Sobre o hiatus deste blog

Pois é, há mais de um ano esse blog não tem atualizações e eu acabei não dando muitas explicações sobre o que aconteceu ou o que vai acontecer. O blog terminou? Eu morri? Não há mais assunto?

A verdade é que eu eu comecei um relacionamento com um homem e não me sinto mais com direito a manter um blog lésbico…

Risos
“Ah, pelo menos ainda temos piadas por aqui!”
Continue lendo “Sobre o hiatus deste blog”

Ego e Lésbicas Buraco Negro

Já que não me é permitido ter estabilidade profissional/financeira e, ao mesmo tempo, amorosa, agora eu sou solteira (e ninguém vai me segurar, daqueeele jeito!).

Isso significa que, além de eu não ter player 2 para jogar Lego Senhor do Anéis, eu estou sendo obrigada a me integrar novamente na selva hostil comunidade lésbica. E não é incrível que, após 7 anos nesse mundinho, eu ainda descubro coisas novas?

Exploradora
Aqui, no Discovery Dyke Channel.


Acredito que todas nós já conhecemos alguma lésbica do tipo predadora. Elas certamente têm suas motivações para dar uns catos conquistar mulheres: paixão por pele e lábios macios, sensação de proibido (thanks, catolicismo), achar uma mulher gata, estilosa, fofa, foda e/ou divertida ou não achar nada disso, mas, devido ao desespero à carência, ficar com ela mesmo assim.

Continue lendo “Ego e Lésbicas Buraco Negro”

O Marasmo do Nosso Discurso

Parada Gay em São Paulo com direito a comando de Daniela Mercury e vigésima sétima reportagem no Fantástico sobre o novo relacionamento da cantora. Tudo muito lindo, tudo muito colorido, tudo muito respeitoso, mas algo me incomodou.

Daniela Mercury

Não, esse post não é sobre a incrível habilidade de Daniela Mercury pular na parada gay, beijar uma mulher em rede nacional e defender o casamento homo… ops, perdão, o casamento entre “pessoas do mesmo sexo” sem jamais usar as palavras bissexual ou lésbica.

Continue lendo “O Marasmo do Nosso Discurso”