Projeto Filmes Lésbicos – 003

Alguns meses atrás, eu entrei em uma fase lésbica da depressão e senti uma vontade imensa de ver filmes que fugiam do clichê de romance lésbico feliz.

Cracks - Eva Green

“Oh, quão triste eu estou! Preciso ver mais lésbicas miseráveis para me sentir melhor.”

Filme: Je te Mangerais

Je Te Mangerais

Gênero: Straight-Meets-Lesbian; Até-Que-O-Filme-É-Bom; Lésbica-Psicótica-Atormentando-Hetero-Ingênua;

Sinopse by Jac: Lésbica psicótica atormentando hetero ingênua. Preciso dizer mais?

Opinião: Juntando o nome do filme (Eu Te Comerei, Gata [/tradução livre]) com o poster super sexy de duas mulheres no chão, eu esperava exatamente o que eu tive: a representação de um amor doentio.

Je Te Mangerais - Lesbica

Grande parte do filme eu passei agoniada. Não sei se é porque meu modus operandi é querer ajudar lésbicas, mas eu tive dez tipos de mal-estar vendo a Emma se rastejando e sendo toda lésbica-psicótica com a Marie. Isso é uma péssima representação de lésbicas: mulheres loucas que encurralam heteros e tentam, a todo custo, manter relações com elas. E nós sabemos qual o final clássico para lésbicas que agem assim em filmes: elas morrem (e as heteros ficam salvas).

Mas esse é um filme francês, e não americano. Logo nós começamos a ver uma mudança brusca de atitude na Marie que dá sentido para cenas mais sutis no início e meio do filme, como aquela em que Emma responsabiliza Marie por quase ter sido estuprada. Como feminista, a cena me deixou arrepiada, mas, se tomarmos a cena como verdade, ela tinha função de informar o público que Marie não é tão inocente e que seus desejos transparecem em atitudes discretas.

Je Te Mangerais - Kiss

E ah, claro, nada te garante mais pegação lésbica do que salvar uma mulher de ser estuprada. Louise que o diga.

Como eu sou meio boba com filmes lésbicos, eu torci muito por um final feliz, mas fui abandonando as esperanças à medida que Emma se tornava mais e mais obsessiva e só ganhando o desprezo de Marie. Uma pena, porque eu ia adorar mais uma cena de pegação igual as duas que tivemos – incluindo aí o uso da força e aquela coisa de ódio/amor. Não me entendam mal, Emma “força a barra”, mas não chega a fazer nada não consentido.

Je Te Mangerais - Fight

É tão raro achar um filme em que a lésbica pegue a mulher à força ao invés de ser aquele nhenhenhe.

Enfim, esse é um filme que acrescenta algo novo em uma história batita de lésbica psicopata. Mesmo me deixando agoniada por tanto tempo, recomendo que todas assistam.

Final: É claro que um amor doentio no cinema sempre acaba com protagonista(s) morto(s), mas o reteiro ainda deixa uma baita brecha para lésbicas como eu que gostam de final feliz.

Nota do Filme: 9
Nota do Romance Lésbico: 6
Nota da Lezploitation: 7

///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\

Filme: La Tourneuse de Pages – Ao Lado da Pianista

La Tourneuse de Pages - Poster

Gênero: Até-Que-A-História-Não-É-Clichê; Até-Que-O-Filme-É-Bom;

Sinopse by Jac: Uma criança vai fazer uma apresentação de piano em um concurso e é atrapalhada por uma mulher famosa que precisou dar uma autrógrafo durante a apresentação. Ela cresce e vai buscar vingança. Pois é… não fui eu que fiz esse argumento.

Opinião: Decidi ver esse filme com a minha empolgação por Je Te Mangerais. Ao Lado da Pianista tem um roteiro muito simples e com uns deus ex machina, mas muito envolvente.

La Tourneuse de Pages

Quem aqui não gosta de um filme lésbico sobre vingança?

Passei o filme inteiro torcendo para Mélanie (que é assustadoramente idêntica a uma pianista que eu conheço) desistir da vingança e simplesmente pegar a Ariane, que, afinal, não é uma pessoa má e não tem culpa de ser popular e cheia de piriguetis pedindo autógrafo. Sim, eu sempre torço por pegação final feliz em filme lésbico.

La Tourneuse de Pages - Kiss

Ah, se fosse tão fácil assim converter heteros….

Quanto ao lezploitation do filme, achei muito sutil – e não que isso seja uma coisa ruim. A tensão sexual ficou pairando o filme inteiro, além da tensão mórbida que Mélanie causava, com beijos na bochecha e toques de mãos. Inclusive, a cena em que Ariane beija a mão de Mélanie mexeu especialmente comigo.

La Tourneuse de Pages - Hand Kiss

Lembrou minha primeira paixão platônica, #prontofalei

Final: Surprise, Surprise! Ariane supostamente morre – mas cá entre nós, esse final é tããããoooo clichê. Mesmo porque, se cada vez que estivesse horrivelmente ferrada, eu morresse, não teria chegado nem aos 15 anos. De qualquer forma, se fosse eu escrevendo/dirigindo o filme, eu certamente faria Mélanie pelo menos ter uma noite de sexo com a Ariane antes de completar a vingança.

Nota do Filme: 8
Nota do Romance Lésbico: 4
Nota da Lezploitation: 5

///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\

Filme: Cracks

Cracks - Poster

Gênero: Lésbica-Psicótica-Atormentando-Hetero-Ingênua; Contem-cenas-lésbicas-mas-não-é-filme-lésbico; British; Lésbicas-e-Crimes;

Sinopse by Jac: Professora tem sua posição de motherfucker ameaçada com a chegada de uma aluna espanhola na escola.

Opinião: Cometi alguns erros de julgamento com esse filme antes de assistí-lo. Primeiro foi confundir Eva Green com Sasha Grey (!) e pensar “nossa, geralmente atriz pornô não faz filme sério“. O segundo foi desconsiderar um comentário que li uma vez alertando para não assistirmos o filme porque ele é “muito deprimente”. O terceiro foi me apaixonar pela Eva Green, uma Penélope Cruz com mais sustância, na primeira cena por ela estar linda com roupas de homem.

Cracks - Miss G - Eva Green

Foi um erro me apaixonar pela Eva Green porque criei muita expectativa de super cenas de pegação professora-aluna e quebrei a cara lindamente. Miss G. só ficava enloquecida perseguindo a Fiamma, que só a desprezava, e lésbica-psicótica-atormentando-hetero-ingênua não é meu gênero preferido.

Inclusive, divido minha opinião com a única cena de lezploitation do filme. Por um lado ela é extremamente sexy e delicada. Por outro, ela é de fato um abuso sexual – já que Fiamma estava desacordada.

Cracks

Miss G, lésbicas não precisam ser representadas como abusadoras, então se você quiser um pouco de pegação lésbica, eu estou aqui beeem acordada – e eu não faço amigas implorarem.

Quanto a Fiamma, preciso acrescentar que fiquei na dúvida durante todo o filme, mas agora posso dizer que a odeio. Como ela ousa não gostar da Eva Green Miss G? Mas sacrilégios lésbicos à parte, ela de fato é uma garota mimada que preferiu destruir a reputação da Miss G para provar que estava certa ao invés de simplesmente deixar a professora e as alunas da equipe usarem suas fantasias para aguentar o inferno que era o colégio.

E um último comentário: Miss G não é lésbica de fato. Ela se apaixonou muito mais pela liberdade que a Fiamma representava do que por aquela nojenta em si.

Cracks - Miss G

“Ah, eu seria uma lésbica tão boa…”

Final: Pelo menos aqui temos uma novidade no gênero lésbica-psicótica-atormentando-hetero-ingênua: a “lésbica” não morreu!!! Uhull!! Quem morreu na verdade foi a chata da Fiamma. Thanks, writers!

Nota do Filme: 6
Nota do Romance Lésbico: 0
Nota da Lezploitation: 3

///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\

Filme: La Repetition

La Repetition - Poster

Gênero: Lésbica-Psicótica-Atormentando-Hetero-Ingênua;

Sinopse by Jac: Tem enredo nenhum. É só uma lésbica atormentando uma hetero mesmo.

Opinião: Assistir La Repetition foi um inferno. Para começar eu só tinha uma cópia dublada em italiano (filme francês não combina com dublagem italiana) com uma legenda mais sem pé nem cabeça. Ou seja, perdi no mínimo metade dos diálogos.

O que aparentemente não fez muita diferença, já que o filme parece extremamente fraco e com uma direção amadora. E, como o nome sugere, temos uma repetição de clichês lésbicos aqui: (tentativas de) suicídio, amizade de infância, hetero desprezando lésbica, hetero dando uns pegas na lésbica e a deixando mais louca ainda, etc.

La Repetition

Lésbicas, não se deixem enganar assim!

La Repetition jogou um balde de água fria na minha maratona de filmes anti-romance lésbicos. Ele é tão deprimente quanto Cracks, mas sem a Eva Green sensualizando como professora. Não recomendo at all.

Final: Aparentemente a Nathalie se arrependeu de ter feito a Louise (interpretada pela Pascale Bussières – velha conhecida nossa de When the Night is Falling), mas isso não me fez diferença. O filme não conseguiu me cativar – e garanto que a dublagem italiana não ajudou muito.

Nota do Filme: 4
Nota do Romance Lésbico: 1
Nota da Lezploitation: 3

///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\///\\\

Download: Je Te Mangerais e Cracks. Não tem link pros outros dois.

Próximos Filmes: Bound, Kyss Mig e outros dois indefinidos ainda.

E não, vocês não vão ver Imagine Me and You tão cedo aqui. E não, o próximo post não será sobre filmes, então não se estressem.

29 ideias sobre “Projeto Filmes Lésbicos – 003

  1. Esses filmes são muito tensos e cansativos… mas seu post é realmente muito bom…
    Eu assisto mtos filmes lésbicos e realmente tem uns que são muito tensos/ clichês.. e alguns até mal feitos… ahahhaha por isso quero ver sua avaliação sobre o Kyss Mig, que é um dos meus preferidos junto com The Four Faced Liar, Bloomington.. Imagine me and you é claro…

    Você podia comentar uns filmes brasileiros também! (não que sejam melhores.. mas..)

    Beijo!

  2. “Miss G, lésbicas não precisam ser representadas como abusadoras, então se você quiser um pouco de pegação lésbica, eu estou aqui beeem acordada – e eu não faço amigas implorarem.”

  3. Aaah eu já conhecia a Eva Green *-* antes desse filme Cracks.
    Só assisti por causa ela.
    Adoro suas atuações.Ela além de linda, é uma atriz que merece ganhar um Oscar algum dia.

  4. Não sei se apenas eu tive essa impressão, mas no “Je te Mangerais” não achei a Marie tão inocente assim. Inclusive, no principio do filme achei que a iniciativa partiria dela e que o modo como ela foge da Emma transparece muito mais um medo da atração que paira entre as amigas do que desprezo. Estava convicta de que Marie no minimo se descobriria ao longo do filme. Isso até a metade, quando minhas atenções se voltaram pra Emma e comecei a sussurrar “Não faça isso, não seja besta garota” – fiquei extremamente angustiada com esse filme.

    P.S.: acho que “Cidade dos sonhos” cairia bem nos próximos posts.

    • Ué, foi exatamente essas coisas que eu falei sobre Je Te Mangerais hahahhahaha Marie de fato não é inocente na história.

  5. Meu nome é Louise e quando eu li ” E ah, claro, nada te garante mais pegação lésbica do que salvar uma mulher de ser estuprada. Louise que o diga.” eu fiquei tipo WHAAAAAT? huahuahuahuahau. Só depois que eu fui me ligar ‘-’.

  6. Se eu fosse a Maria Valverde (Fiamma) eu exigiria a mudança do roteiro dessa bagaça. Ia querer uma cena cena a là Natalie Portman e Milla sei lá o que,em Cisne Negro, porque das uns pegas na Eva Green deve ser tudo de bom. E desses, gostei do Ao lado da pianista.
    Muito bom o post.

  7. adorei seu post :D mas os filmes sao tao tristes q nao pretendo ver nenhum xD

    pq vc nao assiste “Jack and Diane”? a legenda saiu semana passada no legendas.tv e ja baixei mas não assisti ainda, espero q nao seja tao depressivo qnto os dessa lista xD

  8. gente dei uma corrente com pingente de coracao pra amiga q to querendo pega supostamente hetero mas q ja m deu moral
    sera q ela fui suficientemente lesbica ?

    • Véi.. isso é tããão The OC. Já ganhei colar de coração de uma pseudo-gay. Usamos juntas. Pena que “virou” hétero.

      Te entendo.

  9. sabe do q gosto de vir ler aq no site o jeito como descreve a sua opinião eu adoro isso muito engraçado.e cativante, valeu bjs e espero mais post interesante rsrsrs e cracks eu tbm assistir a desculpa na verdade praticamente todos q vc sitou ate o momento se tira só são uns 2 ou 3 q ainda não assistir,comenta series tbm uma hora dessa

  10. Muito bom o post Jac;
    Parabéns e continue sempre assim;
    Vejo sempre seu blog, acho muito bom e recomendo para todos que conheço;

    Bjoo;

  11. Finais tristes, em filmes lésbicos, ninguém merece. A Jac já escreveu isso uma vez, em um desses posts, e eu tenho a mesma opinião, senso crítico para filmes lésbicos não pode ser o mesmo para os outros tipos de filmes. Gosto de ver pegação e final feliz :)
    Essa semana está nos cinemas, pelo menos aqui em SP, o filme: Além das Montanhas. Acho que não tem pegação, mas deve ter algo no ar… ouvi dizer que vale a pena.

  12. Oi meninas, é a primeira vez que comento aqui, mas sempre leio os posts…
    Então, esses dias assisti um filme [+/-] e não lésbico, mas tem um final que na minha opinião foi lésbico e feliz, é um drama que foca a industria de filmes adultos, o nome do filme é About Cherry… ah apesar do foco ser esse, o filme não é pornô.

  13. Jac seu blog é ótimo, você e as meninas que comentam fazem ficá-lo melhor.
    Bem eu coleciono filmes.
    De tematica lésbica acho que tenho todos, documentários de todos os tipos, se precisar de uma ajudinha …. Estou de pleno acordo o Filme e Je te Mangerais , eu os achei detestável !!!
    Finais felizes em filmes Lez são raros.
    Infelizmente a série Lip Service não foi pra frente mesmo, gostava muito, eram baseados em fatos reais que uma escritora contava das amigas e na comunidade que ela vivia. Os meus preferidos são os romanticos, mas sempre o ultimo me impacta foram eles :
    Berlim Affair ( essa geisha !!! ) e Die Konkurrentin ( e essas duas são ótimas….) Quem quiser assisti-los estão no Yotube

  14. Oii meninas..
    Eu queria pedir uma ajudinha, eu amo muito ler, principalmente romances.
    E gostaria de saber se vcs tem conhecimento de algum romance muito bom, lesbico? Pq estou comecando a cansar dos hetero. queria algum que me envolvesse mais.. Ou ate mesmo se vcs tiverem dicas de livros bons nao necessariamente lesbicos.. Estou sempre a procura de um novo e bom livro para ler! Agradecida, Lara.

    • A escritora Astridy Gurgel é ótima, há livro e contos, você busca o blog pelo nome dela. O blog chama-se “Sempre Procurando.!
      Bjos

  15. Oi Jac, adoro o site e seeempre acompanho seus posts, mas quero te fazer um pedido sobre filmes. Eu adoraria que você fizesse uma de suas analises sobre o filme ” Lost and Delirious ” que particularmente me dá muita raiva ( raiva da Tori, por não lutar por seu amor ), mas ao mesmo tempo me emociona muito e me faz chorar do começo ao fim sempre que assisto. E como eu adoro e me identifico com seus posts sobre filmes, eu ficaria extremamente feliz se você comentasse sobre esse haha’ *–* Beeeijos!

  16. Oi Jac, acabei de assistir o filme “Cracks” e não entendi o real motivo do seu ódio pela Fiamma já que era a Miss G que ficava atras dela, sem que a Fiamma em momento algum, desse qualquer tipo de “condição” e insinuação para ela.. E no final a pobre Fiamma morreu por culpa maior da Miss.. Então você não acha que mesmo ela sendo a “sapata” linda da história, ela também foi a vilã ? Enfim Jac, espero resposta sobre isso, para que eu possa entender melhor seu ponto de vista ((:

    P.s. O fato dela destruir a reputação da Miss Green é totalmente aceitável já que a mesma abusou dela sexualmente, e errado seria se ela se mantivesse calada.. ( Minha humilde opinião hahaha ) !

    • (Primeiramente, queria comentar que atóron comentários assim que desenvolvem o assunto)

      Eu odiei a Fiamma porque ela fez questão de se meter na fantasia da Miss G. Ela seria uma personagem da qual eu gostaria se ela tivesse visto a farsa e ficado quieta sem desmascarar Miss G para as outras meninas (afinal, a farsa tinha um bom propósito).

      E a Miss G não é vilã de forma alguma. Nem o filme a trata como vilã. Ela é uma pessoa com problemas psicológicos, louca, desequilibrada mas jamais má. Ela não matou a Fiamma com dolo. Quem é o vilão no filme é a escola/sistema-educacional que tornou a Miss G doente daquele jeito.

      E quando eu falo que a Fiamma destruiu a reputação da Miss G, eu estou me referindo a Miss G motherfucker, aventureira, liferuler e inspiração para as meninas. Não estou falando da reputação relacionada ao abuso sexual. O abuso foi o ponto em que eu percebi que o filme ia ladeira a baixo e não tinha mais nada o que fazer.

  17. aaah e Fingersmith? Toque de Veludo? Imagine me and you( haha) , Lost and Delirious , etc… todos os que realmente valem a pena.
    PS: resolvi assistir todos os baseados nos romances da Sarah Waters ,e meio que me decepcionei com Afinidade, o que foi aquilo? só um selinho?
    :(
    Quero ver sobre esses.

  18. Gostaria Muito De assistir Je te Mangerais. Mais infelismesnte Nao Acho Ele Online. E Quando acho Para baixar Nunca da certo Pois A Muitos Filmes para baixar mais convenhamos E Uma puta de Uma mentira e Nunca Rola.Mais Adorei seus Comentarios e sempre bom saber antes a Historia. Nao sou Lesbica Mais Sou apaixonada por historias romanticas mesmo sendo tragicas..Mais gostaria Muito De poder assistir online com legenda.se vc saber deixa a dica Pois sempre do uma espiada nesse site ..brigado.bjs gata

  19. Desses só assisti Cracks e admito que achei chatinho.
    Sei lá, ultimamente estou mais para estilo ‘agua-com-açucar’ doce, beeem doce rs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>