo novo para mim. Algo que nunca senti antes, a sensacao de ser protegido, a sensacao de poder se aproximar e entender, me fez sentir que posso amar um homem. E amar uma mulher. ?! Acho que o jeito vai ser poligamia ou menage a trois.

  52. bella disse:

    o post já é meio antigo, mas decidi comentar… NUNCA TINHA LIDO NADA RELACIONADO A ISSO NA INTERNET, então, foi realmente bom ler sobre isso aqui.
    eu já enganei e sumi E já enganei e contei a verdade, foram duas vezes, duas vezes pra nunca mais fazer isso. a primeira foi de boa, naturalmente foi rolando um afastamento. já a segunda, gente do céu… vou tentar resumir bem, e já adiantando, foi assim que conheci a garota mais incrível dessa vida. vamos lá, eu tinha uma conta “fake” no twitter de um garoto, mas nem usava frequentemente nem nada. um belo dia, decidi seguir umas garotas que eu também seguia no meu twitter pessoal, meninas fãs de uma banda que eu também era muito fã. elas começaram a interagir com o garoto e foi ficando divertido ver como as meninas sempre se afobavam mais pra conversar com um moleque etc. foi então que uma garota disse pra uma amiga dela “olha fulana, o fulaninho (eu) é da tua cidade :O”. eu nem lembrava que tinha o nome da minha cidade no twitter né? foi então que eu conheci uma guria daqui (isso eu não conhecia nem seguia ela no meu twitter pessoal). a gente começou a conversar e eu pensei “ah, isso não vai durar muito, não vou fazer mal nenhum a ela, qualquer dia desses dou tchau e pronto”. bela ilusão, eu ME APAIXONEI PERDIDAMENTE por ela e ela por mim (pelo guri que eu era…). aaaah, e eu descobri que ela era bi, nem precisa dizer que fiquei feliz né… bom, uns meses depois, resolvi seguir ela no meu twitter pessoal e nos conhecemos de verdade, eu garota. saímos como amigas, conversávamos etc (e claro que ela não sabia que eu era o guri). com o passar do tempo, foi pesando na consciência e eu contei pra ela. fui sincera, sabia que não conseguiria fugir dela sem dar satisfações e continuar convivendo com ela pessoalmente. bom, conheci ela quando tinha 16, hoje tenho 19, continuamos amigas (não aquela coisa bff, mas nos damos muito bem). eu continuo gostando dela, e ela sabe (ou deveria saber) porque eu já disse pra ela, depois disso tudo que ainda amava ela, mas ela não me deu uma resposta considerável, nem um sim nem um não, mas não sei o que eu faço, se devo tentar algo mais com ela… não tento pois tenho medo, sabe? pois é, esse é meu drama 🙂 só me arrependo de ter mentido pra ela, mas o lado bom foi tê-la conhecido 🙂

  53. Don't know yet disse:

    Apesar do tempo li hj este post…Alias descobri hj este blog!

    Entendo e concordo com a indignação, mas já estive do outro lado, sendo exatamente a parte sacana da história. Mas…mesmo sabendo de todo o erro…da possibilidade de machucar outra pessoa…td o mais… Do mesmo jeito que a menina se envolveu eu tb me envolvi…de repente a brincadeira passa a ser verdade e fica muito difícil voltar atras…

    Tentativas de “termino” foram diversas…mas o sentimento que surgiu era maior…então o rolo era sempre retomado….

    E com conversas intensas…conversando com a menina…familiares…amigos…familiares de amigos….como em um relacionamento mesmo!!! Uma teia que vc cria e se envolve…ciúme…brigas…raiva…charminho…paixonite aguda…me ajuda no trabalho e td o mais que se vive em um relacionamento normal e real claro!!!!

    Sei o quanto isso é ruim e nao acho que tenha sido legal…mas tentem entender que essa dor tb é de quem fez o papel de sacana…

    Acaba por ser uma idéia (egoísta até o topo…ok eu sei!!!) mas que faz um bem enorme (eu tb sei que foi mais egoísta ainda) mas saibam que a intenção nao e rir da coleguinha…estar deste lado tb é uma puuuuuuta tortura!!!

    Ok sei que please forgive me….nao vai rolar….(me refiro a quem eventualmente leia este comentário..pq o rolinho já acabou há algum tempo) mas que pelo menos exista algum momento de ok we got it…and let it go….

    Bjinhos e adorei o site…nao conhecia estarei sempre por aqui

  54. Larry lp disse:

    Já fiz isso … e me arrependo muito tip eu gostei mtt da mina sq não cm nada a considerei ela cm my amg e queria por um ponto final nisso … eh então comecei a cvrs cm ela no meu face verdadeiro ‘–‘ inventei q o mino q ela namorava (eu) era meu primo ‘—‘ e tava doente e havia falecido … ela acreditou pois … já dizia desdo começo q eu era doente ‘—‘ ai acabei cm esse fake de mino e nunca mais quero ter um … eh mt sofrimento para duas pessoas ,sou amg dela ainda ‘–‘ sq vejo o sofrimento dela … e my mente pesa td dia , ai sempre q vou dormi peço q msm sem ela saber a vdd q ela e Deus possa me perdoar … pq ela me conta sempre oq sente ‘—‘ … no começo entrei nesse fake de mino para ajudar …conseguir sq quando desistir disso ,fiz ela piorar ‘–‘ eh agr tento conserta oq fiz >< msm sabendo q tlv seja impossível …

  55. Millena disse:

    Há mais ou menos 4 anos fiz um fake me passando por um menino (eu era nova e não tinha nada de interessante pra fazer) era só pra passar o tempo mesmo. Criei uma conta no facebook e fui adicionando pessoas aleatórias, lá estava eu atoa e conversando com varias meninas até que posto uma foto e tudo muda com o comentário de uma delas, começamos a trocar comentários e depois fomos para o chat, ela era uma pessoa incrível, meiga, carinhosa, engraçada, só que ela era muito nova então só a via como amiga mesmo. Passamos quase 2 anos se falando, mas não estava com muito tempo para esse fake então desativei por 1 ano sumi deletei tudo, minha vida no on tava muito agitada e nem vi o tempo passando, até que fui olhar no meu pc que há muito tempo não mexia e vi que tinha o e-mail do fake salvo, então resolvi fazer outro e a adicionei mas ela tava diferente, tinha crescido, não era mais aquela menininha que eu conhecia. Mandei o convite pra ela e no outro dia que entrei ela já tinha me aceitado, e mais tinha mandado mensagem perguntando como eu tava porque eu sumi que tava morrendo de saudade, tipo fiquei em choque porque ela ainda lembrava de mim. Conversamos muito e ela pediu “meu” whats só que eu não tinha e falei pra ela passar que eu iria chama-la lá, fui doida comprar um chip pra conversar com ela, arrumei e chamei. Ela tava muito madura pra idade dela kkkkk, nada tinha mudado entre nós, ficávamos até de madrugada conversando, fiz um insta só porque ela pediu, só que dai em diante as coisas foram mudando. Eu tava me apegando a ela, não era só amizade, era algo maior que isso, e também sentia que ela gostava de mim da mesma forma, e isso começou a remoer na minha cabeça, ficava negando isso pra mim mesma “como? eu não gosto de mulher, como posso ta gostando dela?” até pensei em deletar tudo de novo mas ai já era tarde demais, não conseguia ficar nem um momento sem falar com ela e nem ela comigo, o ciumes começou a aparecer já que ela era muito linda, eu guardava aquilo e tentava deixar pra lá “é só coisa da minha cabeça” até que eu entrei num grupo do whats que divulgava insta etc. e no “meu” insta estava o ig dela e com o apelido que a gente se chamava, e um menino desse grupo viu e seguiu ela e eu o tempo todo era o “brincalhão do grupo” e esse menino me perguntou se era a minha namorada e eu disse “é minha namorada sim ué, porque?” num tom de ironia, e depois ele envia uma foto dela no grupo, fiquei com uma puta raiva e xinguei ele tudo, até que minutos depois ela veio falar comigo “um menino pediu meu numero no insta falando que queria falar urgente comigo” e eu fiquei tipo “eita ferrou” e ela “ele tava me perguntando se eu te conhecia e se você era meu namorado porque você tava falando no grupo dele que eu era sua namorada” ai pronto já fiquei todo suando frio e falei “era porque ele tava mandando foto sua no grupo pra me provocar falando que você era gata e tals, e fiquei bravo com isso.” e então ela com aquele jeitinho todo meigo me pergunta “você tava com ciumes de mim?” puts aquilo me ecoou na cabeça de um jeito que eu não conseguia nem responde-la e ela me pergunta “Você gosta de mim? porque eu gosto de você desde quando a gente se conhece” fiquei paralisado e respondi “sim eu to gostando de você” pronto bastou isso pra gente se apegar de vez, ficávamos o dia todo “juntos” ela tinha ciumes das meninas que comentavam “minhas” fotos e eu dos caras que comentavam as dela. mas ai que começou a enrolar tudo quando ela começou a querer que eu ligasse pra ela me ver, fiquei doida e ela me pressionava mais a cada dia e minhas desculpas já estavam acabando, mas como sou muito boa em tudo que envolve um computador hackiei a camera do pc do menino que eu usava as fotos, consegui então convence-la por um tempo só que ela queria escutar minha voz, puts o que a gente não faz por amor hein? lá vai eu criar um programa de voz, e assim foi por uns 6 meses, ela nem me cobrava ligação por web mais, mas no fundo ela sabia que era estranho mas deixava pra lá porque gostava muito de mim, e isso já tava me deixando com a consciência bem pesada, terminei com ela varias vezes, a tratava mal mais nada conseguia separa-la de mim, a gente sempre voltava, fazíamos planos pra se ver mas nunca deva certo (obvio) ate no final do ano as coisas começaram a ficar mais difíceis pra gente porque ela estava começando a estudar em dois horários e ficava muito difícil pra gente se falar, (Não contei mas no começo de 2014 larguei a faculdade por causa das minhas bagunças de hacker) então eu tinha tempo de sobra mas ela não, e foram começando a brigas, a gente não conseguia ter uma conversa sem brigar e ela cada vez mais me cobrando de ir vê-la pois já iria fazer 1 ano que estávamos juntos, mas nem isso conseguiu afastar ela de mim, até que no começo desse ano ela descobriu que eu era fake por meio das amigas que investigaram muito (na verdade foi uma brecha que eu não vi e elas descobriram) me xingou, chorou e então conversamos e ela nem queria saber quem eu era me pediu pra sumir, eu apaguei tudo a pedido dela pra sumir, só que o skype não da pra deletar assim tão rápido, passaram 2 dias ela me procurou perguntando o porque eu tinha feito isso com ela, e eu covarde não conseguia responder, ela me pedia pra contar a verdade de quem eu era, se eu realmente a amava como ela me amava, mas nada, não saia nada. Ficamos 1 semana sem nos falar, eu tava tentando o máximo possível ficar longe de celular, pc etc. até que eu entrei e ela tinha mandado uma mensagem “To com saudades e apesar de tudo eu ainda te amo, fica não some não, quero você mesmo não sabendo de nada” e eu fraco fiquei, mas eu fiquei mais pra não magoa-la mais do que já estava, já tem 5 meses que a gente ta assim, hoje ela me perguntou o que tinha de tão terrível pra gente não poder ficar juntos “Eu vou ficar com você pra sempre, independente de quem seja ou o que faz, só me conta por favor, eu amo você” . Não sei o que fazer, se conto ou não, tenho medo de contar e ela ficar pior do que já ta, eu a amo muito e não mais ficar sem ela.

  56. Correspondida disse:

    Eu conheci meio que a uma confusão de pensamento q eu passas alguém e quando vi estava apaixonada, nunca pensei em mulher antes, fyi casada c homem é de todas as minhas tentativas após muitas coisas q eu estava passando era conhecer alguém, conversar c alguém de opinião diferente e quando tentava c homem nunca aparecia pelo fato da minha obesidade dentre outras coisas, foi qndo resolvi criar esse perfil no MSN evir buscar no bate papo . E me apaixonei, menti durante 3 anos, sempre inventava coisas e situações, até a vó engrossava p falar e é ela sem falar comprou passagem e estava perto de mim e n tive saída contei a vdd , eu recém cirurgia da e mesmo assim lá quis me conhecer e fui ela veio ficamos amigas e ela disse. N dava certo or ser mulher é ela n se sentia atraída , mas tinha o lado do sentimento de anos , até pq tudo q falei era vdd as pessoas da minha família, amigos e tala mentira era a imagem de hoeme, a sexualidade , ela topu vir c uma amiga passar férias e coincidentemente anp período das minhas e dois dias antes a amiga n veio e fomoa as duas e resumindo… Estamos casadas e ela é o amor da minha VIida

  57. Andressa disse:

    Fiz um fake porque gosto da diretora da escola que trabalho pra sabe se ela gostava de mulher enventei tei de cria um fake e so que mim entrei muito foi bem profundo ja tava amando ela mim falava tudo que acontecia com ela sabia de quase tudo da vida dela no sabado agora ela quiz mim ver inventei uma história so que ela nao acreditou ela mim livaga eu nao atendia sempre dizia vc eata mim escondendo algo eu ficava com medo so que passava eu nao aguentei e tiver que conta ela ta mim odiando contei pra ela ontem ela mim bloqueio disse ate que vai mim denucia cia estou arrependida mais eu amo ela.nao sei oqie fazer amanha vou perdi desculpa pessoalmente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *