1º Encontro Nacional do Flexões Lésbicas – O Resultado

Curiosas para saber como foi nosso mini-Dinah Shore? Será que morremos com silêncios constrangedores? Será que tivemos casais se separando? Será que rolou pegação? Será que todas as lésbicas chegaram (e saíram) sãs e salvas?

Encontro

Dia 07/09

Começamos o encontro meio atrapalhadas no Museu do Olho. Todo mundo chegou atrasada e tivemos problemas de reconhecimento e desencontro, mas conseguimos reunir 4 pessoas!

Mas, infelizmente, não tenho fotos nossas no museu porque eu acabei me distraindo e tirando foto só das mulheres de farda no desfile de 07 de Setembro.

Mulheres marchando
Reparem nas sapateens secando a mulherada.

Depois almoçamos no Shopping Barigui (onde conhecemos um “banheiro teen”) e fomos para o Barigui (o parque).

E foi ali que outras 6 meninas se juntaram a nós.

Encontro Flexões
Encontro Flexões
Encontro Flexões
Encontro Flexões

Em algum momento do encontro apareceram uns caras promovendo uma festa e distribuindo tequila de graça…

Encontro Flexões

E você reconhece tr00 lesbians quando elas tomam tequila e falam que estava batizada e fraca enquanto que a hetero da árvore vizinha se abana toda ao tomar a mesmíssima tequila.

À noite, algumas das sapas foram ao Lúdica onde rolou um concurso com gays locais para eleger a mais butch e a mais femme.

Encontro Flexões
Encontro Flexões

Que saber quem venceu? Quer? Hein? Hein?

Jacqueline Kennedy
“Que tivesse aparecido no Encontro, darling!”

Mas se quiser opinar sobre o assunto, pode deixar seu palpite nos comentários!

Dia 08/09

O dia mais legal do encontro! Ele começou meio parado só com três pessoas porque as piriguetes estavam acabadas da noite anterior (e outras estavam perdidas pela cidade). Almoçamos na panificadora – o que significa que que comemos um monte de porcaria não-saudável e deliciosa – e fomos para o Jardim Botânico.

Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões

Tudo muito turista, mas claro que tivemos momentos lésbicos no parque!

Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Lésbicas destruindo os valores familiares cristãos! Não viu? Logo ali na árvore.

Depois do parque, voltamos para casa da Nayara, onde:

1- Entramos em um elevador com maior concentração de lésbicas que já existiu na face da terra:

Encontro do Flexões
Mas só estou falando isso para causar inveja mesmo.
Encontro do Flexões
16 andares!

2- Ligamos a TV e estava passando… Adivinha? Adivinha? Um filme léééésbico! Qual seria a probabilidade, não é mesmo?

Encontro do Flexões
Gray Matters – A Mulher dos Meus Sonhos.

3- Conversamos tomando um cafézinho.

Encontro do Flexões
Ladies!

Quando a conversa já estava muito promíscua alta, picamos a mula e fomos para o boliche/sinuca/bar/pizzaria liberar toda a sapatonice nossa segurando em tacos.

Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Hetero!
Encontro do Flexões
Encontro do Flexões
Ensinamento: é assim que a tradição se mantém de geração a geração!
Encontro do Flexões
Qual taco é o maior?

Enquanto umas se distraiam na sinuca, outras se distraiam com uma menina-moça que não parava de olhar para a mesa. Mas essa história vou deixar para outra pessoa com mais tempo e paciência contar nos comentários (talvez).

Como já estávamos cansadas de sinuca, já havíamos comido pizza, a menina-moça já tinha ido embora e ia demorar duas fucking horas para conseguirmos uma pista de boliche, decidimos comprar cerveja e suco de goiaba no mercado ali perto.

Encontro do Flexões

Abastecidas, fomos na casa de uma das meninas conhecer o único macho que tocou nossos corações no encontro.

Encontro do Flexões
Sou lindo, me amem, humanas!

E conversamos mais até a vizinha interfonar reclamando do barulho.

Encontro do Flexões
Encontro do Flexões

Saindo da casa, passamos por regiões não-nobres, não-seguras de Curitiba para ir para a discoteca.

Encontro do Flexões
Encontro do Flexões

Na balada rolou pegação entre membras do encontro, apostas para pegar DJs, gays jogando na nossa cara quão bem eles dançam, corações partidos e distribuição de vergonha alheia na dança (da minha parte, essa).

Detalhes? Quem viveu, viu.

Encontro do Flexões

Como era previsto depois de um dia desses, cancelei os planos para domingo porque eu estava gripada, morrendo de sono e tinha trabalho pra fazer (que eu acabei não fazendo anyway) para as meninas poderem descansar um pouquinho.

Encontro Frases

“Ai, adoro esse negócio de pingar vela na menina…”

“Hey, me dá um drink que tenha o sabor do seu coração.”

“Ai, eu curti os chicotes, viu?”

“Eu gosto de BATER!”

“Nomeie da mais sapatão pra menos sapatão.”

“Ela tem que se assumir uma vez a cada seis meses porque a mãe dela esquece.”

“A menina era japonesa e eu propositalmente sentei em frente dela com um mangá pra ela puxar papo comigo.”

“-Quando você soube que era lésbica?
-Quando olhei pra você.”

“Aí ela começou a cortar as unhas e lixá-las na minha frente, mostrou a mão assim e disse “cê entendeu, né?”

“Quando eu transei com homem meio que doeu, aí eu pensei “se vai doer em mim, vai doer nele!” e cravei as unhas”

“–A menina daquela mesa não pára de olhar pra cá…
–É, muita fancha junta dá nisso, né? Se a Jac não tivesse sentada do meu lado eu bem que dava uma batidinha no banco assim ó, tipo “senta aqui”…
-Não seja por isso!”

“Para vocês não tem problema a cor da cortina ser diferente da cor do tapete?”

“Não curto muito ruiva porque ruiva normalmente tem aquele cabelo mal pintado, né.”

“– O que vocês consideram sexo?
– Calcinha pra dentro já é sexo…”

“Nossa, quanta mulher junto! Tá faltando homem aqui!” [/pessoa de fora do encontro]

Encontro Numeros

12 lésbicas compareceram;

4 Estados participantes;

2 dias;

1 gato apalpado;

1 porteiro chocado com a lascividade;

2 habitantes incomodados com o excesso de barulho;

27 litros de cerveja consumidos;

1 litro de suco de goiaba consumido;

2 casais no início do encontro;

0 rompimentos;

E foi assim o 1º Encontro Nacional do Flexões Lésbicas. No fim do encontro eu estava acabada, mas acho que valeu a pena. Espero que as meninas que compareceram pensem o mesmo e tenham se divertido =)

Até ano que vem!


FacebookGrupo do Flexões no FaceTwitterInstagram


Lista de Posts do Blog

Obrigada por compartilhar e comentar! É o que me incentiva a continuar postando =)
error

61 respostas para “1º Encontro Nacional do Flexões Lésbicas – O Resultado”

  1. Jac, solicito que em “Encontro Flexões em números” seja acrescido os meus óculos de grau rosa-choque, bebean.

  2. Hehehe, pena que não estive junto. Parece ter sido muito massa!!! \o/
    Bando de sapas loucas à solta em Curitiba… Perigo :b
    Beijos!

  3. Gente, que parque lindo é esse que você tá lá de repente começam a distribuir tequila em plena luz do dia? *O*

  4. Quem é a moça de branco na foto com legenda: “Qual taco é o maior?”? É solteira? É de onde? Apaixonei!

    1. A de branco se chama [CENSURADO] 🙂

      [Nota da moderação: não vamos publicar o nome das meninas para evitar pesquisas no Google, okay? xD]

  5. Preciso de um encontro desses com um nível sapatônico considerável aqui em BH u.u

    ps: a de óculos é uma graça *-*

  6. Mega batuta o encontro, pena que não fui. Ficar sem internet dá nisso -.-” Ano que vem conte com a minha presença e ajuda para fugir das paparazzis que querem tua identidade revelada Jac o/
    Será que existe coisas mais lésbicas que jogar sinuca e ser um gato o único ser do sexo oposto a conquistar nossos kokoros?! (Todas as que conheci e que tiveram/têem gato optaram por um macho, inclusive eu).
    Melhor cantada essa de ter virado lésbica quando conheceu a pessoa xD E também quero conhecer esse parque que aparecem pessoas distribuindo tequila .-.

  7. Hei, Jac, e eu nem fiquei sabendo desse encontro! Vou te contar! Só pq eu tava sem internet e não podia ler o flexões!

    #SACANAGEM

    Uma puta sacanagem da dona GS (viu, GS?!?!?!) pra não me avisar. kkkkkk

    Se não me avisarem no próximo, vocês vão virar hetero! 😛

  8. Oiii.. sou a leitora gasparzinho do blog.. hahaha to sempre aqui mas não comento pq a preguiça me consome.. ahahahahh…
    Maaaasss… adorei o encontro.. quero muito ir no próximo!!!! =D

      1. Censurei ahahahahah

        Não vale dicas, nem passar informações que as outras não tem!

        Anyway, isso não devia ser tratado como um jogo – it’s not big deal at all! hahahaha

        1. Eu particularmente não acho que tenha passado uma informação que outras não possuam, até porque não estive no encontro! Também não estamos tratando como um jogo e sim por uma brincadeira saudável, onde a curiosidade é natural!
          Quanto às dicas concordo com você, mas desconhecia as regras! rsrs
          De qualquer forma, peço desculpas!
          Bjos

          1. Tranquilíssimo =)

            É só que a dica tornava tudo mais óbvio do que você posso imaginar ahahahhaah

  9. Como eu estudo o comportamento humano (cof cof), por algumas pistas anteriores e pela organização das fotos em grupo, suspeito com quase certeza que a Jac é a loirinha gordinha de óculos de grau que no primeiro encontro apareceu com um óculos de sol com armação vermelha.

    Diga lá se não sou boa nisso!

  10. Gente, a Jac já falou que é [CENSURADO]! E se não me engano tem [CENSURADO] : D acho que vi isso comentado em algum post!
    (deixa brincar de adivinhação só um tiquim Jac?) rsrsrsrsrs
    bjos meninas!

    1. Censurado ahahahahhaah

      Fica muito fácil com as dicas que já passaram aqui! Não tenho a intenção de esconder a sete chaves minha identidade, mas tbm não quero ela escancarada ahahahahah

      Desculpe a censura xD

  11. Visito o blog (agora site) desde o início. Não sou de comentar, só leio e rio de alguns comentários. Entendo a curiosidade das meninas em saber quem é a autora, apesar de não compartilhar da mesma. Não quer que conheçam sua imagem? OK! Só acho que tirar foto, depois publicar sabendo que atiçaria mais a curiosidade dos leitores(as), fazer ‘joguinhos’ e censurar comentários meio ‘estranho’…. Enfim só estou dizendo!
    PS. Para as curiosas de plantão, não é tão difícil saber que é a autora, é só ver alguns posts com ‘dicas’ antigos e ligar os pontos, eu não me dei o trabalho de fazer isso porque depois que vi as fotos das participantes minha curiosidade que era 0 passou para menos ainda.

  12. Jac, da próxima vez venha para Sampa! Deve ter sido muito legal aí em Curitiba, lamento nâo ter ido… Se for em SP garanto que mais meninas virão 😀 Eu, minha fianceé e nossa trupe garantimos presença, viu? Parabéns pelo blog! Um abraço 😀

      1. São Paulo ou BH, fica mais “perto” pra eu ir de São Luis (MA) para uma das duas cidades rsrsrs no próximo quero ir \o/

  13. “Ela tem que se assumir uma vez a cada seis meses porque a mãe dela esquece.”
    UAHSAUHSAUSHAUHSUHU’ Cara, eu ri muito com isso.
    Pior é saber que com certeza você encontra uma pessoa assim nesse mundo afora.
    Achei bacana esse passeio. Espero que consigam realizar outros mais.
    Acompanho seu blog e é muito divertido, além de educativo de uma certa forma e muito bem escrito – o que me agrada muito por ser estudante de idiomas.
    Beijo e sucesso, Jac \o

  14. Ainda não faço parte do CSI, mas descobri quem é a Jac com as dicas já dadas no próprio site :p
    PS: é apaixonante *-*

  15. A mais gatinha sem dúvida é a de blusinha amarela que parece bem tímida (é vc Jac?) num post antigo li que a Jac tem 1,78 de altura se não me engano então pode ser a gatinha (uma gracinha) de blusa amarela ou a outra moça de blusa branca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *