We Want You

Como alguma de vocês devem ter percebido, eu estou há um tempo sem postar. Minha fiel escudeira, Juliana, está passando por dramas lésbicos (ironias da vida) e não pode me ajudar a responder os comentários pedindo ajuda e conselhos, então eu tive que assumir essa nobre função…

Mas não dá. Não dá, gente! É muito drama para uma pessoa só! Eu cheguei a mudar o horário do meu trabalho para ver se me sobrava mais tempo, mas eu preciso de ajuda!

Então vou abrir o “esquema” e pedir o apoio da comunidadi para todas podermos auxiliar nossas irmãs (cof). O trabalho é chato? Sim, mas dividindo em várias fica tranquilo.

O que você ganha com isso?

Você pode ajudar uma pessoa que está tendo dificuldades no seu início da carreira. Imagina quão mais fácil para você seria se tivesse um apoio no seu início? Uma sensação de que você não é a única no mundo a amar uma mulher? Nós precisamos nos unir e nos proteger, como uma verdadeira comunidade!

Mas se esse discurso lindo não te convenceu… se lembre:

A mulher que você ajuda a se descobrir lésbica hoje, pode ser a mulher que você pegará amanhã!

Ou ainda, a mulher que você ajuda a se descobrir lésbica hoje, pode pegar ajudar outra mulher amanhã, que você vai pegar depois de amanhã!

Qual o esquema?

Criei um grupo no facebook e postarei o link direto dos comentários para aconselhar. Quando alguém cumprir essa nobre tarefa, é só comentar a publicação escrevendo “respondido”.

Ah, claro, a ideia é que o grupo não seja só para isso. Quem quiser usar como um grupo normal, postar links, conversar e falar de outras coisas sinta-se à vontade!

E, claro também, o grupo é secreto e o meu perfil é discreto (nenhum “amigo do meu amigo” pode ver nada) o que significa que você não vai ficar dando pinta por aí no facebook.

So let’s do it! Yes, we can!

Cliquem no logo discreto do facebook aí em cima e adicionem meu perfil como seu amigo.

Nota: Eu sei que algumas devem estar decepcionadas por esse não ser um post mesmo, mas, só pra deixar uma curiosidade no ar, o próximo post vai ser o mais polêmico do blog. Aposto em briga de faca nos comentários!  Mas, claro, eu preciso de tempo para escrever…

Compartilhe com a irmandade!Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on TumblrShare on Google+Email this to someone
Esta entrada foi publicada em Conselhos e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

53 respostas para We Want You

  1. 2girls1cat disse:

    A Jac vai até brigar comigo, mas se puderem responder sem TIOPÊS, MIGUXES ou qualquer dialeto diferente do nosso bom e velho português, fica mais fácil para todo mundo compreender a conselho. 😉

    • Jac disse:

      aaaahh, não seja assim! xD

      Eu acredito (ou pelo menos gosto de acreditar) que bom português gera bom português ahahahah

      • Minerinha disse:

        Jac, concordo c vc, temos q ser altruistas e ajuda a próxima, más, e quem ñ tem facebook? Serve ajuda nos conselhos só pelo blog?

      • Jac disse:

        Claaaaaro que serve! Eu só coloco no facebook o que ainda não foi respondido por alguma leitora mesmo =)

        A idéia de colocar no face é ter um controle maior de quem pediu ajuda para que ninguém acabe esquecida xD

        Mas se você não tem facebook, pode criar um também, mesmo que fake. É bem rápido xD

      • L. disse:

        Que bom que não sou a única no mundo a não ter face!!! rs
        Vamos todas abraçar a causa! Mas alguns comentários bem que mereciam respostas prontas. O que tem por aí de: “eu quero, ela quer, pintou o clima mas faltou coragem”… É só dar um ctrl+C ctrl+V em: “Porra, tá esperando o que? Beija logo!”

      • Minerinha disse:

        Ahhhh, L, bora abri 1 face rsrs eu abri 1 hj rsrsr como vc mesma disse, vamos abraçar a causa ne rsrsr, tinha deletado meu face e orkut no ano passado, + to abraçando a causa ne rsrsrs

      • L. disse:

        A alegria durou pouco… Voltei a ser a única! Eu não mexo com isso pq me vicio, aí não faço outra coisa…
        Quase entrei pro orkutmaníacos anôninimos há alguns anos, consegui me desintoxicar e agora luto contra a vontade de criar um facebook com todas as minhas forças! rs

    • Minerinha disse:

      Ahhhh, q nada, estava no seu time há + de 1 ano ne rsrsrsr sei q tem várias como vc q ñ tem face, vc ñ é a unica…rsrs:) oh consegui fica + de 1 ano sem, t aguardo la kkkkkkkk

    • Mar Sch disse:

      Jac deveria também abrir uma página só pra “paixões por professoras”, pq a coisa ta difícil hein?! Cada menina que eu conheço ta apaixonada por uma professora, nem sabia que tinha tanta professora nesse mundo… Óóh deus!

  2. Giovana disse:

    Beleza

  3. Bel disse:

    Rs.. É Smp bom ajudar, né migá? Ainda bem que apareceu vc na minha vida pra me salvar do meu inicio de carreira dramático..ahuahauhau
    Só que tem um porém, o DRAMA nunca acaba.. Ve se aparece JAC, minha vida ta uma confusão, preciso dos seus sabios conselhos! Só um resumo: Gosto da atual, amo a ex e ela me ama e qr ta cmg.. Entendeu? (Han? Han?)

    Saudades dinda (nao vai escapar desse compromisso viu?)..

  4. Mag... disse:

    aiaiaiai… ainda não entendi esse negócio… alguém pode explicar para mim??? Estou boiandooo…

    • Jac disse:

      Eu posto o facebook o link do comentário da lésbica em desespero e você clica. O link vai mandar direeeeto no comentário (eu coloco o nome para caso vc se perder e tal dar um control L na budega). Você lê e clica em responder e faz um comentário dando a sua opinião. Aí depois aqui no facebook vc só comenta na publicação do link dizendo que respondeu =)

  5. Mag... disse:

    Ahhhhh…. rsrsrsrs…

  6. Mar Sch disse:

    Jac, dá pra fazer o “grupo” de “chat pra encontrar uma lésbica da minha cidade ou um namoro online que preste”?? Tem que tentar, né?!
    Ah, e quero saber se a senhorita vai continuar postando aqui no blog normal ou se vai esquecer das suas amigas sapas, n.

  7. Ray disse:

    Vamos Nessa¡

  8. iolanda h. disse:

    Bem, concordo plenamente,
    e inclusive estou aqui para dar e receber conselhos…
    mas muuuuuuuitos mesmo!!!

  9. Rayssa disse:

    Pode contar comigo, o flexões precisa de ajuda ? Vamos ajudar, uni vos umas as outras e dominarmos o mundo hsauhsuahu

  10. SELMA MARIA RODRIGUES disse:

    eu me divirto com tudo isso! naum tenho muita paciencia com fecebook
    aqui em roma entro sempre no badoo funciona!!
    prova!!!

  11. B. disse:

    Eu também não tenho facebook pelo mesmo motivo que a L. disse lá em cima. Pretendo criar quando eu mudar de cidade, pra conhecer as meninas da região, haha, mas só por isso.

  12. lucinara disse:

    jac coração me manda por inbox o link do perfil do grupo !! Quem sabe consiga te da uma ajudinha lá tbém ;D

  13. Lo disse:

    Jac, queria te sugerir um tema para fazer um post aqui ou mesmo para pesquisar sobre isso… mas acho que seu blog não é nada direcionado ao que eu queria propor, no entanto o assunto é de interesse do público lésbico, mais especificamente àquelas que são mães (eu não sou mãe) ou àquelas que são professoras de crianças.

    • Jac disse:

      Qual assunto?

      • Lo disse:

        Você vai rir! kkk

        Que tal começar abordar, nem que seja num post só, algo sobre como mães ou mesmo professoras podem usar de instrumentos com seus filhos/as, alunos/as, para conversar sobre homossexualidade, novas famílias, etc. Ai para isso sugiro você abordar alguns livros infantis que já vem com essa temática, principalmente lésbica que é o mais difícil de se encontrar no Brasil. Como por exemplo, existe uma escritora de livros infantis estrangeira que escreve muitos livros com essa temática, chamada Lesléa Newman.

        Bom fica a dica!

    • Mag... disse:

      Ótima dica! Sou mãe de um menino de 8 anos, que lê e interpreta o mundo de uma perspectiva super aberta, mas que sempre esbarra nos preconceitos veiculados pela mídia, pela família, pelos coleguinhas de escola e até de professores…

      • Lo disse:

        É muito me preocupa esse assunto, Mag.

        E acho que muito precisamos lutar ainda contra todos esses preconceitos, que nos bombardeiam todos os dias em todos os momentos, ainda mais as crianças, não é mesmo? Elas estão lendo o mundo a todo instante e aprendendo com cada coisa, até com programas direcionados somente a elas, por meio de representações, inúmeras representações, bem como a da família. O que é considerado família? Aposto que uma criança de 3 ou mesmo de 2 anos já sabe me responder (talvez não da forma que eu gostaria de ouvir) mas pela leitura que ele faz, seja até pelos desenhos animados que assiste. Por isso acho super produtivo discutir outras coisas ligadas a cultura da infância que vão contra ao que já estamos acostumados, creio que se faça muito necessário, já que até mesmo o Brasil já vem mudando STJ acaba de aprovar casamento civil homossexual, mais famílias homoparentais irão existir e professores, mães, pais, etc., terão que saber lidar com isso.

  14. Ana disse:

    Não era pra falar do próximo post, agora vai me matar de curiosidade! D:

  15. Lucas L.Lima disse:

    Oi!?
    Eu me chamo Lucas,e sou um garoto homossexual (lésbico?)…eu adoro esse blog aqui,adoro as questões,as historias,os dramas,é bem legal! =) tenho muitas amigas lésbicas ,então posso dizer que sempre vivo esse drama na minha vida! é uma pena que não tenha tido nenhuma postagem recentemente…..)= ,e saibam que nós garotos homo, também passamos por situações parecidas…mas enfim gostaria de pedir ajuda,o caso é : tenho uma amiga,ela é o tipo “hétero apaixonada pela amiga”,ele chegou a namorar uma garota por um tempo (a amiga.),mas acabou desiludida com o relacionamento…então resolveu namorar um garoto (que adivinhem é um gay desiludido),e para piorar os dois resolveram que são homofóbicos ! da para notar que essa relação deles não é real,é super artificial,já tentei de tudo ,mas eles não me ouvem…..não sei mais o que fazer )= alguém poderia me ajudar ?!

    • Anna "Yui" disse:

      Complicadinha essa situação hein?
      Acho que se você já tentou alertar eles que a situação que eles estão vivendo não é das melhores e tudo mais agora é deixar o tempo agir, porque no fundo no fundo nenhuma situação artificial é sustentável, as próprias pessoas dentro delas acabam destruindo. O lance é se eles forem seus amigos você estar por perto tentando aconselhar e dar apoio.

      • 2girls1cat disse:

        Oi Lucas, legal ver um menino por aqui. Seja bem vindo.
        Seguinte, qdo as pessoas tem duvidas, cobranças e pensamentos como “Isso é proibido”, “Deus não me aceita assim” e coisas desse tipo, elas vivem muito tempo em negação, e isso faz com que elas tenham repulsa pelo que elas mais desejam. Acredito que com o passar do tempo, eles vão realmente ver que isso é uma bobagem e vão se aceitar. Pq antes de qualquer pessoa nos aceitar, temos que NOS aceitar, quando isso acontece, parece que tiramos um peso das costas, tente conversar, mostrar que isso não é errado, e quem sabe perguntar o motivo dessa homofobia, explica que isso é crime, e elespodem ser punidos por algo que venham a fazer.
        Sempre tente a covnersa, dê muito apoio à eles.
        Bjos

  16. Mag... disse:

    Só para complementar: temo que mais cedo ou mais tarde ele se junte à maioria ignorante… aff!

    • Lo disse:

      Se quiser posso te indicar alguns livros infantis para seu filho.

      • Mag... disse:

        Claro! Quero muito! Pode mandar por email, se preferir… meu endereço é m_g_santos@hotmail.com. Obrigada! Beijos!

      • Dani disse:

        Olá…, também sou mãe… e educadora… Percebi que se interessa por essa “problemática” de termos (nós mamães e papais em relacionamentos homoafetivos) que explicar o amor em muitos momentos… – para os filhotes, para seus coleguinhas, para os professores,…- como se o amor precisasse de justificativa… Você pode entrar em contato comigo através do meu correio eletrônico??? Obrigada…

      • Jac disse:

        Dani, enviei o email para a Lo com os seus dados, já que você não deixou seu e-mail aqui (tive que enviar dois emails). Peço que se a situação volte a se repetir, você, por gentileza, já deixe seu contato (afinal, obviamente, se vc não tem o contato dela, ela não tem o seu, né?) para evitar que eu use o meu tempo para interesses alheios enquanto que o blog permanece sem postagem por falta do meu tempo. Obrigada.

  17. @n@ disse:

    sou nova por aki pedindo ajuda, nem sei como começar mas td bem vamos lá eu me casei cedo aos 18 to casada(com 1 H) a 6 anos e com um filhinho ai começa meu drama uma “dita cuja” me cantou ate ai tudo bem estou acostumada (de vez em quando aparece alguém msm neh) so que apesar de ñ fazer meu tipo ñ esperava que ela fosse tão direta e manipuladora ao ponto de me envolver de uma forma que ñ tive escolha a ñ ser beija-la msm com medo. no fundo ela achava que ñ conseguiria e eu tambem nem imaginaria rolar algo entre a gente(a “dita cuja” sim imaginava e a mais tempo que eu poderia se quer pensar) nesse campo ñ sou tão inocente assim mas ela e bem mais experiente e bem menos inteligente que eu então fiquei observando de longe por ser casada mantive distâcia ela insistiu e depois que ela manipulou uma situação na minha casa causando o 1° beijo (ela usou todas as dicas do seu blog jac só falta a desgraça ser leitora assídua daki) eu acabei pensando nela mas do que gostaria e ñ queria ficar so no beijo pois ela consegue fazer com que a deseje, só que a desgraça me excita e foge inventa desculpas ridículas pra ñ vir me ver td bem ela sabe que comigo e so sexo ate pq eu e ela temos compromisso amorosos mas ela sabia desde o começo (agora pega tdas que pode e ainda faz questão que eu saiba pois ela ainda ta no armario ) as vezes acho que ela so queria mais uma pra coleção o clima ta chato entre a gente fico me sentindo culpada e quando a vejo tenho vontade de beija-la,fugir,toca-la convida-la… um mixto de sensações… eu não falo muito então td que ela sabe sobre de mim ou do q sinto ela praticamente arrancou ou imagina, por ela estar na ativa vive cheia de amigas e peguetes e por isso recorro ao blog maravilhoso q achei por acaso ñ estou na ativa faz tempo e passei do tempo do nhenhenhe ja tive algums(a) dando em cima de mim e nada,a “dita cuja” inovou, foi ousada e ao msm tempo doce quando vi aquela boca ja tava na minha e aquela pegada (essa pegada eu so senti 2 ou3 vezes ela faz o tipo menininha desprotegida que eu odeio) eu quero pelo menos que a “dita cuja” diga ñ vai rolar e ponto ñ foi tão direta no começo…desculpa a falta dos detalhes espero que tenham entendido o meu drama a maioria aki e experiente então me ajudem passem (msn) dêem dicas, uma luz no brejo sei lá algo que me conforte

    • Ju disse:

      Minha filha (kkk) confesso que ri demais, mas olha, sei que é gostoso tudo isso, vamos ser sinceras, quem não gosta né? Mas se quer continuar casada (isso se seu marido se importa com essas coisas de fidelidade) seria melhor se afastar dela. Vai que você transa e se apaixona de vez, ou mesmo, que a deseje intensamente mais e mais até que seu marido descobre e isso toma uma proporção ainda maior e mais dramática.

      Bom, mas se sua relação for aberta, vai fundo, mostra quem manda, já que já rolou beijo e você quer e saber que ela também, comece você a ser ousada, marque um encontro com ela em algum lugar, quem sabe um motel, sei lá. E pegue ela, seja direta e a surpreenda!

      • @n@ disse:

        querida ju
        obrigada pelo conselho vou ficar com a primeira opção(quanto ao marido ele tem ciume até da minha sombra nem sonha com isso) escolhi essa opção apenas pq ela ñ merece a minha sinceridade cada vez me convenço disso e é verdade que se isso for descoberto tomará proporções drásticas(pode ser que muito violenta pra insignificância do fato) o que ela poderia ter tido comigo seria maravilhoso mas como tudo tem 2 lados ela fez por onde ñ merecer o risco to tentando esquecer tudo ta dificil mas vou conseguir ate pq ela ñ e a 7ª maravilha do mundo, foi importante apenas pq foi a unica a conseguir algo comigo depois de anos de fidelidade o que me deixa feliz e que pelo menos tentei ñ fiquei na vontade aqueles beijos foram correspondidos a altura então nesse caso quem perdeu foi ela pelo menos com ela fui sincera desde o começo ñ foi uma experiência(ate pq sou bem gatinha se quisesse pegaria outros(a) ja tive varias chances ) o meu drama e pq logo com ela que nem faz o meu tipo fisicamente mas acho que foi a maneira inteligente e persuasiva mas vou parar de drama ate pq apesar de ser bem jovem tenho uma cabeça super madura e sei as consequências das nossas ações espero sinceramente que ela seja muito feliz e (game over) pra mim.

  18. Ray disse:

    Aconteceu a pior coisa na minha vida no dia q eu ia dizer p/ minha amiga o o sentia por ela! Ela me falou q é afim do vizinho dela0( to triste?) nem to! A vida continua! (eu ainda gosto dela?) claro q gosto eu amo! Bjs galera!

  19. Ana carolina disse:

    Eu gostei eu so casada e so lesmica oque posso fazer quem quizer mimajuda emtra no meu imeio asima

  20. Mell disse:

    Eu adorei td.mas queria perguntaR se eu precisoMudar meu jeito D ser so pqEu ja pegueiQuase td a cdd em que eu moro inClusive varias amigas e ate meniNa q eu acabara d conheCer oq vc que eu faço…

  21. jheniffer disse:

    Gente eu precisoo de um conselhoo eu estou muito apaixonadaa por uma meninaa do meu trabalho e ela nãoo sabee disso eu amo ela demais ja cheguei a chorar por ela,pois não tenho coragem de me declarar tenho medo do preconceito das pessoas e da minha familia pois achoo que minha mãe nãoo gostaria de saber que sou lésbicaa.Será que se eu me confessar pra ela eu consigoo ter algo com ela.Ela me olha diferente falaa comigooo diferente quando ela me olha eu chegoo a sentir um arrepioo.E em um dia em uma conversa que eu estava tendo com ela eu a disse que eu tava com muita dor nas costas e ela me perguntou se podia fazaer uma massagem em mim e eu disse claroo que pode quando ela colocou aquelas mãos em mim meu deus eu senti um arrepio danadoo ela me olhou e disse o que foi??Eu olhei pra elaa e dissee nadaa,ela viu que eu estava gostando deu sorriso lindo inesquecivel e continuou com a massagen.Eu ja tentei esqueçela mais ta dificil demais eu nãoo consigoo de jeito nenhum ja faz dois anos que eu fiko nessa paixão.Gente me ajudem o que eu faço eu me declaroo pra elaa ou continuo sofrendo pra tentar esqueçe-la??bjs adorei o blog.

  22. Bia disse:

    *Bom, Jheniffer acho que nenhuma mãe gosta de saber que a filha é lésbica.. – OMG! minha filha fica com mulheres.. *E enquanto a moça do trabalho, tenta puxar assunto sobre essas coisas.. Pergunta se ela tem algum preconceito com isso, ou se ela ficaria com uma mulher e dependendo da resposta, invista ou desista.. Espero ter te dado um Help..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *