Tradição: Apaixonada pela melhor amiga – Estudo de Caso

Vamos contar uma história de muitos e muitos anos atrás: minha primeira paixão platônica por melhor amiga.

“Oh God, acho que já li essa história umas 50 vezes nesse blog…”

Era o complicado ano de 2007, uma série de fatores no primeiro semestre me fez começar a abrir meu terceiro olho lésbico para enxergar o mundo à minha volta. Paralelamente a isso eu começava o 2º semestre do 3º ano do Ensino Médio e uma coisa curiosa aconteceu: eu virei unha e carne em poucos dias de uma colega de turma com quem eu tinha conversado umas 3 vezes nos outros 2,5 anos de médio.

Ela era a menina mais doce, meiga, feminina e boazinha da turma, ou seja, não tinha nada em comum comigo. Nós começamos a sentar juntas e eu descobri havia nela muito mais do que aquele nhenhenhe cor-de-rosa algodão-doce: ela tinha personalidade, percebia todos os movimentos a volta dela, era irônica, sádica e má. Enfim, a personificação total da dualidade geminiana.

“Ai, por que sapatão tem sempre que falar em horóscopo?”

Essa “segunda personalidade” ela só mostrava para mim. E isso me fazia sentir especial, diferente das outras amigas dela. Eu era completamente atraída pelo lado bitch dela, queria saber mais sobre ela, queria participar mais da vida dela, queria dividir tudo com ela.

Mas o lado bitch dela às vezes me tirava qualquer esperança de ela estar interessada em mim tanto quanto eu nela, e é aí que o lado meiguinho-cor-de-rosa intervinha e me dava alguma esperança de volta.

Nós começamos a ficar de mãos dadas na sala, ela me beliscava (beliscão de doer!) quando sentia ciúmes de alguma outra amiga minha (e eu fazia questão de fazer ciúmes), e ficávamos sempre juntas – tanto que um colega meu chegou a perguntar para mim se nós éramos namoradas (eu, sabiamente, colei a pergunta no MSN para ela esperando estudar a reação dela, mas só recebi um “aff… ele é idiota” inconclusivo).

Uma vez, ela me mandou esse scrap:

Óbvio que eu tirava print de tudo!

Como eu, lésbica iniciante querendo achar agulha em palheiro, analisei:

1- Ela escreveu palavra por palavra, como dá pra ver nas abreviações. Isso demonstra uma real intenção de falar o que estava escrito – e não um simples control c + control v.

2- Ela não disse um “eu te amo” dúbio (poderia ser um “eu te amo, migááá”, né?). Ela disse [/ignore que isso é uma música e não um texto real dela] “eu te quero” dando uma entonação muito mais possessiva e carnal.

3- “Juram que eu não devia mais querer você”. Ou seja, amor proíbido. E dá licença, Romeu e Julieta, porque nos dias atuais o romance mais proibido é o homossexual. Tá, tá, não seria o mais proibído, mas colocando no contexto EU + MELHOR-AMIGA…

Que tal apagar a linha entre amizade e lesbianismo hoje à noite, gata?

Eu tentei dar uma resposta indireta tipo “às vezes você fala umas coisas que mexem comigo”, mas não avançou muito mais a conversa. Talvez eu devesse ter respondido “você me quer, é?”

Mas eu tinha um pouco de medo de me declarar. Não tanto medo pelo NÃO que eu provavelmente iria levar, mas mais pelo SIM. E se ela me dissesse SIM? O que eu faria? Tentaria beijá-la? Falaria mais alguma coisa? Combinaria alguma coisa? Isso me deixava extremamente ansiosa. E ainda eu meio que não me imaginava beijando ela – e nem sentia vontade necessariamente de beijá-la, mas eu queria mais é abraçá-la tipo casalzinho e viver num mundo nhenhenhe cor-de-rosa. E provavelmente isso só contribuiu mais pro meu medo de me declarar.

“Ai, meu Deus, como eu poderia beijar uma mulher? Isso é tão impossível para mim apesar de metade da população mundial conseguir…”

Aí o tempo foi passando, e, mesmo nas coxas, eu tinha o vestibular para fazer. O Ensino Médio terminou e nós duas nos separamos, i.e. perdemos o contato diário que tínhamos na escola.

Então decidi chamar ela para dormir na minha casa no dia do meu aniversário de 18 anos. Meus planos eram de tentar voltar um pouco daquele clima do médio de carinhos, mão dadas, cartinhas fofas.

Mas ela já estava diferente, afastada – então não me aproximei muito.

O ano foi passando e ela começou a namorar um homem. Minha situação que já não era boa, ficou ainda pior. E era tudo sempre Fulano – a vida dela se resumia a ele.

Para minha sorte (ou não) nesse ano que eu conheci minha segunda paixão platônica, o que me distraía um pouco da primeira. Aí eu basicamente sofria de paixão por duas amigas heteros ao mesmo tempo – e no final não fiquei com ninguém.


Mas antes de eu me matar, precisava tentar tudo com a primeira paixão. Então combinei com ela de ela vir na minha casa. Não havia sinais da minha mãe. Arrumei a casa toda. Me arrumei toda. Estava (quase) preparada pra me declarar.

Deu a hora marcada e ela não apareceu. Comecei a ligar no celular dela, uma ligação horrível, barulho no fundo. Ela estava no aniversário do primo do vizinho do tio do Fulano e já iria sair. Aí eu esperava e nada. E ligava e ela ia sair 20h… 21h… 22h… E ficou muito tarde e ela confirmou que não ia dar pra vir.

All by myself… Don’t wanna be…

Aí eu não falei com ela, nem respondia os recados dela por alguns meses e um ano (ou dois, não lembro) mais tarde eu confessei que era apaixonada por ela na época do médio deixando um recado no MSN quando ela estava offline. Passou uma semana e depois de eu reclamar que ela não me falou nada ela simplesmente disse que não sabia o que falar, perguntou se era isso mesmo que eu queria, disse me aceitava e pediu desculpas se me fez sofrer.

E fim. Nenhum conto de fadas-lésbico. Nenhum Imagine Eu e Você.

#FAIL

CONTINUA…

Compartilhe com a irmandade!Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on TumblrShare on Google+Email this to someone
Esta entrada foi publicada em Pessoal, Relacionamento, Tradições e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

69 respostas para Tradição: Apaixonada pela melhor amiga – Estudo de Caso

  1. Giovana disse:

    Hahahah! Muito bom!! A realidade mata as vezes… Fazer o que né…
    Baijão!

  2. Laura Falé disse:

    Nem me fales… :X

  3. Brisa disse:

    Essas primeiras histórias raramente são certo mesmo, é a vida.

  4. Caroline P. disse:

    Quando eu me declarei, já era tarde de mais. Ela me disse que se fosse antes, ela corresponderia mas que a nossa amizade era maior que que isso tudo e blá blá blá whiskas sachê. Ainda bem que hoje em dia ficou tudo bem, sem clima chato nem nada (:

  5. Marina disse:

    Você foi muito corajosa por ter preparado-se para declarar-se pessoalmente. Mesmo por MSN, eu tremia até os rins só de vê-la ficar online. Confesso que sou uma despreparada para isto.
    E observação, este scrap que ela te mandou foi MUITO passível de interpretações românticas, “se ao menos vc soubesse.. te quero tanto”. =O Na última linha ela está dizendo que te quer. haha. Não me espanta você ter pensado coisas, Jac.
    Se fosse comigo, que tendo entender certas coisas de uma forma meio literal, poderia até tomar coragem para responder o scrap. “Na sua casa ou na minha?” kk

    • Patricia disse:

      Cara, concordo que um scrap desse é para confundir qlq uma.
      Não me entra na cabeça que essas “heteros” dão tanta bola e de uma hora para outra era tudo coisa da nossa cabeça. Eu mesma, antes de aceitar q eu gostava de mulher, dei brexas e depois dei foras em algumas amigas. (confesso que fui muito tonta, e ainda me resta alguns resquícios desse tempo.rsrs)
      Sou nova nisso, e pra mim muitas coisas ainda são confusas.
      Mas é isso ai, o importante é superar as desilusões, não é?

      Bjos

      Ps. Adoro esse blog, parabéns Jac!

  6. marina disse:

    Acho que o “mal” da gente , é em algumas situações exagerar oq acontece sabe… ter uma percepção alem da realidade; ou seja , enxergar coisas onde nao tem.
    Falo por experiencia propria , oq as vezes a gente pensa ” nossa , ela ta me dando maior mole” , nao passa de amizade msmo….tem q tomar cuidado pra nao entrar numa gde crise de ansiedade, deixar as coisas rolarem de forma real msmo , sem mta expectativa.

  7. rafaela disse:

    oi, hoje é a primeira vez q entro nesse blog, adorei tudo, espero que me ajudem, olha so hoje tenho 28 anos sempre namorei meninos e nunca curti meninas… tenho uma melhor amiga q tenhe 24 anos aff… a 4 anos, sempre estamos juntas q possivel, no inicio da amizade deitavamos na mesma cama e ela gostava d vim pra cima da mnha costas e acariciar meu cabelo, eu nunca percebi maldade nem tinha, ano passado numa ocasião durmimos juntas no chão, demadrugada acordamos e conversamos nisso tudo escuro percebi a respiração dela forte e perto d mim, qndo dei conta eu tva respirando a respiração dela foi uma sensação mto boa, pensei q ela ia me beija mas nada aconteceu, desse dia pra ca fiquei confusa, isso ja faz um ano… passado uns dias eu falei pra ela q tinha ficado mexida com aquela situãção, ela disse q nada haver e simplemente deixamso pra la. ela so me via como amiga e tal. ai fevereiro deste ano ela veio passa uns dias comigo na capital, saimos durante o dia e nos divertia bastante,( lembrando que eu to sem namorado, e esse tempo q conheço ela nunca teve namorado) na realidade ela nunca namorou… numa noite eu tive a iniciativa de enrola o cabelo dela agente deitada na mesma cama, depois acariciei a nuca, e assim desci mnhas maãos nas costas dela, q não reclamou em nenhum momento, nisso durou mto tempo,ela fazia assim hummmm, vi q ela tva gostando, falei d massgem ela falou q tv com a coluna doendo, falei vem mas pra ca, ai sentei no bumbum dela e começei a massagem ai ”ela disse deixa eu tira a blusa mas sem nunhuma maldade” fiz a massagem arranhei as costas dela com mnhas unhas ela fazia um som q hum, passei hidratante,,, ai parei e deitei do lado dela, ficamos d conchinha, eu por tras ai fali assim poxa vc não tem barriga, ela pegou mnha mão e colocou na barriga dela e falou tenho sim, ai comecei acariciar a barriga dela q deixou numa boa.. eu sentia q ela si arrepiava e contraia a barriga,e isso acontecu em 4 noites seguidas e mas nada aconteceu, não entedo oq ela quer ? o porque ela deixou ? si nada acontece alem disso. passado uns dias eu tva mto pertubada e falei pra ela q tva confusa sobre o q aconteceu, ela disse q nao entende porque eu tva assim, ai me perguntou si senti algo, eu neguei, perguntei a ela,q negou tbm, nossa amizade nao mudou,, tenho receio. mas ela me disse q sentiu cocegas e contraiu a barriga somente,, alguem pode me ajudar ???? porque ela deixou si nao quer nada? ela me perguntou quel meu sonho ? falei viver uma amor, ela disse q nao quer isso pra ela, ai pasaou uns meses eu colocava uns videos no orkut tipo indireta pra ela, ai vi q nao rolou nada e deixei pra la, to tentando esquecer, agora ela q colocar videos d musicas q tipo indireta, ai fico confusa, musicas q ela colocou ( a mais louca paixao.. amar não é pecado..Se Eu Pedir Cê Volta… (Pra vc)..”Rosa, Versos e Vinhos..Aí já era …Romance ) sera q é indireta pra mim, essa semana conversei com ela e falei fechei meu coração nao quero saber mas de amor, percebi q a respiraçao dela mudou… so sei q si ela quiser q tenha inciativa, ai sim eu entro no jogo, porque parece mais um jogo, me diaga opiniões de vcs, doi demais amar assimm

    • denise disse:

      oi rafaela eu passo por algo igualzinho se passa com vc so q nao com tanto contato fisico assim
      nada de pratica apenas teoria
      e olha chego a conclusao q e jogo
      pq minha amiga fazia o mesmo dae d nada apareceu namorando ( diga-se de passagem um homen de outro estado q nunca vi nem foto ate hj)
      ate me peruntei se seria pra fazer ciumes mas enfim
      ela arretava e vazava
      arretava e vazava
      sei la acho q e jogo eu tirei meu time de campo ainda mais q nao sabia nem oq tava sentindo direito
      prefira acredita q era carencia minha e q estava vendo coisas onde nao havia

    • Priscila Barbosa disse:

      Ela te quer e vc foi boba de nao ter beijado ela durante essas noite que passaram juntas. Da mesma forma q vc qr e negou pra ela, ela tb qr e negou pra vc.
      Pensa, o “não” vc ja tem. Parte logo pra cima e ve o q acontece. Se ela reclamar vc conversa cm ela, fala q ela nunca negou os carinhos, sempre pareceu dar condiçao, entao vc tentou. Se der certo, otimo pras duas.

      • 2girls1cat disse:

        A Priscila falou exatamente op que eu ia falar. Como já falei 1 milhão de vezes aqui, não vivemos num mundinho Ht onde o HOMEM tem que tomar a iniciativa, lembrando: NÃO tem homem nessa relação. Então minks vc deu MUITO mole de não beijá-la nesses 4 dias. É óbvio que ela vai negar tudo, assim como você. Qdo tiver oportunidade como essas não perca tempo.

  8. Giovana disse:

    Acho que o que nós mais tememos é de: “e se ela estiver gostando de mim mesmo e eu não estou percebendo? Olha o tempo que estamos perdendo!”, e acabamos sendo minuciosas demais.

  9. Laranja disse:

    Acho que o que nós mais tememos é de: “e se ela estiver gostando de mim mesmo e eu não estou percebendo? Olha o tempo que estamos perdendo!”, e acabamos sendo minuciosas demais.

  10. camila disse:

    ja qero qe continue msm.

  11. rafaela disse:

    priscila tenho medo, assim vc acha q depois disso eu nao fizer nada, sera q ela vai ter iniciativa ? sei la eu to achando o jeito dela q agora q me afastei um pouco, e assim depois disso ja si passaram 6 meses, to achando q ela agora ta pensando em mim como eu pensava nela, mas ai q ta sera q ela uma hora vai perder o medo e criar coragem pra falar comigo ou ter uma iniciativa?

  12. S disse:

    Interpretar carinho de amiga é complexo.E quando uma está apaixonada tudo pode se tornar indício de que está sendo correspondida.Claro que tem algumas que fazem jogo,principalmente quando sacam que a amiga shimbaleia,rss.Eu ainda não passei por uma situação dessas,tipo de me apaixonar por ht e não saber qual a dela,mas tenho amigas que já passaram,e com finais parecidos com o da Jac.Só acho que alimentar expectativas de um amor platonico pode desperdiçar outras boas oportunidades que possam aparecer…

  13. rafaela disse:

    mas eu não estava apaixonada não, ela q começou, ai comecei a juntar as coisas, sabe eu ja nao to nem ai. ja vi q dessa caixa nao sai sapo,, rsrs… so q fiquei confusa com as atitudes dela, q qndo estavamos juntas ela deixava eu fazer carinho, ate acariciar a barriga dela deixou, sei la ela devia ta afim, nao sei, mto conhfuso, gostaria q vcs q tem experiencia me ajuda se;;;

    • Ju disse:

      Espera aí! Mas você quer que ela esteja afim de você?

      Se sim, não fique esperando só por ela chegar em você, tenha atitude também. Acho é que por falta de atitude que muitas relações assim não dão certo!

  14. L. disse:

    Sempre me apaixono por melhores amigas… mas no meu caso o grande problema nem é não ser correspondida ou a amiga ser HT, tenho namorada! Foi minha primeira, aliás era minha melhor amiga na época. Começamos a namorar e por uns 3 anos ela foi minha única paixão, amiga e amor… Meu mundo era ela, deixei de viver minha vida! Também fui a primeira dela, mas ela mesmo não se aceita. Tem certeza que fui só um acidente de percurso, se um dia terminarmos ela volta a ficar com homens.
    Até que resolvi contar pra uma amiga que eu namorava uma mulher… Foi aí que dei brecha pra me apaixonar por ela. Ela me mostrou que eu não precisava sentir vergonha de ser lés, acabei me encantando e fiquei com ela. Sim, trai minha namorada… Não acho que foi certo, mas enfim… Essa história foi superada e tive mais certeza ainda que não quero deixar minha namorada.
    Estava tudo lindo… até que, SURPRESA!, arrumei outra BFF e me apaixonei de novo. Amo minha namorada e estou apaixonada por outra! Antes que me crucifiquem… não posso mandar nos meus sentimentos, o que consigo fazer é resistir a tentação! Como não quero me afastar da minha amiga e nem terminar com a namorada, estou deixando a paixão bem guardada!
    Se alguém descobrir um remédio para evitar paixão por amigas gatas, fofas e atenciosas… estou precisando!

    • 2girls1cat disse:

      L, dá cá um abraço. Pq olha, vc me descreveu! ahahahahahahahahaahhaah
      Sou exatamente assim. estou casada tem 5 anos e eventualemtne me apaixono por amigas e só me fodo ahahahahahahahah
      #oremos

      • L. disse:

        Poxa… tinha tanta esperança de haver uma solução! É um martírio! O pior é ter a sensação que essa amiga te corresponde, era só dar um chega mais e seria tudo lindo!
        Já que não tem jeito, peçamos força para resistir! =/

    • Gabriela disse:

      E é por isso que eu sempre tive medo da vontade louca da criatura ter amizades e medo do grau de profundidade/intimidade que querem ter nessas amizades u.u

  15. Ane disse:

    ^ namorada ciumenta detected.. kkkkkk

    xD

  16. Anna disse:

    Caramba… mas depois que o tempo passa, sempre fica aquele arrependimento de não ter tentado antes.
    Vivo uma situação parecida:
    Tenho uma amiga linda, gostosa, sarada e super feminina. Somos bem parecidas. Não chego a ser apaixonada mas tenho muito tesão por ela. Sempre que saímos e bebemos, noto que se eu me aproximar e der um beijo ela não recusaria. Poderia até ficar um pouco assustada, mas não recusaria. Já rolou um ‘ploc’, mas nunca um beijo de língua.
    A grande questão é que ela é muito mais afim do meu namorado do que de mim. Por várias vezes ela já me disse (sóbria) que topa ir pra cama com ele, mas que infelizmente não toparia algo comigo. Mas eu quero uma relação a três, esse é o problema.
    Pra piorar agora ela arrumou um namorado e o meu grande foco da relação a 3 está em uma fase ‘off’. E eu a ver navios…

  17. disse:

    Adorei o Post, Jack. Tenho acompanhado o blog a algum tempo e gosto, principalmente, do seu senso de humor – Fantástico!
    Não sou lésbica, sou bi (o que torna as coisas ainda mais difíceis, pois as pessoas simplesmente não entendem que eu não estou a fim de dar/comer todo mundo e que, não, não quero fazer ménage a tròis, e que também não sou uma pevertida – quédizê… hehehe), mas conheço beeem essa história de amor platônico por uma amiga. A última foi uma professora da facu, mas eu guardei a história só para mim, então ok. E me identifiquei totalmente com a parte do beijo, eu também não me vejo nesse “amor carnal” às vezes, só uma necessidade de estar junto e compartilhar carinho e olhares. 🙂

    • Anna disse:

      Fê eu tb sou bi, não tenho nada contra um ménage e tb não sou uma pervertida. Escolho muito bem minhas companhias, em conjunto com meu namorado, e nunca teria coragem de levar qq uma pra cama, nunca! Concordo com vc que ser bi torna as coisas mais difíceis… ao menos pra mim são. Quando saio sozinha, não tenho problemas em conseguir alguma mulher interessante, bonita e inteligente, mas qdo saio com meu namorado pra “pegar mulher” as coisas não são tão fáceis… embora eu esteja receptiva e as mulheres me encarem, acho que elas ainda ficam inseguras em tentar uma aproximação. E quando eu tomo a decisão, elas ficam receosas pela presença dele, embora eu explique que ele não se importa. Enfim… é bem difícil! :/

  18. Livia disse:

    Eu estou encantada/apaixonada por uma “amiga”.. assim, nós ficamos de vez em quando e tal, mas poxa, ela não tá nem ai pra mim, por mais que diga gostar da minha pessoa… mas deixa claro que não quer nada sério, porque não quer se prender a ninguém, porque no momento a liberdade dela é mais importante e blá blá blá …
    e agora, braaaaaaaaaaaaaaaaasil? como proceder?
    # todas gob chora

    • Jac disse:

      Vixi, se vocês já ficaram e ela não quer assumir nada sério contigo, é pq ela não quer nada contigo Então parta pra outra o/

  19. ASSIM GENTE TENHO UMA AMIGA Q ASSISTE AQUELE SERIADO THE l WORL ELA CURTE JUDO E FAZ ELA CURTE ARMAS E QUER ENTRAR PRA POLICIA
    E FEMENINA EMBORA DE UMAS ANDADA MEIO FIRME
    Q SEIS ACHAM

  20. Lu disse:

    É muito tenso se apaixonar pela amiga hetero. Eu me apaixonei, vivemos 1 ano e meio de uma amizade muito estranha que me deixou perturbada e confusa. Éramos um grude só na faculdade. Pra todo lugar iamos juntas, ela passou férias comigo, e eu tb na casa dela. Dormimos juntas, e ela sempre muito carinhosa e se insinuando, mas eu nunca sabia se ela estava afim ou se era coisa de amiga mesmo. Enfim, acabou não rolando nada e até hj me arrependo muito de não ter partido logo pro ataque.

    • eu entendo qdo vc fala amizade estranha
      parece q outra quer dae do nada baixa hetero total nela
      e vc ali com aquela cara de idiota ouvindo ela falar do namorado q conheceu sabe la onde

  21. Silvana disse:

    Oi. É a primeira vez que entro nesse blog, achei muito legal mesmo!! Eu adoraria se vcs pudessem me ajudar… “Tenho 17 anos, nunca fiquei com mulheres. MAS, tenho uma melhor amiga da mesma idade, 3 anos meio de amizade, ela já ficou com mulheres, a gente é muito apegada e eu gosto dela de um jeito que nunca gostei de ninguem, nao sei definir esse sentimento, mas nao me imagino beijando, ou fazendo outras coisas cm ela (ta bom, ja imaginei como seria beijar). Como ela ja ficou cm meninas, e eu sou do tipo de menina bem “bofinho” se é q me entendem..! Muitas pessoas pensam que nos somos namoradas.. Ela fala que nao ta nem aí, e eu tbm.. A gente costuma ser muito carinhosa uma com a outra… Atualmente quase nao temos contato.. Ela estuda em turno diferente, e nao posso vê-la porque minha familia me proibiu de andar com ela..(PUTZ).. Eu queria uma ajuda porq nao consigo pensar que sou lesbica!!! Putz to me sentindo perdida nao sei o que fazer, nao tenho ninguem pra conversar sobre isso…”

  22. Amandinha disse:

    Oi silvana eu to quase na mesma situaçao q vc, eu tambem ja sinti algo diferente por uma melhor amiga.Quando agente fica muito tempo com uma pessoa é normal o carinho, mas quando agente sente alguma coisa q nunca sentiu por nenhuma outra menina, começa a passar um monte de coisas pela nossa cabeça, eu acho q isso é normal na nossa idade(bem, nem tããão normal assim) . Eu tenho 17 e a garota 14. Nos eramos intensamente amigas.Ate q ela começou a confundir minha cabeça.Mas eu ñ nunca me imaginei transando ou algo do tipo,mas assim como vc eu ja fantasiei um beijo entre nos duas .Eu ñ consigo me ver como lesbica, sou muito vaidosa,feminina talvez eu seja bi . Agente nao se fala mais,so damos um oi, e agora parece q começou tudo d novu.
    O meu conselho é vc tentar juntar os fatos,tenta se aproximar d novo dela (se vc sentir gostar mesmo dela ñ perca tempo e nem oportunidades).Desculpe-me ñ ter um conselho melhor, to muito confusa assim como vc.
    X a u 🙂

    • Silvana disse:

      É.. a gente se sente muito perdida, sem saber se esta pensando certo, ou é coisa da nossa cabeça. Mas é que mesmo assim na distância, a gente sempre tenta se encontrar.. e sempre dizemos que estamos com saudades uma da outra, é como se a gente se gostasse mais ainda. E as vezes acho que ela gosta de mim mas nao tem coragem de falar..por ter medo de me perder.. Nossa que loucura tomara q a gente tome o caminho certo!! Boa Sorte!

  23. Giovanna disse:

    Ola tenho 19 anos, tenho namorado estilo bad boy punk, punk ele é bad boy nao so aparencia mesmo, me convidou para conhecer a familia dele e me levou passei sexta, sabado e domingo na casa dele, conheci os pais, e a irmã(20 anos), e ele tem 19 anos, passei esses dias la me diverti muito com eles, sao simpaticos, gentis, engraçados e etc.
    Mas, sempre quando eu bijava meu namorado ela ficava olhando e tal me sentia desconfortavel, mas enfim, no sabado a noite estavamos jantando todos juntos, e os pais dele perguntaram como vao voces dois, vao se casar?, aí eu rir, e tudo, e eles disseram eu quero netos, e eu disse sua filha pode dar netos primeiro que eu e concerteza serao netos muito bonitos, de fato ela é bonita, é loira de olhos verdes turquesa, e os pais dela nao falaram nada e a mae dela disse vou no banheiro, e o pai ficou calado comendo, o irmao dela muito menos, nao entendi essa na hora, mas depois a noite quando fui dormir, e a noite fui para o terraço e ela foi tambem para la e ficamos conversando, e ela disse como vai voce e meu irmao, e eu disse tudo bem, e voce e seus namorados, aí ela riu, eu disse nao acredito que voce nao te, ela disse ja amei alguem, mas acabamos no fim do ano passado, e depois ficamos conversando e ficamos brincando e tudo e depois ela me beijou e eu ela, lembrei do meu namorado, e disse que nao podia, e sai, depois fui falar com meu namorado e eu disse nao acredito que voce nao me disse que ela era lesbica, e ela disse pensei que voce tinha notado. Nao notei, ta certo que ela dava umas insunuaçoes mas pensei que ela fosse hetero, serio, ela é bem feminina, gosta de flores, as flores que tem na casa toda é ela quem cuida e planta, e alem de tudo ele disse que ela é vegetariana, aí ele disse mas nao diga a ninguem que ela é lesbica, voce promete? e eu diss prometo.

    O pior de tudo é que acho que gosto dela, gosto dos dois iguais. O que eu faço?
    conheci ela faz pouco tempo, mas ela sabe mais sobre mim do que meu namorado e minhas amigas, la sabe sm eu precisar falar, ela m entende de verdade e eu realmenet goot muito de ficar com ele, e com ele tambem

    • eeervilha disse:

      Oi giovanna 🙂
      a primeira coisa que você tem que fazer é ser sincera com você e descobrir de quem gosta mais. Ficar entre um e outro por mais tempo vai fazer com que os 3 saiam machucados.
      Veja se não é o caso da irmã do seu namorado ser apenas uma amiga e você ter confundido sentimentos, mesmo sendo lésbica (sim, existe amizade totalmente inocente entre hetero/bi/lésbica).
      Acho que só depois da sua reflexão poderemos saber de que modo agir 🙂

  24. Giovanna disse:

    Foi, meu grande desculpa, tentei resumi o maximo que pude.

  25. Giovanna disse:

    errei a frase, quis dizer, foi meio grande, mas resumi o maximo que pude

  26. Amandinha disse:

    Eh sua situaçao eh meio complicada…

  27. Alice disse:

    Boa noite. Esse site é muito bom, parabéns.

    Vou tentar resumir. Demorei em ter coragem e psicológico para perceber que eu era lés, mas em 2009 tive coragem e desde então já fiquei com algumas moças e já amei muito uma. Apesar do pouco tempo que experiência pratica, sempre soube que era lés, mas nunca, nunca cantei ou deiem cima de uma amiga, nunca mesmo. Sempre soube separar as coisas e todas as meninas que eu fiquei era lês. So que esse ano aconteceu uma coisa. Conheci uma moça no meu trabalho. No inicio achei que era só atração física e nem deu bola para o que eu tava sentido. Mas o tempo foi passando e de forma natural me tornei amiga dela. Com isso hoje percebo que não é só atração física, não queria, mas tenho sentimentos reais por ela. Além de ter um bom coração, ela é inteligente, tem um ótimo papo, é muito divertida e eu acho ela linda. Tudo que eu queria é poder fazer ela feliz. Com o tempo ela se aproximou, saímos, conversamos muito, ela se abre, fala das coisas da vida dela. Como eu disse sempre respeitei minhas amigas, e não vou desrespeitar ela, sei que ela é Hetero e tem namorado. Mas ela me confunde muito. Desde que passei a ter uma relação mais intima com ela, ela me falou que quer terminar com o namorado. Tipo ele é não da valor pra ela, já traiu, ela quer terminar e já achou uma desculpa para isso, (na boa to doida para ela fazer isso). Mas não fico falando mal dele não, sempre que ela fala dele é ela mesmo que puxa papo sobre o assunto, fala que vai terminar, que não esta aquentando mais, tipo ela sempre conversar comigo sobre isso. E pelo o que ele aprontou com ela nesses últimos dias ela vai terminar mesmo, o cara só vacila. Ontem mesmo ela me chamou para conversar sobre o assunto. Só escutei e falei que ela tinha que pensar e tomar a melhor decisão. Mas como eu disse ela toma atitudes que me confundem. Ela sempre puxa papo comigo sobre gays, lês. Eu faço a linha hetero para não assuntar, mas tem hora que não tem como acabo demonstrando que to afim dela. Ela agora ta com a mania de ficar me pagando, na primeira vez que ela faz isso tomei um susto, ai ela perguntou se eu não gostava que ela encostava em mim, falei que tudo bem, que tinha só me assustado mesmo. Depois disso ela passou a encostar em mim sempre que pode. Ela joga indiretas e com o tempo passei a responder com outras indiretas kkk. Sempre que ela ta passando mal ela vai até minha mesa e diz que ta mal, doente e faz cara do gatinho do Shrek kkkk, da vontade de morder ela quando ela faz essa cara kkk, na hora me ponho a disposição para ajudar no que for preciso, sei que ela gosta desse tipo de cuidado. Uma vez uma mulher contou ela, no outro dia ela veio me contar isso, falou que quem tava com ela não faz nada tipo defendeu ou deu ascendência, falei que se tivesse com ela eu ia defender ela kkk ela deu risada na hora. Sempre que to com ela faço ela rir muito, converso bastante com ela, no outro dia ela sempre fala que alguma coisa faz ela lembrar de mim. Amo quando ela diz isso que lembrou de mim mesmo distante. Sempre que ela vai embora ela vai até minha mesa e oferece carona, claro aceito sempre kkkk, uma vez ela perguntou se tinha algum pen drive com músicas para ela escutar, não tinha na hora, passou alguns dias ela perguntou denovo e também não tinha. Ai pensei em gravar um CD com músicas que sei que ela gosta. Foi o que eu fiz, deu o Cd e isso me rendeu um abraço tão gostoso, que fique até com vergonha na hora. Até a ordem das músicas ela sabe. Agora ela nada para cima e pra baixo com esse cd. Um vez disse que acha ela linda, sei que ela gostou de escutar isso e sempre lembra disso kkkk. Tipo ela joga diretas sobre beijo, sobre a boca dela, se tenho nojo dela quando ta chupando bala, essas coisas, quando ta só eu e ela arrisco responder com uma brincadeira, dou algum indireta, mas nem sempre posso fazer isso porque nem sempre fico sozinha com ela e não quero expor ela em a mim sem necessidade. Mas sei que ela saca que tenho um carinho especial por ela e sei que ela em alguns momentos gosta desse jeito carinho que trato ela. Mas sou uma pessoa muito pé no chão, tipo queria saber até onde isso é carinho de amiga e o que eu posso encarar com abertura para alguma coisa. Doida para falar que o perfume dela é gostoso demais, ter uma desculpa para pegar na mão dela, mas fico com respeito de ser invasiva. Mas uma coisa já decidir, tenho que saber se ela ta afim ou se um dia vai ta afim, mas sem assustar ela, tipo não quero é não vou me expor sem necessidade, mas tenho que achar uma maneira de saber se ela pode me dar condições. Sei que ela nunca ficou com mulher porque foi ela mesmo que me contou isso, acho também que ela nunca se imaginou com uma. Por favor, quero algumas dicas para saber o quer fazer e agir com ela. Sabe quando vc acorda pensando em alguém e dorme pensando na mesmo pessoa. Serio se fosse para escolher não ia gostar dela. Mas de verdade quero muito poder ter alguma coisa com ela, algo legal. Mas para isso preciso pelo mesmo tentar, mas não quero assustar ela.

  28. Alice disse:

    Se por possivel me dar algumas dicas agradeço.

  29. Giovanna disse:

    Obrigada Eeervilha =D

  30. marcela disse:

    Tentarei resume a historia, tenho 17 anos e tinha me apaixonado platonicamente por uma colega de escola de turma diferente, eu consegui me aproxima dela por uma ajudar de uma amiga minha. Então a aproximação foi crescendo, mas sempre com respeito de minha parte porque ela é hetero. Certo dia ela falou que já sabia que eu era lesbica, e que não tinha nada contra. Até ai tudo bem! Porém meu sentimento foi aumentando e tornou-se muito mais do que paixão… Todo o dia ligava para ela, conversávamos chocolate de presente, mensagens no celular, saindo para beber. As trocas de olharem constante, e nada dela falar em homens, e eu sempre jogando indiretas para ela falar neles. ( affs ela é hetero!).
    O tempo foi passando um mês , e então a nossa sintonia ia aumentando, passamos horas e horas conversando sozinha quando sairmos com o grupo para beber, sempre tem papo. Ela me pergunta direto se eu tenho vontade de ficar ainda com meninos, (pois a maiorias de nós lesbicas já ficamos com homens. Affs!) falo que não! Certo dia ela me perguntou se eu queria só amizade com ela ou algo a mais? (Pelo MSN) eu falei de meu sentimento! E ela falou que não podia retribui. Eu falei tudo bem. Continuemos amigas, ela falou que sim. Depois disso nós ficamos mais próximas. Até certo dia ela joga em minha cara que eu sou nova, estou em uma fase confusa, e que ela seria mais uma em minha vida, e ela não queria isso na vida dela. Ela não queria mais ninguém. (putzz eu fiquei mal pra caralho) nunca sentira nada tão especial assim por ninguém. Ela pediu para eu me afasta, eu perguntei o porquê, então ela falou que está se envolvendo demais comigo, e que não queria isso.
    Bem estou muito triste, pois penso que posso está diante de um grande amor, mais com medo de sofre por causa de minha idade, eu não posso me afasta dela, não aguentaria. Ela é 8 anos mais velhos. Acho que isso torna uma grande insegurança. AJUDEM-ME, por favor!
    OBS: adoro o blog! Parabéns!

    • Priscila Barbosa disse:

      Ela também gosta de vc, mas pelo visto já teve vários dramas na vida dela ( “Gato escaldado tem medo de água fria”). Por vc ser mais nova, talvez ela ache q vc ainda vai pegar mta gnt por ai e q nao qr se prender, enquanto ela deve estar qrendo um relacionamento sério.
      Ja q vcs conversam abertamente sobre a situação, conversa sobre isso tb, sobre os medos dela. Passa segurança pra ela, mostra q vc nao ta qrendo brincar com os sentimento de ninguem.

  31. Me disse:

    Oi pessoas! Estou passando por uma situaçao especial. Tenho 42 anos e me apaixonei por uma amiga da mesma idade. Nos conhecemos no movimento LGBT, somos ativistas e ela é casada ha 10 anos com outra mulher. Esta, nao é ativista social e nao participa das conferencias e reunioes do movimento LGBT. Conheci a Ro ha um ano em um barzinho de nossa cidade. Naquela noite, eu estava acompanhada e ela com a mulher dela. Percebi que ela só dirigia a palavra pra minha namorada, sempre me ignorando. Também, na ocasiao, a ignorei e nem mesmo a olhava. Ela ligava direto pra minha namorada pra saber da gente e tal e eu nem dava muita importancia. Ocorre que passei a participar do movimento LGBT ha uns 03 meses e reencontrei a Ro. No final das reunioes, a levava em casa, pois ela nao sabe dirigir e ficavamos horas conversando dentro do carro. Ela me olhava nos olhos fixamente e algumas vezes, quando nos despediamos, me deu uns beijinhos na trave (cantinho da boca), Acreditei q ela tava me dando mole e sábado passado, parti pra ignorancia: me declarei pra ela, sem drama. Disse que me apaixonei. A reaçao dela foi enigmática. Ela falou q é predestinada pra mulher dela e vice versa. Perguntou se por acaso, essa paixao teve incio no barzinho onde a gente se conheceu e tal.. q eu nao deveria ter deixado isso acontecer. Que eu deveria consultar umas entidades da religiao dela pra evitar esse tipo de coisa. Como se ela fosse imune a sentimentos amorosos etc e tal. Eu falei que nao esperava outra reaçao dela, Que só estava me declarando pq amor platonico pra mim é insustentável. Num rola. Mas, que ia dar uma sumida do movimento até passar esse sentimento q eu nutro por ela. Que nem mesmo nos meus sonhos mais positivos, eu me via beijando-a etc e tal. (menti nessa parte) rs…Falei tudo dentro do carro e percebi q ela ficou nervosa e esqueceu uma pasta dentro do carro. Ontem, ela me ligou atráz da pasta e pedi a uma sobrinha deixar no trabalho dela. Ela falou com a mnha sobrinha e perguntou por mim e disse que quer conversar com nós duas ( minha sobrinha é como minha filha, moramos juntas e ela sabe tudo da minha vida), Minha sobrinha falou q tá tudo bem e q eu estou digerindo normalmente o fora.
    Realmente, to tranquila. Sei q ela me deu mole, me seduziu e depois tirou o dela da reta. Quando ela tentou se explicar sobre o relacionamento dela de uma década, num falei nada. A ouvi calada. Nem mesmo quando tive a oportunidade de dizer q ela tava me dando mole. Que era visivel. Quase tive um acesso de riso na frente dela, quando ela tentou dar uma de superior, ou seja, de supostamente nao conseguir se apaixonar por ninguém, além da mulher dela hahahaha,,,pra cima de muá? rs….
    Pois é Jac. Ainda tá recente, mas eu supero galera. Isso aqui foi só um desabafo.

    Em tempo: Quando eu me declarei, passei a bola pra ela. Agora, se ela tiver afim, ela vem atras,

    bjus.

    Ana.

  32. Luiza disse:

    então resumindo minha prima da em cima de mim a anos e só percebi agora lendo esses post ela segura minha mão, deitava no meu colo e pedia pra eu fazer carinho no cabelo dela, tinha ciúmes quando algun garoto chegava em mim, agora ela tá namorando com um garoto, mas ainda assim… ela me manda mensagens um tanto suspeitas ainda segura minha discretamente quando saímos, tá sempre perguntando se to namorando… sei q ela sabe q sou lésbica apesar d q não sou assumida pra minha familia
    m ajuda jac

    • Vivi disse:

      Olha eu não sou a Jac, mas tomara que meu “conselho” sirva 🙂 rsr Eu acho assim, tipo se ela sabe que vc é lésbica e fica demonstrando um carinho diferente, acho que vc deve abrir o jogo com ela e tentar a sorte, a dúvida que é uma tortura, então esclareça as coisas conversando… ^^

  33. Bia disse:

    Vc abriu seu “terceiro olho lésbico” na mesma epoca que eu kkk,eu meio que descobri no final dos 16 anos,tô com 17 agora acabando o ensino médio,confesso que já me imaginei com a minha amiga mais chegada,pq temos mtaaa coisa em comum e eu realmente odeio o resto do pessoal do colégio exceto ela e minha amiga meio “falsinha”,mas deixei pra lá nem me declarei nem nada…prefiro manter nossa amizade do que qualquer outra coisa.

  34. mah disse:

    bom gente eu conversei com a erica agente meio q esta ficando mais ela nem tem tempo pra mim é sempre o trabalho dele afinal nem tempo pra ela ela tem…… enfimmm agora estou gostando de uma pessoa de curitiba o ruin é q ela mora longe mais eu ainda vou ir lá … quem sabe nao consigo alguma coisa…… enquanto issu eu e a erica estamos ficando mais ela ta mais ficando comigo pra desestressa achoo………. é possivel eu gosta de uma pessoa somente conversando por msn ? caraca minha cabeça ta um fua

  35. Bethinha disse:

    Hahaha oooh, G-sus… que coisa, hein? Mas faz parte… hehe

  36. anaf disse:

    passo por uma situação muito parecida em relação a melhor amiga, pelo jeito, classico essa frase.
    mais a diferença no meu caso, é que eu e a bff ja ficamos, a um ano atras…
    rolou tipo assim, teve uma festa em casa, bebemos e tudo, mais nao taanto.. uma começou a provocar a outra, tapas etc… depois que foram todos embora se trancamos no quarto e se pegamos, mais tipo.. fooi muuuuito tenso, quase rolou sexo o/ como se aquilo tivesse sido reprimido por nossos sei la, 5 anos de amizade… enfim ficamos quase a noite inteira, e no final t ja consientes.. enfim, ficamos rochas, mordidas, acabadas e falamos na cara da outra que foi muuito foda., no sentido bom… no outro dia era uma reclamando de dor pra outra kkkk… detalhe, ja tinhamos namorado, ela começou a namorar um pouco depois que eu.. e hoje ainda estamos com os namorados… detalhe, nossa amizade continuou a mesma coisa, fingimos sempre como se nada tivesse acontecido.. comentamos o assunto as vezes pra dar rizada, se vemos toda semana, ela posa direto aqui.. mais enfim.. tenho muitas duvidas sobre nós e sobre mim, tenho 18 e to percebendo q mulheres tb me interessam..
    mais entao, nossa relação é um tanto estranha, tipo, evitamos de se olhar, de se abraçar, se uma chega perto a outra se afasta.. eu pelo menos me mostro sempre hetero, e ela tb, mais quando o assunto é mulher, notei que nós duas reparamos de mais sei la, quando vemos uma mulher ou eu ou ela comenta, é algo muito estranho mesmo… se falamos de ficar com mulher, as duas sempre dizem, um dia quero denovo, se der vontade bla bla.. parece um jogo, entem… tenho a sensação que ela pensa o mesmo sei la, algumas dicas?

  37. Lêda disse:

    Eu passo por uma situação bastante diferente.
    Estou apaixonada por uma mulher 23 anos mais velha do que eu, casada e sonhando em ter filhos.

    Viramos amigas muito rápido, e temos a sensação recíproca de ser algo muito forte, um lance de alma, mesmo. Mas desde o começo eu vim sentindo uma atração muito forte, apaixonadíssima.Mas agora, virou algo mais forte, ainda mais por convivemos bastante e nos falamos 8 horas por dias pelo MSN. Esses dias me bateu uma ”deprê” de tipo ”fodeu mesmo, não tem jeito…é um amor impossível!”. Mas eu fico contente em estar com ela, poder dar beijos e abraços amistosos, fico feliz em vê-la feliz, mas nessa ”deprê” eu coloquei tudo em lágrimas e joguei pra fora da forma que pude. E ela me percebeu diferente, deve ter me sentido meio triste, e logo veio me perguntando se tinha a ver com ela, e depois de umas conversas ela disse: ”Existe algo, não existe?”. E eu queria muuito dizer que ”SIM, EXISTE!”, mas será que vale à pena? vou dizer pra quê?Ela está feliz, não lhe falta mais nada, ela já tem quem a complete. O que resta a quem ama alguém assim?

  38. Regiane disse:

    Entao eu adorei e nao vejo a hora de ler mais mil bjs………A meninas eu to procurando uma cara metade sou de inter sp quem quizer me add Regianesilva@garra.com

  39. nathalia ferreira disse:

    oiee…

    preciso de conselhos urgente, por favor quem puder me ajudar agradecerei muito..

    tenho 25 anos sou lésbica e atualmente me apaixonei por uma colega de trabalho de 18 anos hetero, sempre achei ela linda e ja faz alguns meses que viramos amigas, ela tinha um namorado e uma vez quando estavamos conversando ela simplesmente me envio um sms larguei….eu respondi ???? ….depois liguei pra ela e ela foi se explicando que tinha largado por varios motivos, no nosso trabalho ela sempre que pode me liga, vai na minha sala, me envia sms, e ja saimos pra ir em barzinhuu 2 vezes não rolou nada alem de olhares, ela e muito timida(em partes), um dia ela veio na minha sala falando que tava confusa e que precisava conversar comigo fiquei super anciosa pra saber o motivo, dai do nada ela fala que ta saindo com um rapaz e que ele é de fora e ela ta to com medo de gostar dele pois suas experiencias com pessoas que moram longe não foram boas, dei um super incentivo pra ela e o rapaz(mesmo morrendo por dentro)rs, um dia ela combinou de sair com ele no domingo e me chamou pra ir na ksa dela no sabado,…em brincadeira mandei uma msg perguntando o seguinte: e ai ta animada pra domingo???ela me respondeu na verdade não mt, dai fiz outra pergunta e pra sabado?? ela responde aee sim…fiquei morrendo de vergonha e o assunto acabou por ali..ela as vezes me da altas indiretas como pegar na minha mão enquanto conversamos, ela uma vez até me disse que não tem nada contra lesbicas(ela sabe de mim)e disse que uma vez ja deu selinho em varias amigas dela que ela acha isso normal…sei lá tenho medo de ta confundindo as coisas, e me afastei um pouco dela,ela percebeu e ficou me mandano msg dizendo que eu to estranha,to mais queita….sabe eu nunca cheguei em nenhuma menina,ja namorei umas meninas mas nunca partiu de mim a iniciativa ,meu medo maior é de tomar um fora ou talvez ela contar pra alguem do nosso trabalho, ….me ajudem pleasee….falo o que sinto por ela ou não????

  40. Amiga disse:

    Sou hétero e vou contar a vocês um drama muito comum dos homens. Vejam se vocês se identificam:

    Há uma mulher linda, incrível e a paixão é instantânea. Mas falta coragem para se declarar. Então, decide conquistar a amizade dela primeiro. Aguenta ela saindo com outros homens. Desabafando sobre eles. Faz tudo por ela, mas nada de receber uma oportunidade no coração dela. Um dia, se enche de coragem e diz tudo o que sente (depois de se segurar por meses). E ouve o terrível “mas eu te amo como a um irmão!”. O mundo desaba… Se identificaram?

    Pois é… Não é por que somos hétero que iremos ver um amigo como um namorado em potencial, certo? Não é questão de mérito ou dedicação… O coração escolhe por motivos inexplicáveis. Não somos atraídas por todo e qualquer homem. Se ele quer romance, melhor deixar isso claro desde o início, pois terá o retorno na hora… Seja ele um “sim” ou um “não”. Criar uma amizade para tornar romance depois é uma estratégia fadada ao fracasso, mesmo que respeitando a orientação sexual da mulher em questão. Se vemos alguém como “assexuado”, raramente mudamos isso.

    Agora visualize a dificuldade de querer romance, mas criar amizade com uma mulher hétero… Além de usar a estratégia errada (ficar amiga – consequentemente, assexuada), está na esperança também de sua amiga ter – e estar disposta a assumir – outra orientação sexual, diferente da hétero que ela declarou e demonstrou.

    Haja chocolate para consolar a dor da perda… Rs

  41. Paula disse:

    Adorei muito mesmo continua pfv;) tou á fim de conhecer uma menina q seja simpática e bem o morada zapzap (67)9950-2443 bjs pra todas

  42. beatriz disse:

    Oie bouua noite a todas! Eu nao conhecia esse blog na vdd eu nem sabia q existia esses dias eu sentir vontade de procurar por historias assim e encontrei vcs ih posso congessar q estou megga viciada nas historiaa ih eh mto mas mto gostozuh ler tdo isso! Eu tive minha primeira relaçao lesbica km uma mulher q eh casada ate o dia de hoje ih tem duas filha. Mas depois disso minha familia descobriu q eu havia dormido na casa dela enqnto o marido dela trabalhava como ela ja tinha o jeitinho meio machinho todos cairam hein cima de mim mas eu nego ate hoje q rolou entre noisss ih eu sofrir mto depois de tdo isso ela se afastou completamente de mim ela foi uma fdp ih eu nao entendia nada. Entao qndo eu completei 19 anos eu casei km um homem mas hein nenhum momento de minha vida eu conseguia esqcer oq havia acontecido nuh passado. Passei 4 anos casada km um homem aos 23 eu pedi o divorcio porq eu falei p ele q eu tinha curiosidade de fik km uma mulher ele meio q surtou ih nuss separamos mas ba vdd eu nao tinha curiosidade eu ja estava qrendo fik km uma companheira q trampava comiguh. Ih assim aconteceu nuuus divorciamos ih ate o dia de hoje eu me relaciono apenas km mulheres ih foi ih estar sendo a melhor experiencua q vida q eu ja pude ter. Eh mto bom eh diferente eh gostozuh!!! Hoje tenho 29 anoos venhina ja neh??! Rsrsrsrs mas sou felizzz

  43. sheila disse:

    sempre que vc conhece algo assim diferente sempre sobra esse gosto de quero mais rsrsr…

  44. shay disse:

    sempre que vc conhece algo assim diferente sempre sobra esse gosto de quero mais rsrsr…

  45. rayssa p disse:

    Oie,meninas que querem conhecer novas amizades ou quem sabe um relacionamento, sou a rayssa e tenho um grupo no zap quem tiver enteresses pode me chamar la 21980238432..
    Obs: sou solteira e tenho 14 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *